• Sesi-SP vence a Taça Ouro e está de volta à Superliga feminina 2017/18

    Créditos: Helcio Nagamine/Fiesp

    Fonte: Amanda Demétrio – Assessoria de Imprensa SESI-SP / FIESP

    Elas voltaram. Após sofrerem com a baixa da última edição da Superliga feminina, o time do Sesi-SP voltou à elite do voleibol brasileiro na noite deste sábado (5/08). Jogando no ginásio do Sesi em Santo André, o time comandado pelo técnico José Rodolfo Lino, venceu o Renata Valinhos/Country por 3 sets a 2 (25/20, 25/19, 14/25, 23/25 e 15/8), e ficou com o título da Taça Ouro 2017 e automaticamente com a última vaga para a principal competição nacional 2017/18.

    Ao vencerem o CWB/Madero, de virada, por 3 sets a 1 (20/25, 29/27, 26/24 e 25/20), na última quinta-feira (3), o Sesi-SP somou três pontos na competição e precisava vencer apenas dois sets para recuperar a vaga perdida no início do ano. E assim foi feito. Vibrantes e com o apoio da torcida que compareceu ao ginásio, as meninas da capital paulista imprimiram bom ritmo de jogo e mostraram o porquê mereciam voltar.

    Mesmo com o time de Valinhos abrindo o placar em todas as parciais, o Sesi-SP conseguiu neutralizar os ataques adversários e aproveitando bem os contra-ataques com a força da oposta Neneca e da ponteira Nikolle, conseguiu abrir 2 a 0 logo de cara, garantindo assim a vaga. Mesmo com a vaga resolvida o jogo ainda não estava ganho. E o time adversário não se abateu, foi pra cima, brigou e chegou ao empate.

    O quinto e último set contagiou o ginásio, que vibrou a cada ponto e levou o grupo da capitã Pri Heldes e do técnico Lino à vitória. “Para nós é uma honra jogar no Sesi-SP e poder levá-lo à Superliga, que é o campeonato que o clube deve estar. Brigamos muito, sabíamos que seria difícil. A vantagem que tínhamos de precisar ganhar apenas dois sets aumentou a pressão. Treinamos muito, e entramos em quadra com muita garra, e isso fez a diferença hoje”, comentou a levantadora camisa 11.

    Para Nikolle, novata na equipe, o início de temporada foi duro, mas com a conquista da Taça Ouro, o grupo só tem a amadurecer ainda mais. “Fácil todo mundo sabe que não é, e pudemos notar isso com base nos jogos, todos muito disputados e com sets apertados. Foi difícil, mas com o trabalho de todos colhemos o melhor fruto hoje”, finalizou Nikolle, segunda maior pontuadora da equipe paulista, atrás apenas da oposta Neneca, que anotou 26 bolas.

    O Sesi-SP entrou em quadra com a levantadora Pri Heldes, a oposta Neneca, as ponteiras Nikolle e Glayce, as centrais Dani Suco e Marjorie e a líbero Erika Pão. Entraram Jéssica e Iarla. Enquanto a equipe Renata Valinhos/Country começou com Jéssica, Fran Lemos, Mari Capovilla, Luciana, Carol, Félix e Stephany. Entraram Paula, Galon, Julia, Karina e Jú Nogueira.

  • Vôlei masculino do Sesi-SP conquista mais um título da Copa São Paulo

    Créditos: Helcio Nagamine/Fiesp

    Fonte: Amanda Demétrio – Assessoria de Imprensa SESI-SP / FIESP

    O grupo mudou, peças novas chegaram, porém a tradição de iniciar a temporada com título permanece. Jogando no ginásio do Sesi em Santo André, o time masculino de vôlei do Sesi-SP voltou, na tarde deste sábado (05/8), a conquistar o título da Copa São Paulo. Com o apoio da torcida e o gás dos atletas dentro de quadra, o grupo da Vila Leopoldina venceu o Corinthians-Guarulhos por 3 sets a 1 (25/23, 25/14, 23/25 e 25/15) na final e pela sexta vez levantaram o troféu do torneio.

