• Copa Brasil feminina: Camponesa/Minas tem bom início de jogo, mas está fora da final

    Bloqueio do Minas não conseguiu segurar o ataque adversário (Foto: Greik Pacheco)

    Redação

    O Dentil/Praia Clube é o primeiro finalista da Copa Brasil feminina de vôlei 2018. A equipe de Uberlândia venceu, nesta quinta-feira (18.01), o clássico mineiro contra o Camponesa/Minas por 3 sets a 0 (27/25, 25/14 e 25/14), no ginásio do Jones Minosso, em Lages, Santa Catarina, na primeira semifinal da competição. 

    O Camponesa/Minas esteve bem no começo da partida, equilibrou o jogo, mas cometeu algumas falhas, especialmente, a partir do segundo set. Com isso, o adversário, que foi mais consistente, se aproveitou, venceu o duelo mineiro e garantiu uma vaga na final, que será disputada nesta sexta-feira (19/01), às 21h30.

    O primeiro set foi cheio de emoções e muito equilibrado. Os dois times se revezaram no ataque e mostraram muita qualidade técnica. Hora se destacava o bloqueio de um lado, hora o ataque do outro. Com isso, muita disputa. O set foi decidido nos detalhes, e a equipe do interior mineiro levou a vantagem mínima: 27/25. Na parcial seguinte, a Camponesa/Minas cometeu alguns erros na marcação, e o Praia aproveitou do momento para fazer o seu jogo. Sem conseguir emplacar um volume de ataque forte, as minastenistas perderam também o segundo set: 25/14. No último set, o time da capital mineira não teve forças para reagir e viu a equipe de Uberlândia fechar a semifinal em 3 sets a 0, ao fazer 25/14.

    Para a ponteira Rosamaria, os erros do time foram determinantes para o placar final. “O nosso bloqueio não funcionou. A gente sabia do poder de ataque do time delas e até conseguimos sacar bem, mas o nosso sistema defensivo falhou bastante, o que contribuiu para o resultado do jogo. Fizemos algumas coisas boas na partida, mas também erramos bastante. Agora, é levantar a cabeça e focar na sequência da Superliga”, comentou a ponteira da Camponesa/Minas.

    A levantadora Claudinha parabenizou o time de Uberlândia pelo resultado e a postura contra o Camponesa/Minas. 

    “Jogamos muito bem taticamente, apesar de termos errado bastante saque no primeiro set. Nosso volume de jogo funcionou e sacamos muito bem. Tenho que agradecer a minha equipe por ter colocado o passe nas minhas mãos o que facilitou a distribuição. Agora temos que pensar em evoluir para a final”, disse Claudinha. 

    Camponesa/Minas: Macris, Hooker, Mara, Carol Gattaz, Pri Daroit, Rosamaria e Léia (Líbero). Entraram: Laiza, Karine, Karol Tormena, e Mayany. Técnico: Stefano Lavarini.

    Dentil/Praia Clube: Claudinha, Amanda, Fê Garay, Fabiana, Walewska, Carla e Suellen (Líbero). Entraram: Natasha, Fawcett e Ananda. Técnico: Paulo Coco

  • Superliga masculina: Sada Cruzeiro vence e assume a liderança

    Créditos: Divulgação Corinthians/Guarulhos

    Redação

    Na noite desta terça-feira, 16/01, na vitória por 3 a 0 sobre o Corinthians-Guarulhos, com parciais de 37/35, 27/25 e 25/20, no Ginásio do Riacho, o Sada Cruzeiro conquistou, além do resultado positivo, a retomada da liderança da Superliga 2017/18. Com os três pontos do jogo adiado da primeira rodada, os mineiros chegaram aos 34, superando o vice-líder Sesc-RJ, que tem 33. A campanha dos dois times é a mesma, com 11 vitórias e duas derrotas.

    Depois de um primeiro set interminável, com as equipes trocando bolas até o 37° ponto, os dois times fizeram uma segunda parcial também muito disputada. No último set, o Sada Cruzeiro comandou o ritmo, largou na frente e definiu a vitória com tranquilidade.

    O ponteiro Leal, do Sada Cruzeiro, foi um dos principais nomes do grupo dirigido pelo técnico Marcelo Mendez. O atacante foi o maior pontuador do jogo, com 13 pontos, e ainda foi o mais votado no site da Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) recebendo o Troféu VivaVôlei.

