• Vôlei Bauru não disputará Copa São Paulo

    Vôlei Bauru campeão da Copa São Paulo 2016
    Créditos: Divulgação Vôlei Bauru

    Fonte: Marcelo Ferrazoli – Assessoria de Imprensa Vôlei Bauru 

     O Vôlei Bauru não disputará a Copa São Paulo, competição organizada pela Federação Paulista de Volleyball (FPV) e cuja nova edição será realizada na Capital Pauista nos próximos dias 29 e 30 deste mês, datas que coincidem com a participação da equipe bauruense nos Jogos Regionais de Lençóis Paulista.

    Ciente da importância das duas competições não só para a equipe, mas também para a cidade, e da obrigação de sempre defender Bauru em campeonatos de relevância, a diretoria do Vôlei Bauru propôs à FPV a realização da Copa São Paulo em Bauru em novas datas, além da divisão dos custos da competição em parceria com a Prefeitura de Bauru.

    No entanto, a proposta não foi aceita pela Federação Paulista de Volleyball (FPV), que manteve a atual programação do torneio, inviabilizando a participação do time bauruense na competição vencida na temporada passada pelo Vôlei Bauru.

  • São Cristóvão Saúde/São Caetano faz estreia oficial pelos Jogos Regionais

    Créditos: Divulgação São Caetano

    Fonte: Assessoria de Imprensa do São Cristóvão Saúde/São Caetano

    O São Cristóvão Saúde/São Caetano faz sua estreia oficial na temporada 2017/2018, nesta terça-feira (25), às 14h30, contra Itanhaém pela 61º edição dos Jogos Regionais, no Ginásio do Baetão, em São Bernardo do Campo, São Paulo.

    O renovado elenco já treina há quase dois meses e aos poucos, o ritmo dos treinamentos vai se intensificando visando não só a disputa dos Jogos Regionais, mas também o Campeonato Paulista.

    O técnico interino do São Caetano, Fernando Gomes acredita que a competição é importante na preparação da equipe, que será avaliada durante o transcorrer dos jogos. “É uma competição para ajudar no entrosamento da equipe e ajuda na preparação para o Campeonato Paulista que começa em setembro”, completa o Fernando Gomes.

    “Independente da competição gera uma certa ansiedade e a gente quer ver como a equipe está e já é uma preparação para o Campeonato Paulista. Então vamos fazer o melhor e conquistar este título para a cidade”, finaliza a líbero Andressa.

    O evento reúne 30 cidades da Grande São Paulo e Baixada Santista, totalizando mais de 5 mil participantes, entre atletas, dirigentes e comitê organizador.

    Os jogos acontecem entre os dias 20 e 30 de julho, em mais de 20 espaços esportivos da cidade nas modalidades atletismo, basquetebol, biribol, bocha, capoeira, ciclismo, dama, futebol, futsal, ginástica artística, ginástica rítmica, handebol, judô, karatê, malha, natação, tae kwon do, tênis, tênis de mesa, voleibol, vôlei de praia e xadrez.  Os jogos têm entrada franca.

  • Vôlei de Praia: Campinas receberá a segunda etapa do IV Circuito Paulista

    Créditos: Divulgação FPV

    Fonte: MBraga Comunicação

    A segunda etapa do IV Circuito Paulista de Vôlei de Praia já tem local e data. A competição, criada pela Federação Paulista de Volleyball (FPV) para incentivar a modalidade no estado, estará em Campinas entre os dias 25 e 27 de agosto. As partidas acontecerão nas quadras montadas no Parque Taquaral, reunindo as principais duplas de São Paulo, no masculino e feminino. Depois da abertura em Guairá, agora será a vez de Campinas receber o melhor do vôlei de praia paulista.

    As inscrições foram abertas nesta segunda, dia 24 de julho, e serão encerradas no dia 17 de agosto, às 18h, podendo ser encerrada antes se o limite de  regulamentar seja atingido. Conforme regulamento, os três primeiros dias estão reservados para inscrição de duplas já ranqueadas. Após este prazo, serão aceitas todas as demais, ranqueadas ou não. O valor da inscrição é de R$ 50,00 por dupla. Já para a filiação, o valor é de R$ 30,00 por atleta

    As inscrições poderão ser feitas pelos e-mails  voleidepraia@fpv.com.br, voleidepraia2@fpv.com.br e fpv@fpv.com.br, com Patrícia. Para registro de atletas e Renovação de Registro, o  e-mail é luzimar@fpv.com.br.