    Estreante na competição, o time de Guarulhos entrou em quadra com garra, e com o apoio dos corintianos, que lotaram a área da torcida adversária, fizeram um início de partida equilibrado. Sentindo a pressão do outro lado da quadra, o grupo comandado pelo técnico Rubinho, logo ser organizou, William mais uma vez ditou as jogadas e por dois pontos de diferença, abriram o marcador.

    Em tarde inspirada, Alan, Lipe, Renato e Aracaju deram trabalho. Se revezando nos ataques, o oposto, os ponteiros e o central não deram chances de respiro para o Corinthians. Vendo o Sesi-SP abrir 2 a 0 no jogo com uma parcial de onze pontos de vantagem, o técnico Alexandre Stanzioni se viu na necessidade de mexer no seu grupo. A mudança surtiu efeito, e o treinador viu Bruno Canuto e Rivaldo mais soltos em quadra.

    Na sequência, mesmo com o grupo de Guarulhos esboçando uma reação, o time da Vila Leopoldina não se intimidou e com aces do oposto Alan o Sesi-SP voltou a comandar o jogo. A torcida corintiana inflamou seus gritos, apoiou o grupo, porém foram os comandados de Rubinho que decidiram mais uma final e ficaram com o título, com um saldo de 17 pontos para o oposto camisa 1 do time, seguido por Lipe com 14 e Renato e Aracaju com 12 acertos cada. Gustavão foi o destaque no bloqueio com oito pontos só no fundamento.

    “É muito bom iniciar uma temporada assim, com vitória. Nosso grupo possui diversas peças que vibram, que dão um gás no time e que no geral, conseguem fazer o que foi visto aqui hoje. Começamos muito bem”, comentou o levantador e capitão da equipe William Arjona.

    O Sesi-SP entrou em quadra com o levantador William, o oposto Alan, os ponteiros Lipe e Renato, os centrais Aracaju e Gustavão e o líbero Bruno. Entrou o Franco. Enquanto o Corinthians-Guarulhos começou com o levantador Rafa, o oposto Rivaldo, os ponteiros Alan e Bruno, os centrais Riad e Luizinho e o líbero Serginho. Entraram Rodrigo Ribeiro, Ceará e Sérgio.

  • Copel Telecom Maringá Vôlei confirma terceiro levantador para a Temporada 2017/2018

    Créditos: Divulgação Maringá Vôlei

    Fonte: Rodrigo Araújo – Assessoria Maringá Vôlei

    O Copel Telecom Maringá Vôlei confirmou mais um reforço para a temporada 2017/2018, o levantador Jefferson, atleta de 20 anos que passou pelas categorias de base do voleibol maringaense no Amavolei e também pela Seleção Brasileira juvenil. 

    Segundo o novo atleta, a expectativa de jogar pela primeira vez uma Superliga ao lado de grandes campeões é grande. “Estou muito feliz com a oportunidade. Já estive em Maringá jogando pelas categorias de base, mas agora, como profissional a sensação é única, ainda mais tendo ao meu lado o Ricardinho, o Thiago e tantos outros jogadores que são referências para mim”, analisou o novo levantador. 

    Com a chegada de Jefferson o time chega a 15 atletas no elenco e praticamente fecha as contratações para a temporada. Segundo o supervisor Alexandre Sloboda, mesmo já com o time definido, a equipe sempre estará atenta ao mercado caso apareça uma boa oportunidade. “O Jefferson era a peça que faltava ao nosso time, agora temos atletas para todas as posições, mas claro que sempre estamos atentos caso apareça uma boa oportunidade de reforçar a equipe”, explicou Sloboda. 