    Após a partida, Leal falou sobre o equilíbrio da Superliga. “Todo jogo está sendo sempre difícil para nós. Temos que melhorar muito, principalmente no saque, que não está saindo. Mas, o jogo é jogado e foi importante sair na frente. A Superliga está muito difícil esse ano, tem bons times, todos jogando muito bem, e temos que dar o nosso melhor para conseguir os resultados”, disse o ponteiro do Sada Cruzeiro. 

    Pelo Corinthians-Guarulhos, o líbero Serginho comentou sobre o desempenho do seu time, destacando a necessidade de melhorar a performance em um fundamento específico.

    “O fato não é perder o set, mas o problema é a quantidade de erros de saque. Principalmente contra um time que tem o poder de ataque que o Sada Cruzeiro tem, não pode haver a quantidade de erros que cometemos hoje. Eles têm uma virada de bola muito boa. Se conseguíssemos acertar mais, de repente teríamos conseguido vencer o set. Uma arma que temos contra grandes equipes é sacar muito bem e precisamos usar isso”, afirmou Serginho.

    O Sada Cruzeiro volta a jogar no próximo sábado (20.01), quando receberá o Copel Telecom Maringá Vôlei em partida que será realizada novamente em Contagem, às 19h. O Corinthians-Guarulhos enfrentará o Sesc RJ, no mesmo dia e no mesmo horário, no ginásio da Ponte Grande, em Guarulhos, com transmissão ao vivo do SporTV.

    Sada Cruzeiro – Nico Uriarte, Evandro, Leal, Filipe, Simon, Isac e o líbero Serginho. Entraram Alemão, Fernando Cachopa e Éder Levi. Técnico: Marcelo Mendez.

    Corinthians Guarulhos – Rodrigo, Rivaldo, Ceará, Mineiro, Riad, Luizinho e o líbero Serginho. Entraram Cezinha, Gabriel Santos, Alan Patrick, Felipe e Gabriel. Técnico: Alexandre Stanzioni.

  • Copa Brasil feminina: Equipes fazem treinos nesta quarta-feira, (17/01)

    Vôlei Nestlé será um dos participantes da Copa Brasil
    (Créditos: João Neto / Fotojump)

    Redação

    As quatro equipes semifinalistas da Copa Brasil feminina de vôlei iniciam, nesta quarta-feira (17.01), a programação oficial da competição com treinos abertos à imprensa. As equipes do Dentil/Praia Clube, Sesc RJ, Vôlei Nestlé e Camponesa/Minas estarão no ginásio Jones Minosso, em Lages, para realizarem os seus treinos, ginásio onde serão realizadas as semifinais na quinta (18.01) e a grande decisão na sexta (19.01).

    O primeiro treino do dia será do Camponesa/Minas, de Carol Gattaz, Rosamaria e Hooker, das 15h às 16h30. Na sequência, das 16h30 às 18h, será a vez do Dentil/Praia Clube, que conta com grandes nomes do voleibol brasileiro como Fabiana, Walewska e Fernando Garay. Das 18h às 19h30 será o treinamento do Vôlei Nestlé, de Tandara, Bia e Fabíola. E, para encerrar a programação do dia, das 19h30 às 21h, treinará o Sesc RJ, do técnico Bernardinho. 

    A Copa Brasil feminina terá a semifinal disputada na quinta, às 19h, com o confronto entre Dentil/Praia Clube e Camponesa/Minas, e às 21h30, com o duelo Sesc RJ encarando o Vôlei Nestlé. E a final será na sexta, às 21h30, entre os times vencedores.

  • Superliga masculina: Troca de ingressos para jogo contra o Ponta Grossa/Caramuru começa nesta quinta-feira, 18/01

    Foto: Divulgação Funvic Taubaté

    Fonte: Ronaldo Casarin – Maxx Sports 

    A equipe da EMS Taubaté Funvic volta à quadra pela Superliga Masculina de Vôlei neste sábado, 20/01, às 18h30, no ginásio do Abaeté, contra o Ponta Grossa Caramuru (PR). O jogo é válido pela 14ª rodada da primeira fase da competição.

    A troca dos ingressos para esta partida começa a ser feita nesta quinta-feira, 18/01. A troca será feita por 1 Kg de alimento não perecível (exceto sal e açúcar).