    A programação da etapa de Campinas será a seguinte:  25/07 (sexta-feira) – Jogos do Torneio Qualifying e Congresso Técnico Torneio Principal; 26 e 27/05 (sábado e domingo) – Torneio Principal, masculino  e feminino (previsão de encerramento às 13h30).

    O sistema de disputa prevê a Chave Principal com 16 duplas, sendo oito mais bem colocada no ranking, sete saídas do qualificatório e uma convidada. No dia 26 será realizado o quali, com até 28 duplas, ficando o Congresso Técnico para logo após o mesmo.

    Resultados – Etapa de Guaíra

    Masculino

    3º lugar
    Julio César/Rodrigão 2 x 0 Fábio Toro/Georges – 21/11 e 21/15

    Final
    Matheus Brito/Ale Leite 0 x 2  Bruno Malta/Guto Dulinski – 14/21 e 16/21

    Feminino

    3º lugar
    Marli/Ana Teixeira 0 x 2 Mimi/Lessiana – 13/21 e 18/21

    Final
    Lucília/Shirlei 0 x 2 Kawane/Miriam – 19/21 e 19/21

    O IV Circuito Paulista de Vôlei de Praia tem organização e realização da Federação Paulista de Volleyball, com apoio das prefeituras das cidades-sede.

  • Mundial Sub 20 feminino: Brasil fica em quinto lugar no México

    Equipe brasileira comemora vitória sobre a Polônia
    Créditos: Divulgação FIVB

    Redação

    A seleção feminina brasileira Sub-20 conquistou a quinta posição no mundial da categoria, que acontece no México. Na tarde deste domingo (23.07), na disputa pela posição, o Brasil levou a melhor sobre a Polônia por 3 sets a 1 (25/17, 25/21, 27/29 e 25/21), em partida realizada na Arena Córdoba. Na fase anterior, as brasileiras haviam sofrido o revés no duelo contra as polonesas.

    Com 17 pontos, o bloqueio foi um grande diferencial na partida em favor das brasileiras. O destaque entre as atletas brasileiras ficou com a atuação da oposta do Brasil, Tainara, que marcou 16 vezes, tornando-se a maior pontuadora do jogo. 

    A campeã da competição foi a seleção da China, que bateu a Rússia por 3 sets a 0  (25-22, 25-22, 25-16). A China tornou-se tricampeã do torneio, tendo vencido também em 1995 e 2013.

    Classificação final: 1. China, 2. Rússia, 3. Japão, 4. Turquia, 5. Brasil, 6. Polônia, 7. Estados Unidos, 8. Bulgária, 9. Itália, 10. Sérvia, 11. República Dominicana, 12 Argentina, 13. México, 14. Peru, 15. Cuba, 16. Egito.

    Uma brasileira esteve entre as melhores do campeonato:

    Seleção do Campeonato:
    Levantadora: Tamaki Matsui (Japão)
    Oposto: Anna Kotikova (Rússia)
    Ponteiras: Wu Han (China) e Tugba Senoglu (Turquia)
    Centrais: Gunes Zehra (Turquia) e Yang Hanyu (China)
    Libero: Nyeme Alexandre Costa (Brasil)

  • Yoana Palácios inicia treinos com o Vôlei Bauru

    A vibração de Yoana Palácios (4) pela seleção cubana
    Créditos: Divulgação FIVB

    Fonte: Marcelo Ferrazoli – Assessoria Vôlei Bauru

    Um dos destaques da atual geração do voleibol cubano, a ponteira Yoana Palácios integrou-se nesta segunda-feira, 24, ao elenco do Vôlei Bauru. Com 26 anos, 1,84 m de altura e 67 kg, a atleta, conhecida internacionalmente por suas atuações pela seleção de Cuba, inicia os treinamentos visando manter a forma física, mas pode se transformar em mais uma opção para a disputa do Campeonato Paulista.