  • Vôlei Bauru fará amistosos com seleção brasileira

    Créditos: Marcelo Ferrazoli

    Fonte: Marcelo Ferrazoli – Assessoria Vôlei Bauru

    Concentrado na preparação para o Campeonato Paulista, previsto para se iniciar em meados de agosto, o Vôlei Bauru vai disputar dois amistosos contra a seleção brasileira que representará o País na próxima Universíade de Verão, que este ano será realizada em Taipei, em Taiwan, no período de 19 a 30 deste mês. O primeiro deles será na próxima terça-feira, 8, às 20h, e o segundo na quarta-feira, 9, às 15h, ambos no Ginásio Panela de Pressão e com entrada gratuita e liberada a quem quiser assisti-los.

    Com o Estadual já “batendo à porta”, o foco do Vôlei Bauru nesta altura da preparação é avaliar o atual estágio da equipe. Daí a importância dos amistosos contra um rival tão qualificado como a seleção brasileira. “Eles vão nos dar um bom parâmetro de como está nossa equipe e em que precisamos melhorar. Serão dois jogos em casa a uma semana do início do Paulista em que teremos pela frente um time com qualidade muito maior do que os que enfrentamos recentemente nos Jogos Regionais”, analisa o treinador interino do Vôlei Bauru, Fabiano Kwiek.

     

    A seleção

    A seleção brasileira que defenderá o País na Universíade 2017 é treinada por Fernando Gomes e terá como base atletas do Rexona-Sesc, como as centrais Mayhara e Linda Jéssica, a levantadora Carol Leite e a oposta Natiele, que defendeu o Vôlei Bauru na temporada 2015-2016, além de destaques de outras equipes, como as ponteiras Sonaly, do São Caetano, e Kasiely, que disputou a última Superliga pelo Rio do Sul. Também foram convocadas as atletas Ana Laura de Carvalho Costa, Dalila Araújo Prado, Fernanda Davis Tomé, Mariana Ferreira da Silva Barreto, Sarah Blefari Nather e Viviane Sandra Braun.

    “É um time que treina e trabalha junto e já tem um conjunto bom com algumas peças que conseguiu colocar para a disputa da Universíade. São as jogadoras do Rio mais a Sonaly, de São Caetano. A seleção que vai para a Universíade é muito qualificada e vai nos testar bastante, o que será muito importante”, enfatiza Kwiek.

     

  • Campeonato Paulista Adulto Masculino da Divisão Especial começará no dia 9

    Funvic Taubaté campeã do Paulista de 2016
    Créditos: Divulgação FPV

    Fonte: MBraga Comunicação

    O principal torneio regional de vôlei vai começar. A partir do dia 9 de agosto, nove equipes disputarão o Campeonato Paulista Adulto Masculino, Divisão Especial 2017, reunindo alguns dos melhores atletas do país na atualidade. Será o evento com maior número de equipes dos últimos anos, com destaques para três estreantes: Corinthians/Guarulhos, Vôlei Ribeirão e Voleibol Um Itapetininga. Estes clubes estarão ao lado de EMS Taubaté Funvic, atual campeão, Sesi-SP, Climed/Atibaia, São José dos Campos, Vôlei Renata e Super Vôlei Santo André na briga pelo título.

    A primeira fase terá turno único, com o mais bem colocado passando direto para a semifinal. As equipes classificadas entre o segundo e o sétimo lugares disputarão as quartas de final. A partir da segunda fase,  as confrontos serão em playoff de dois jogos, com definição no Golden Set(set extra realizado logo após o segundo jogo) em caso de empate. O Canal SporTV mostrará alguns confrontos da segunda fase, além de todas semifinais e finais.

    O jogo de abertura será em Santo André, com o Sesi-SP enfrentando o Vôlei Ribeirão, no Sesi Santo André, a partir das 19h.  No dia 12, serão quatro jogos: 16h, Super Vôlei Santo André x Vôlei Renata, no Ginásio Pedro Dell’Antonia, e Vôlei Ribeirão x EMS Taubaté Funvic, no Ginásio da Cava do Bosque; 18h, Voleibol Um Itapetininga x Sesi-SP, no Ginásio Ayrton Senna da Silva, em Itapetininga, e São José dos Campos x Climed/Atibaia, no Sesi São José dos Campos.