    Os pontos de troca seguem sendo a sede da Secretaria de Esportes e Lazer da Prefeitura e o Via Vale Garden Shopping.

    Para este jogo, iremos reservar 10% dos ingressos colocados para a troca (800) para atender pessoas do grupo especiais, ou seja, portadoras de deficiência física idosos com idade igual ou superior a sessenta e cinco anos, as gestantes e as pessoas acompanhadas por crianças de colo terão atendimento prioritário (LEI No 10.048, DE 8 DE NOVEMBRO DE 2000). Os mesmos deverão apresentar no momento da troca, documentos comprovatórios de sua necessidade de atendimento prioritário, caso não seja apresentado nenhum documento que comprove tal necessidade, caberá a organização decidir se pode ou não realizar a troca. Como os outros torcedores, cada pessoa portadora de necessidade prioritária de atendimento poderá troca no máximo 2 ingressos, desde que seja apresentado seu CPF, documento comprovatório de sua necessidade e os 2kg de alimento (em caso de troca de 2 ingressos).

    Antes do início da troca, nenhum torcedor poderá sair, isso será caracterizado pela organização como abono do direito do ingresso. Desta forma, passaremos o direito para a próxima pessoa da fila.

    “Lembrando que não fazemos mais troca na hora do jogo”

    Ao todo, serão disponibilizados “800 ingressos” para troca dos torcedores.

    • Postos de troca:

    – Ginásio da CTI (Rua das Três Meninas, S/N). Horário: das 8h30 às 18h – Ingressos disponíveis: 400 (360 normais e 40 preferencial)

    – Via Vale Garden Shopping . Horário: das 14h às 22h – Ingressos disponíveis: 400 (360 normais e 40 preferencial)

    • Cada ingresso será trocado por 1 quilo de alimento não perecível (exceto sal e açúcar) que será doado às instituições de caridade da cidade.

    • Cada pessoa poderá trocar no máximo 2 ingressos e deverá apresentar o CPF/RG no momento da troca. Essa medida precisou ser tomada para evitar a ação de cambistas.

    • Crianças de até 04 anos não precisam do ingresso.

    • Pedimos que levem saquinhos plásticos para retirada do lixo após o jogo.

    • Estará proibida a entrada de instrumentos musicais, capacetes, guarda-chuvas e bebidas, alcoólicas ou não, em garrafa ou latinha.

    A organização recomenda que os torcedores não deixem para trocá-los na última hora, pois a expectativa é que o ginásio do Abaeté fique lotado para a partida.

  • Vôlei de Praia: Confirmada a lista de inscritos para a etapa de Nova Viçosa

    Maria Clara disputará primeiro torneio com nova parceira
    Créditos: Divulgação

    Redação

    A estreia do Circuito Sul-Americano 2018 acontece nesta semana e contará com diversos representantes do Brasil. A etapa Grand Slam de Nova Viçosa (BA), que ocorre de sexta-feira (19.01) a domingo (21.01, terá sete representantes da casa no naipe feminino e cinco no masculino, tudo com entrada franca à torcida na Praia do Lugar Comum.

    Além do grande número de equipes brasileiras, a etapa marcará a estreia de três parcerias. Entre os homens, Thiago e Bruno de Paula (SC/AM) disputam o primeiro torneio juntos. Além deles, também defenderão o Brasil os times Ricardo/George (BA/PB), Fernandão/Ramon Gomes (ES/RJ), Hevaldo/Arthur (CE/PR) e João Pedro/Lucas Sampaio (PR/RJ).

    Completam os 16 times do naipe masculino equipes chilenas (duas), argentinas (duas) e venezuelanas (duas), além de representantes do Uruguai, Colômbia, Paraguai, Peru e Guiana Francesa. Os times são divididos em quatro grupos com quatro duplas, com os dois melhores de cada chave avançando às quartas de final da competição.

    No torneio feminino, primeira competição oficial de duas equipes brasileiras: Maria Clara/Carol Horta (RJ/CE) e Juliana/Andressa (CE/PB). A carioca comentou o início do projeto com Carol Horta, medalhista de bronze nos Jogos Pan-Americanos de Toronto, em 2015.