    Não é a primeira vez que a ponteira cubana estará em Bauru. Na temporada 2015-2016, Palácios esteve perto de jogar pela equipe bauruense, quando tratou lesão no ligamento do joelho esquerdo na cidade. Entretanto, naquela ocasião, as negociações não avançaram. Agora, após disputar a temporada passada pelo Yunnan, da China, a jogadora retorna ao Brasil – e a Bauru – com o objetivo de treinar para manter a forma física e a possibilidade, caso seja do entendimento da diretoria e da comissão técnica do Vôlei Bauru, de firmar contrato para a disputa do Campeonato Paulista.

    Além de passagens com destaque pela seleção cubana, Yoana Palácios já atuou no voleibol do Azerbaijão, onde defendeu o Rabita Baku, e também passou pelo turco Besiktas JK. Em seguida, transferiu-se para o chinês Yunnan, onde disputou a última temporada.

    Apesar da idade, Palácios é considerada uma jogadora experiente, pois iniciou cedo sua carreira na Seleção Cubana tendo seu auge nos Jogos Pan Americanos de 2011, em Guadalajara no México. A ponteira liderou a campanha das cubanas até a final, onde foram superadas por 3 sets a 2 pelo Brasil no qual entre as convocadas estava Paula Pequeno. Mesmo com a prata Palácios foi eleita a melhor atacante e MVP daquela edição do Jogos Pan-Americanos. Além disso, a cubana também foi eleita a melhor atacante da edição 2012 do Grand Prix.

  • Vôlei Bauru estreia amanhã na temporada 2017/2018

    Torcida do vôlei Bauru promete comparecer  –  Créditos: Divulgação Vôlei Bauru

    Fonte: Marcelo Ferrazoli – Assessoria de Imprensa Vôlei Bauru

    O Vôlei Bauru fará sua estreia oficial na temporada 2017-2018 diante de Porto Ferreira nesta terça-feira, a partir das 18h, no ginásio Archangelo Brega (o endereço é Rua 13 de Maio, 650, no Centro de Lençóis Paulista). A partida também marca o início dos Jogos Regionais de Lençóis Paulista para o time bauruense, que competirá na categoria voleibol feminino livre.

    O Vôlei Bauru está no Grupo C juntamente com as anfitriãs de Lençóis Paulista, Porto Ferreira e São Manuel. Já no Grupo A estão Piracicaba, São Carlos e Bariri e no Grupo B encontram-se Jaú, Agudos e Lins.

    Classificam-se à segunda fase os dois primeiros de cada grupo, com os primeiros dos grupos A e B avançando diretamente às semifinais. Os dois outros semifinalistas sairão dos duelos entre o primeiro colocado do Grupo C contra o segundo colocado do grupo A – quem avançar enfrenta o primeiro do Grupo B nas sêmis – e entre o segundo do Grupo C contra o segundo do Grupo B – quem se classificar encara o primeiro do Grupo A nas semifinais.

    O Vôlei Bauru inicia a nova temporada com elenco renovado. A equipe manteve as ponteiras Dayse e Carol Westermann, as centrais Angélica e Valquíria, a levantadora Juma e a líbero Arlene e se reforçou com as vindas das ponteiras Paula Pequeno e Gabi Cândido, da levantadora Ju Carrijo, das centrais Andressa Picussa e Gabi Martins e das opostas Ariane e Helô.

    No entanto, para a disputa dos Jogos Regionais o time não estará completo. Não disputarão a competição a ponteira Gabi Cândido e a oposta Ariane, servindo atualmente a seleção brasileira sub-23, a ponteira Paula Pequeno, ainda se condicionando fisicamente, e a central Gabi Martins, em função do regulamento do torneio não permitir a participação de atletas que tenham disputado competições iniciadas este ano em outras cidades – no caso da central, a Superliga B. Desta forma, o Vôlei Bauru levará à competição as seguintes atletas: as levantadoras Juma e Ju Carrijo, as centrais Valquiria, Angélica e Andressa, as ponteiras Carol Westermann e Dayse, a oposta Helô e a líbero Arlene.