    O Corinthians/Guarulhos, por estar disputando a Taça Ouro, que vale uma vaga nas Superliga A, estreará somente no dia 18, em Atibaia, contra o Climed/Atibaia.

    O maior Paulista dos última tempos. Assim está sendo vista a edição 2017 do torneio masculino. Não somente pelo número de equipes e sua representatividade, mas também pela qualidade das atletas envolvidas. EMS Funvic Taubaté, Sesi-SP, Vôlei Renata, novo nome da equipe de Campinas, aparecem em destaque mais uma vez, mas, certamente terão trabalho com as demais. São José dos Campos, que volta depois de uma temporada fora, Super Vôlei Santo André e Climed/Atibaia também querem fazer bonito e surpreender.

    Já as equipes estreantes, com o libero Serginho à frente do projeto do Corinthians/Guarulhos, o oposto Lipe no time de Ribeirão Preto, e o Voleibol Um Itapetininga, chegam com um gás novo e vontade de vencer, o que deve dar um tempero novo ao tradicional torneio.
     
    Fazer previsões é complicado, mas uma coisa é certa: quem gosta de voleibol de alto nível não pode perder a temporada 2017 do Campeonato Paulista Adulto Masculino da Divisão Especial. O evento tem tudo para ser uma mini Superliga Nacional bastante disputada.

    2016

    A Funvic Taubaté venceu playoff final do Campeonato Paulista de Vôlei Masculino Adulto, Divisão Especial, contra o Sesi-SP no ano passado. O time marcou 3 sets a 1, com parciais de 26/24, 25/17, 22/25 e 25/17, em 113 minutos, empatou a série e provocou o Golden Set, também vencido pelo time do interior, por 25 a 21. O resultado garantiu o tricampeonato do principal torneio regional do país.

    O Campeonato Paulista de Vôlei Masculino, Divisão Especial, tem organização  e promoção da Federação Paulista de Volleyball.

  • Tiffany, primeira transexual brasileira a atuar no vôlei feminino, se recupera no Vôlei Bauru

    Foto: Divulgação

    Fonte: Marcelo Ferrazoli – Assessoria Vôlei Bauru

    Assim como já fez com a ponteira cubana Yoana Palacios na temporada 2015-2016, o Vôlei Bauru vai receber mais uma atleta com o objetivo de ajudá-la em sua recuperação física. Trata-se da atacante/oposta Tiffany, primeira transexual brasileira a atuar no vôlei feminino após concluir o processo de mudança de sexo. Ela inicia os treinos nesta segunda-feira à tarde com o elenco bauruense visando seu restabelecimento após a realização de uma cirurgia.

    A goiana Tiffany nasceu Rodrigo Pereira de Abreu e já havia disputado as edições masculinas da Superliga A e B no Brasil e outros campeonatos masculinos nas ligas da Indonésia, Portugal, Espanha, França, Holanda e Bélgica antes de fazer a transição de gênero, concluída quando defendia um clube da segunda divisão belga. E, no início deste ano, recebeu permissão da Federação Internacional de Voleibol (FIVB) para competir em ligas femininas, tendo disputado a temporada pelo Golem Palmi, time da segunda divisão da Velha Bota.

  • Vôlei Bauru é campeão dos Jogos Regionais

    Vôlei Bauru campeão dos Jogos Regionais
    Créditos: Neide Carlos

    Fonte:  Marcelo Ferrazoli – Assessoria Vôlei Bauru

    O Vôlei Bauru venceu Piracicaba por 3 sets a 1 (parciais de 25/13, 25/19, 20/25 e 25/15) neste domingo, no Ginásio Tonicão, e sagrou-se campeão invicto dos Jogos Regionais de Lençóis Paulista, com seis jogos e seis vitórias – diante de Porto Ferreira, Lençóis Paulista, São Manuel, Bariri, Jaú e Piracicaba – na categoria voleibol feminino livre.