    “Fizemos o primeiro treino de nossa equipe nesta segunda-feira, aqui no Rio de Janeiro. A Carolina Horta é uma menina que joga muito bem, acredito que temos um potencial de evolução. Estou animada para trabalhar, independente de qualquer coisa. Temos o desafio de não morarmos na mesma cidade, mas vamos buscar treinar juntas sempre que possível. Antes da etapa de Fortaleza, pelo Circuito Brasileiro, passarei uma semana lá. Queremos fazer uma etapa legal no Sul-Americano, feliz por novamente representar o Brasil”, disse Maria Clara.

    Completam a lista de times brasileiros no naipe feminino as duplas Ana Patrícia/Rebecca (MG/CE), Tainá/Victoria (SE/MS), Josi/Lili (SC/ES), Rafaela/Fabíola (PA/BA) e Anne Catherine/Ana Carolina (RJ/MS). Duas duplas argentinas, dois times venezuelanos e representantes de Paraguai, Chile, Colômbia, Uruguai e Peru.

    Será a primeira vez que Nova Viçosa recebe uma etapa do torneio continental, que em 2018 contará com sete etapas. A quinta etapa do circuito também acontece na Bahia, em março, na cidade de Santa Cruz Cabrália, no sul do estado. Além dos jogos, a etapa contará também com oficinas de vôlei de praia e interação dos atletas com o público.

    O ranking geral do Circuito Sul-Americano é feito apenas para os países, contando a pontuação da dupla mais bem colocada das nações em cada parada, mesmo que um país tenha mais de uma dupla no pódio. Os campeões de cada torneio somam 200 pontos, o vice, 180, o terceiro colocado, 160, reduzindo 20 pontos em cada posição seguinte.

    INSCRITOS TORNEIO FEMININO

    Ana Patrícia/Rebecca – BRA 1
    Ana Gallay/Peralta – ARG 1
    Erika/Michelle Valente – PAR
    Mardones/Paula Vallejos – CHI
    Andrea/Gorda – COL
    Agudo/Gabi – VEN 1
    Simon/Elgue – URU
    Allcca/Gaona – PER
    Tainá/Victoria – BRA 2
    Villar/Churin – ARG 2 
    Uri/Yonnielis –  VEN 2
    Josi/Lili – BRA 3
    Juliana/Andressa – BRA 4
    Maria Clara/Carol Horta – BRA 5
    Rafaela/Fabíola – BRA 6
    Anne/Aninha – BRA 7

    INSCRITOS TORNEIO MASCULINO

    Ricardo/George – BRA 1
    Marco/Esteban Grimalt – CHI 1
    Azaad/Capogrosso – ARG 1
    Vieyto/Cairus – URU
    Tigrito/Peter – VEN 1
    Murray/Manjarres – COL 1
    Gaona/Riveros – PAR
    Luis/Jorge – PER
    Jean-Christi/Joel – GFR
    Fernandão/Ramon Gomes – BRA 2
    Droguett/Zavala – CHI 2
    Zelayeta/Amieva – ARG 2
    Golindano/Charly – VEN 2
    Hevaldo/Arthur –  BRA 3
    Thiago/Bruno de Paula – BRA 4
    Joao Pedro/Lucas Sampaio – BRA 5

  • Superliga masculina: Sada Cruzeiro e Corinthians-Guarulhos jogam clássico nesta terça

    Isac é um dos destaques nas estatísticas da Superliga 2017/18
    Créditos: Renato Araújo/Sada Cruzeiro

    Redação

    A Superliga masculina de vôlei 2017/2018 já está na terceira rodada do segundo turno, mas Sada Cruzeiro e Corinthians-Guarulhos se enfrentam nesta terça-feira (16.01) em jogo válido ainda pela primeira rodada, devido a participação do time mineiro no Campeonato Mundial de Clubes, onde terminou em terceiro lugar. A partida será às 20h, no ginásio do Riacho, em Contagem, e terá transmissão ao vivo do SporTV.

    Os dois times vêm de derrotas e buscam reabilitação na Superliga. O time mineiro foi superado pelo Sesc RJ na rodada passada, depois de um 3 sets a 2 extremamente disputado, e a equipe corintiana perdeu para o Minas Tênis Clube – ambos fora de casa. Para este duelo, o objetivo é um só: voltar a vencer.