  • Copel Telecom Maringá Vôlei realiza primeira semana de treinamento visando a Superliga 2017/2018

    Foto: Fernando Tanaka

    Fonte: Rodrigo Araújo – Assessoria Maringá Vôlei

    A Superliga Masculina de Vôlei deve começar apenas na primeira quinzena de outubro, mas o Copel Telecom Maringá Vôlei já começou com tudo a preparação para a principal competição de vôlei do País. Na última segunda-feira, 17, o novo elenco realizou o primeiro encontro e já iniciou os trabalhos.

    Segundo o treinador Renato Banana, a primeira semana foi basicamente composta por exames e avaliações físicas, mas já iniciando treinamentos técnicos e fortalecimento. “Na segunda-feira pela manhã tivemos mais uma conversa entre todos que fazem parte do time para alinharmos como será a temporada. No período da tarde já iniciamos os trabalhos com avaliações e treinamentos na academia. A semana foi dessa forma, em grupos, os atletas realizaram avaliações cardiológicas e físicas. O início dos treinamentos foi mesclado entre quadra e academia”, explicou o treinador.

    Com 13 atletas no elenco o Copel Telecom Maringá Vôlei iniciou as atividades com os líberos Daniel Rossi e Gian, os levantadores Ricardinho e Matheus Brasília, os centrais Aureliano, Ialisson, Rodrigo Leitzke e Wennder, os ponteiros Matheus Secco, Kaio, Alê e Thiago Alves e o oposto Alisson. O desfalque do time foi o levantador Elder Coutinho, que decidiu encerrar a carreira no voleibol profissional e assumiu o cargo de secretário de esportes da sua cidade natal, Assis Chateaubriand. A diretoria ainda busca a contratação de um levantador e dois opostos para fechar o time para a temporada.

    Para o líbero Daniel Rossi, esses primeiros dias de trabalho serão importantes para os atletas se conhecerem melhor e adaptarem ao estilo de treinamento da comissão técnica. “No início da pré-temporada a equipe visa mais a parte física com alguns exames e, por enquanto, poucos trabalhos técnicos. É um time com muitos atletas novos e com uma comissão técnica que alguns ainda não tiveram a oportunidade de trabalhar, então vamos nos conhecendo mais a cada dia. O mais importante é cada um dar o melhor de si nos treinamentos para que possamos lá na frente atingir nosso objetivo inicial que é a classificação para os play-offs e depois almejarmos coisas maiores” analisou o novo atleta do Copel Telecom Maringá.

    O time voltou a treinar nesta segunda-feira, 24, em dois períodos, pela manhã trabalho da Academia Trainers e à tarde, às 16h00, treinamento técnico no Ginásio de Esportes Chico Neto. A programação segue para terça, quinta e sexta-feira. Na quarta-feira, 26, o time não terá treinamento no período da tarde para recuperação dos atletas.

  • Grand Prix: Paredão detona os Estados Unidos e Brasil se classifica

    Paredão brasileiro com Rosamaria e Adenízia
    Créditos: Divulgação FIVB

    Redação

    A Seleção Brasileira feminina entrou em quadra, neste domingo, (23/07), com a obrigação de vencer as norte-americanas. Em caso de derrota, o time acabaria eliminado precocemente, ficando de fora das finais.

    Com muita maturidade, as brasileiras dominaram as americanas nos dois primeiros sets, seguraram a reação das rivais e, conquistaram a terceira vitória seguida na etapa: 3 sets a 1, parciais de 25/20, 25/13 e 18/25 e 25/18. Com o resultado, as brasileiras garantiram vaga na Fase Final e seguem em busca do 12º título da competição.

    O bloqueio voltou a fazer a diferença. Ao lado de Carol, Adenízia comandou o paredão brasileiro. Ao todo, foram 17 pontos neste fundamento para a seleção brasileira. Natália foi a maior pontuadora da partida, com 19 pontos, seguida de perto pela central Adenízia, com 18 acertos. 

    O JOGO

    A seleção brasileira começou bem a partida. Na primeira parcial, após início bastante equilibrado, a equipe de Zé Roberto cresceu na metade final, o bloqueio começou a aparecer quando Amanda foi para o saque e quebrou o passe dos EUA, ajudando as donas da casa a abrir 18/14. Daí, foi só administrar e fechar  em 25/20, dando o primeiro passou rumo à vitória e a classificação.