    Para o técnico interino do Vôlei Bauru, Fabiano Kwiek, a conquista mostrou todo o comprometimento e o profissionalismo da equipe ao defender Bauru na competição. “Isso é o mais importante. Em nenhum momento o time menosprezou a competição, por mais que a diferença técnica seja grande e neste domingo foi o dia em que fomos mais exigidos, elas nunca deixaram de jogar de maneira séria e profissional. E é difícil você manter a concentração o tempo inteiro quando se tem equipes tão diferentes na qualidade técnica e elas se comportaram dessa maneira. Para a formação do grupo foi importante e demonstrou que elas são comprometidas e sabem o que querem, o que vai ser importante para o resto da temporada”, considerou Kwiek.

    O treinador destacou, ainda, que o foco a partir de agora será a preparação para o Campeonato Paulista, que deverá se iniciar em meados de agosto. “Teremos duas semanas muito importantes pela frente até o início da competição e é onde daremos o refinamento para o começo do Paulista. Mas é lógico que temos muitos ajustes a fazer ainda e eles só virão com o decorrer da competição”, finalizou o técnico.

    Elenco

    O Vôlei Bauru inicia a nova temporada com elenco renovado. A equipe manteve as ponteiras Dayse e Carol Westermann, as centrais Angélica e Valquíria, a levantadora Juma e a líbero Arlene e se reforçou com as vindas das ponteiras Paula Pequeno e Gabi Cândido, da levantadora Ju Carrijo, das centrais Andressa Picussa e Gabi Martins e das opostas Ariane e Helô.

    No entanto, para a disputa dos Jogos Regionais o time não estava completo. Não disputaram a competição a ponteira Gabi Cândido, servindo atualmente a seleção brasileira sub-23, a ponteira Paula Pequeno, ainda se condicionando fisicamente, a central Gabi Martins e a oposta Ariane, em função do regulamento do torneio não permitir a participação de atletas que tenham disputado competições iniciadas este ano em outras cidades – no caso de ambas, a Superliga B. Desta forma, o Vôlei Bauru levou aos Jogos Regionais as seguintes atletas: as levantadoras Juma e Ju Carrijo, as centrais Valquiria, Angélica e Andressa, as ponteiras Carol Westermann e Dayse, a oposta Helô e a líbero Arlene.

  • Vôlei de Praia: Duplas brasileiras seguem firmes em Viena

    Larissa e Talita comemoram a segunda vitória em Viena
    Créditos: Divulgação FIVB

    Redação

    Apenas três jogos deste domingo (30.07) contaram com duplas do país, e em todos a vitória ficou com os representantes do Brasil. Evandro/André (RJ/ES), Ágatha/Duda (PR/SE) e Larissa/Talita (PA/AL) fizeram a segunda partida na competição e mantiveram a invencibilidade.

    No torneio masculino, Evandro e André (RJ/ES) que estrearam com vitória na última sexta-feira (28.07) contra os holandeses Varenhorst e Van Garderen pelo grupo D, voltaram a vencer na segunda rodada. Contra os cubanos Quesada e Piña a partida foi definida em dois sets (21/17 e 21/19).

    Entre as mulheres, Ágatha e Duda (PR/SE) entraram em quadra logo cedo e tiveram que ir para o terceiro set para vencerem as canadenses Gordon e Saxton (27/25, 15/21 e 15/7), no grupo C. 

    A última partida com dupla brasileira em quadra neste domingo foi o duelo entre Larissa e Talita (PA/AL) com as representantes dos Estados Unidos Branagh e Day. As brasileiras conseguiram dominar o jogo do começo ao fim e, com poucos erros cometidos, venceram por 2×0 (21/15 e 21/9), em partida do grupo A.