    O central Isac, uma das armas cruzeirenses no ataque, espera mais um jogo difícil em casa e ele também falou sobre o novo clássico nacional. “Será mais uma grande partida. A equipe deles é de muita qualidade, lá em São Paulo não foi uma partida fácil e aqui também deve ser um jogo complicado. Acho que o foco tem que ser todo na nossa equipe e esse jogo é muito importante para nós. Temos que entrar muito concentrados e com atenção total para conseguir a vitória. Essa iniciativa do Corinthians em ter também um time de vôlei e estar jogando a Superliga é muito importante. Quem ganha é o voleibol, a torcida e os atletas, que têm mais um time competitivo para jogar, um time de nome, grande. Bom seria se outros clubes também tivessem essa iniciativa e espero que isso aconteça no futuro”, disse Isac, que tem o segundo melhor bloqueio da Superliga e também aparece em segundo no ataque, com 65% de eficiência nas viradas de bola.

    Para o líbero do Corinthians-Guarulhos, Serginho, o momento é de recuperação. “Não fizemos um bom jogo na rodada passada e o foco passa a ser ainda maior para a partida contra o Sada Cruzeiro. Sabemos que vamos enfrentar um adversário muito forte, é o atual campeão da Superliga, mas estamos comprometidos a fazer o nosso melhor”, afirmou Serginho.

  • Superliga feminina: Vôlei Nestlé segue dominando o Time do Sonho

    Garra de Bia
    (João Pires/Fotojump)

    Fonte: ZDL – Rafael De Marco

    Terceiro colocado na Superliga 2017/18 e invicto no returno, o Vôlei Nestlé domina o Time do Sonho, a seleção das melhores atletas da competição. Além de Tandara, Bia e Ninkovic, na lista em praticamente todas as rodadas desde o início da disputa, conta com Mari Paraíba e Tássia na equipe B do campeonato. No total, o clube de Osasco aparece na liderança no desempenho individual, com cinco nomes entre as 14 mais eficientes, de acordo com as estatísticas da Confederação Brasileira de Vôlei (CBV).

    Tandara é a maior pontuadora no geral e segunda na porcentagem das parciais (265 pontos no total e 4,91 por set), segundo a estatística da CBV. A atacante também é a quarta sacadora mais ‘mortal’, com 17 aces. Neste fundamento, Nadja Ninkovic está em segundo lugar. A central sérvia soma o mesmo número de pontos, mas leva vantagem no critério de desempate.

    Bia é sinônimo de paredão. A central do Vôlei Nestlé é a melhor bloqueadora da Superliga, com 61 pontos marcados. Na lista de desempenho por set, aparece em segundo lugar, com 1,11 bloqueio vencedor por parcial (está empatada com Walewska, do Praia Clube, que leva vantagem no critério de desempate). “Trabalhamos para isso. Para acertar os fundamentos e as jogadas em quadra. O que vale é reverter essas ações individuais ao coletivo, o que se reflete nas vitórias”, avalia Bia.

    “Todas nós damos o máximo em quadra e é sempre bom ver seu nome na lista das melhores, mas o importante é conquistar as vitórias até chegar ao título da Superliga. Quero crescer ainda mais na competição juntamente com todo o time”, atesta Tandara. Além do trio do Vôlei Nestlé, completam o Time do Sonho da Superliga, elaborado pela Confederação Brasileira de Vôlei, as seguintes jogadoras: Monique, do Sesc/RJ, Pri Daroit, do Camponesa Minas, e Ananda, do Dentil Praia Clube.

    Integrante da segunda lista do Time do Sonho, a líbero Tássia encabeça a relação de melhor recepção da Superliga, com 73% de aproveitamento no passe. A Mari Paraíba completa a lista das atletas de Osasco com destaque individual. A ponteira entrou na lista após o desempenho na vitória contra o São Cristóvão Saúde/São Caetano, e na equipe A.

    Além do bom momento ratificado pelos dados da CBV, Mari Paraíba também é reconhecida dentro de casa. A ponteira do Vôlei Nestlé concorre ao prêmio de Destaque Esportivo do Ano de Campina Grande, sua cidade Natal. “É sempre bom ver seu trabalho valorizado, tanto na quadra como entre os meus conterrâneos, e isso me motiva a trabalha ainda mais para ajudar Osasco a conquistar seu maior objetivo, que é o título da Superliga”, afirma.

  • Superliga feminina: Dentil/Praia Clube vence e segue invicto

    Créditos: Mailson Santana/Fluminense

    Redação

    O Dentil/Praia Clube segue invicto na Superliga feminina de vôlei 17/18. Neste domingo (14.01), a equipe mineira venceu o Fluminense por 3 sets a 2 (18/25, 25/15, 22/25, 25/19 e 15/11), na Hebraica, no Rio de Janeiro. A partida, que encerrou a quarta rodada do returno da competição, contou com o ginásio lotado.