    No segundo set, o domínio brasileiro foi ainda maior em Cuiabá. Bem no bloqueio e eficiente no ataque, as anfitriãs mostraram uma superioridade muito grande, marcando surpreendentes 25/13, ficando a um set do triunfo.

    Porém, a boa margem parece ter relaxado o time verde e amarelo. Na terceira parcial, o desempenho ficou abaixo da média e, com o crescimento das americanas, o jogo ficou difícil. Assim, após ver as rivais abrirem larga margem, a equipe brasileira só começou a reagir quando a central Adenízia cresceu no meio de rede, marcou três pontos, cortou a diferença para seis (21/15) e levantou a galera, mas foi muito pouco, e perderam por 25/18.

    O quarto set começou ruim, com os Estados Unidos abrindo 3/0. Porém, a reação veio de imediato, com empate em 5/5. E a partir disso, com bloqueio excelente, a Seleção deslanchou novamente. Na segunda parada técnica, a vantagem já era de 16/11. Depois disso, bastou administrar para fechar em 25/18.

    Classificado, o Brasil se prepara agora para mais uma longa viagem, rumo à China. As Finais estão marcadas para entre os dias 2 e 6 de agosto, na cidade de Nanjing. Além das brasileiras e das anfitriãs chinesas, também estão classificadas as seleções da Sérvia, dos Estados Unidos, e da Itália. A Holanda pode ficar com a última vaga se vencer a Bélgica também em Cuiabá, ainda neste domingo.

  • Vôlei de Praia: Larissa e Talita conquistam mais um ouro em Mundial

    Foi o terceiro ouro da equipe verde e amarela nesta temporada do Circuito Mundial
    Créditos: Divulgação FIVB

    Redação

    O Brasil conquistou neste domingo, (23/07), a medalha de ouro na etapa quatro estrelas de Olsztyn, na Polônia, válida pelo Circuito Mundial de vôlei de praia. Larissa e Talita derrotaram as canadenses Sarah Pavan e Melissa Humana-Paredes, pelo placar de 2 a 1 (20/22, 21/18 e 16/14). O ouro de Larissa e Talita veio com uma campanha perfeita: seis vitórias em seis jogos.

    Foi o terceiro ouro da dupla brasileira nesta edição do Mundial. Elas já haviam vencido as etapas de Fort Lauderdale, nos EUA, e de Moscou, na Rússia. Ainda levaram a prata no torneio de Gstaad, na Suíça. As canadenses somam um ouro, conquistado em Porec, na Croácia, e uma prata, no Rio de Janeiro.

    Ágatha e Duda: A dupla brasileira nem precisou atuar para conquistar a medalha de bronze, já que a tricampeã olímpica Kerri Walsh Jennings, que joga atualmente com Nicole Branagh, sofreu uma lesão no ombro direito e não teve condições de jogo.  

    As duplas brasileiras agora se preparam para o Campeonato Mundial da modalidade, que acontece na capital da Áustria, Viena, com início na próxima sexta-feira, dia 28 de julho e término marcado para 5 de agosto para as mulheres, e dia 6 de agosto para os homens. 

  • Mundial Sub 20 feminino: Brasil bate Bulgária e disputa o quinto lugar no México

    Karyna Malachias foi a maior pontuadora do confronto com as búlgaras
    Créditos: Divulgação FIVB

    Redação

    Na tarde deste sábado (22.07), na primeira rodada da disputa pelo quinto lugar, o Brasil levou a melhor sobre a Bulgária, de virada, por 3 sets a 1 (22/25, 25/10, 25/17 e 25/14), em partida realizada na Arena Córdoba. 

    Com 13 pontos, o bloqueio foi um grande diferencial na partida em favor das brasileiras. O destaque ficou com a atuação da oposta do Brasil, Karyna Malachias, que marcou 16 vezes para se tornar a maior pontuadora do confronto. Neste domingo (23.07), às 17h, no horário de Brasília, a equipe brasileira enfrentará a Polônia na briga pela quinta posição.