    Nesta segunda-feira (31.07) seis equipes do Brasil voltam para a quadra. Cinco das partidas com brasileiros serão transmitidas pelos canais SPORTV: Álvaro/Saymon (PB/MS) joga com Kunet/Dressler (AUT), às 7h (hora de Brasília); Maria Elisa/Carol Solberg (PE/RJ) enfrenta Hughes/Claes (EUA), às 8h (hora de Brasília); Bárbara Seixas/Fernanda Berti (RJ) mede forças com Heidrich/Vergé-Dépré (SUI), às 12h (hora de Brasília); Alison/Bruno Schmidt (ES/DF) contra Plavins/Regza (LET), às 13h (hora de Brasília); e Pedro Solberg/Guto (RJ) terão pela frente Seidl/Winter (AUT), às 14h (hora de Brasília). Apenas a partida entre Elize Maia/Taian (ES/CE) contra Manhica/Muianga, de Moçambique, às 10h (hora de Brasília), não contará com transmissão.

    Brasileiros levam o ouro em Espinho (POR)

    Enquanto acontece o Mundial em Viena (AUT), uma etapa do Circuito Mundial de duas estrelas foi realizada neste fim de semana em Espinho, cidade no litoral norte de Portugal. A medalha de ouro ficou com os paraibanos George e Vítor Felipe que venceram na decisão Júlio/Ahmed Tijan, do Qatar, por 2×0 (21/12 e 21/13), neste domingo.

  • Equipe Adulta do São José Vôlei fará a estreia da temporada em casa

    Créditos: São José Vôlei

    Fonte: Renato Belinelli – Assessoria São José Vôlei

    Após apresentar a Equipe Adulta que disputará a temporada 2017/2018, o São José Vôlei já terá seu primeiro desafio: a estreia contra o SESI, em São José dos Campos, pela Copa São Paulo.

    De olho na melhor preparação do elenco para a disputa do Campeonato Paulista, o São José Vôlei irá participar da Copa São Paulo, um torneio de pré-temporada triangular, com modo de disputa todos contra todos que contará com a participação do SESI, do Corinthians-Guarulhos e da Equipe Joseense.

    De acordo com Fabrizio Capello, técnico da Equipe, “como toda estreia, este é um jogo especial, principalmente pela força do nosso adversário, que possui jogadores mais experientes com nível de seleção. Acreditamos que este é um bom teste inicial, pois poderemos avaliar o comportamento do nosso elenco contra um time mais experiente. Os atletas estão motivados pela estreia em casa e vêm treinando forte. Não poderemos contar com todos os nossos reforços e o principal objetivo é fazer um bom jogo de estreia.”

    A partida contra o SESI será no dia 1º de agosto, terça-feira, às 20 horas, e marcará a abertura da competição, que acontecerá até o dia 5 de agosto. O local do jogo de estreia do São José Vôlei será o Ginásio do SESI, localizado na Avenida Cidade Jardim, 4389, Bosque dos Eucaliptos.

    Os ingressos para assistir à partida serão solidários e o público poderá a retirá-los na hora. Toda a arrecadação será revertida para o Fundo Social de Solidariedade.

  • Minas Tênis encerra a semana com treino tático na Arena

    Créditos: Divulgação Minas Tênis

    Redação

    A equipe masculina de vôlei do Minas encerrou mais uma semana de trabalho na pré-temporada. Após as atividades na quadra de areia, o time agora segue treinando com bola nas quadras do Minas I. Na tarde desta sexta-feira, (28/07), o técnico Nery Tambeiro comandou um treino tático, na Arena Minas Tênis Clube, e orientou os seus jogadores. O grupo se reapresenta na segunda-feira, (31/07), quando retoma as atividades visando ao início do Campeonato Mineiro.

    A equipe estreia na competição no clássico contra o Sada Cruzeiro, no dia 30 de agosto, às 19h30, em Mariana. Depois, os minastenistas voltam a jogar contra o Sada Cruzeiro, mas no Ginásio do Riacho, em Contagem, no dia 15 de setembro, às 20h. Na sequência, a equipe encara o Montes Claros, nos dias 19 e 21 de setembro, em dois jogos fora de casa. Por fim, o Minas encerra a primeira fase diante do JF Vôlei, nos dias 26 e 27 de setembro, em Juiz de Fora.