    O resultado colocou o time de Uberlândia na liderança isolada, com 41 pontos (14 vitórias). O Fluminense está na quinta colocação, com 25 pontos (9 resultados positivos e seis negativos).

    A ponteira Fernanda Garay foi eleita a melhor da partida em votação popular no site da Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) e ficou com o Troféu VivaVôlei. A atacante fez uma análise do confronto.

    “Foi importante termos começado o ano com essa vitória. Sabemos que enfrentamos dificuldades e também precisamos ressaltar os méritos do Fluminense que fez uma excelente partida. Foi um jogo nivelado por cima e muito brigado. Esse resultado fortaleceu o nosso grupo”, disse Fernanda Garay.

    O Dentil/Praia Clube voltará à quadra pela Superliga no dia 23 de janeiro contra o Pinheiros, às 19h30, no ginásio do Praia, em Uberlândia. Já o Fluminense terá pela frente o Vôlei Nestlé no dia 27 de janeiro, às 15h, no José Liberatti, em Osasco.

    O JOGO

    Com Fê Garay bem no ataque, o Dentil/Praia Clube fez 4/2 no início do primeiro set. O Fluminense cresceu de produção e virou o marcador (6/5). Depois de dois bons saques da oposta Carla, o time mineiro empatou (8/8). Bem no saque, as cariocas abriram cinco pontos (14/9). O bloqueio das cariocas funcionava e a diferença no placar subiu para sete pontos (18/11). O time mineiro fez três pontos seguidos e o treinador do Fluminense, Hylmer, pediu tempo (18/14). Se aproveitando dos erros das visitantes, as donas da casa venceram o primeiro set por 25/18.

    O Fluminense seguiu melhor no início do segundo set e fez 3/1. O Dentil/Praia Clube cresceu de produção e virou o marcador (7/5). Neste momento, o treinador Hylmer pediu tempo. A ponteira Amandinha se destacou no ataque e as mineiras abriram quatro pontos (9/5). Bem nos contra-ataques, o time mineiro fez 15/9. O bloqueio do Dentil/Praia Clube continuou eficiente até o final da parcial e as mineiras venceram o set por 25/15.

    O terceiro set começou equilibrado. Com um ataque pelo fundo da oposta Renatinha, o Fluminense fez 5/4. Numa bola de segunda da levantadora Claudinha, o Dentil/Praia Clube deixou tudo igual no marcador (10/10). A central Walewska conseguiu um ponto de saque e as mineiras abriram dois (12/10). Bem no bloqueio, as visitantes aumentaram a vantagem no placar para três pontos (16/13). Quando as mineiras fizeram 18/14, o treinador Hylmer voltou a parar o jogo. O Fluminense cresceu de produção e encostou (18/17). As cariocas voltaram a sacar com eficiência e viraram o marcador (21/20). O Fluminense foi melhor na parte final da parcial e levou a melhor no terceiro set por 25/22.

    O Dentil/Praia Clube começou melhor o quarto set e fez 5/2. O Fluminense cresceu de produção e encostou (8/7). Se aproveitando dos erros das donas da casa, o time mineiro abriu quatro pontos (13/9). Bem no bloqueio, o Dentil/Praia Clube fez 18/13 e a o treinador Hylmer pediu tempo. Mesmo com a paralisação, o time de Uberlândia segurou uma reação do Fluminense e venceu o quarto set por 25/19.

    O Dentil/Praia Clube fez o primeiro ponto do quinto set. O início da quinta parcial foi disputado ponto a ponto. Com um ace da oposta Renatinha, o time carioca abriu dois pontos (5/3). Numa boa sequência de saques da central Natasha, o time mineiro virou o marcador (8/7). O Dentil/Praia Clube foi melhor no final da quinta parcial e venceu o set por 15/11 e o jogo por 3 sets a 2.

    EQUIPES:

    Fluminense – Giovana, Renatinha, Clarisse, Michelle, Letícia Hage e Lara. Líbero – Fernanda Entraram – Ariane, Rafaela, Sanábio e Larissa
    Técnico – Hylmer 

    Dentil/Praia Clube – Claudinha, Carla, Amanda, Fê Garay, Wal e Fabiana. Líbero – Suelen 
    Entraram – Ananda, Ellen e Natasha
    Técnico – Paulo Coco

  • Superliga masculina: Montes Claros Vôlei leva a melhor no duelo de mineiros

    Créditos: Mônica Cury/JfVôlei

    Redação

    Atuando fora de casa, o Montes Claros Vôlei levou a melhor sobre o JF Vôlei por 3 sets a 1. A equipe de Montes Claros venceu o duelo mineiro com parciais de 25/23, 25/19, 20/25 e 25/23, com destaque para o oposto Lorena, considerado, pela comissão técnica do seu time, o melhor em quadra, recebendo, assim, o Troféu VivaVôlei.

    Com o resultado, o Montes Claros volta a vencer na Superliga e chega a 11 pontos, mesmo número do Ponta Grossa Caramuru. O JF Vôlei, que segue sem nenhuma vitória em casa, estaciona com quatro pontos. Na abertura da terceira rodada do returno, o Montes Claros joga em casa e recebe o Minas Tênis na próxima sexta-feira, às 19h, no ginásio Tancredo Neves, em Montes Claros. O JF Vôlei joga no sábado, contra o Vôlei Renata, às 18h, no ginásio do Taquaral, em Campinas.

  • Superliga masculina: Vôlei Canoas vence na raça o Vôlei Renata

    Créditos: Fernando Potrick | Gama

    Redação

    O Lebes Canoas conseguiu boa vitória sobre o Vôlei Renata por 3 sets a 2, com equilibradas parciais de 25/21, 24/26, 25/27, 25/22 e 16/14. O ponteiro Eduardo foi eleito o melhor da partida e faturou o Troféu VivaVôlei. E, apesar do resultado negativo do seu time, o oposto Leandro Vissotto marcou incríveis 37 pontos.

    Com 18 pontos, ainda no grupo que garante vaga aos playoffs, o Vôlei Renata volta às quadras contra Juiz de Fora, no próximo sábado (20/01), às 18 horas, no Ginásio do Taquaral, em Campinas. 

    O JOGO – A promessa de equilíbrio antes da bola subir foi concretizada no primeiro set. Com bom desempenho dos ataques, os dois times foram trocando pontos até a reta final da parcial (17 a 17). No momento decisivo, o time da casa engatou boa sequência e largou na frente ao fazer 25 a 21. 

    O Vôlei Renata voltou com tudo no segundo set e imprimiu bom ritmo abrindo vantagem (5 a 2). Os donos da casa, no entanto, se recuperaram, aproveitando a queda de concentração campineira (16 a 13). Apesar da larga desvantagem, os paulistas não desistiram, empurrados pela boa atuação do central Salsa. Ele apareceu em momentos decisivos no saque, com dois aces, e no bloqueio, e retomou a vantagem para os comandados de Horacio Dileo (25 a 24). Em contra-ataque de Vissotto, o Vôlei Renata fez 26 a 24 e deixou o placar igual. 

    Com ótima passagem de Rodriguinho pelo saque, com direito e ace, o Vôlei Renata abriu 3 a 0 no começo do terceiro set. O time campineiro foi segurando a vantagem, mas os donos da casa, assim como na parcial anterior, conseguiram se recuperar e retomaram o controle do placar (16 a 13). Os comandados do técnico Horacio Dileo, no entanto, se recusaram a perder e foram para o tudo ou nada no saque. Vini anotou dois aces e trouxe a desvantagem para apenas um ponto (22 a 21). Depois, em outro ace, Diogo deixou tudo igual (24 a 24). No momento decisivo, Vini apareceu para bloquear o adversário,  garantiu o 27 a 25 e o 2 a 1 no placar. 

    No quarto set, os donos da casa conseguiram abrir boa vantagem e forçaram o tiebreak.  A parcial de desempate foi carregada de emoção. Os donos da casa chegaram a abrir 3 a 0, mas os campineiros foram buscar a reação com bom desempenho de Vissotto. Com dois ataques precisos e um bloqueio, o oposto comandou a virada (6 a 3). Aos poucos, o equilíbrio voltou a ser predominante e se estendeu até o final (14 a 14), com Vini salvando match point gaúcho com bloqueio. Mesmo assim, o Lebes/Canoas conseguiu fazer 16 a 14 e fechou o jogo, fazendo 3 a 2.