• Supercopa – Rexona e Pinheiros na briga pelo título

    foto: Alexandre Arruda/CBV
    foto: Alexandre Arruda/CBV

    Fonte: CBV

    Um duelo entre equipes que brilharam na última temporada de clubes é a atração da primeira edição da Supercopa. O Rexona-Ades (RJ), campeão da Superliga 14/15, duelará com o Pinheiros (SP), vencedor da Copa Banco do Brasil às 21h30 desta sexta-feira (06.11), no ginásio Ayrton Senna, em Itapetininga (SP). A decisão da competição terá transmissão ao vivo do SporTV 2.
    No masculino, que acontecerá às 18h30 do mesmo dia e local, o confronto será entre Sada Cruzeiro (MG), campeão da Superliga 14/15, e Funvic/Taubaté (SP), vencedor da Copa Banco do Brasil. Este jogo também será transmitido pelo SporTV.

    As duas equipes femininas já conquistaram títulos nessa temporada. O Rexona-Ades foi campeão carioca pela 12ª vez consecutiva, enquanto o Pinheiros ficou com o título da Copa São Paulo.

    Depois de brilhar nesse ano pela seleção brasileira feminina, quando foi eleita a melhor ponteira do Grand Prix, a atacante Natália chega motivada para a disputa da Supercopa. Para a ponteira, o duelo tem tudo para ser equilibrado.

    “O Pinheiros mudou bastante da temporada passada. Na Copa Banco do Brasil, fomos superadas por elas e sabemos da dificuldade de enfrenta-las. Será um jogo difícil e treinamos essa semana em função da equipe delas. Estamos bem preparadas e prontas para buscar esse título. O Pinheiros está com um pouco mais de ritmo do que nós, já que elas jogaram o Paulista, mas sabemos que podemos fazer uma boa partida amanhã”, afirmou Natália.

    Pelo lado do Pinheiros, uma das novidades para essa temporada é a ponteira Clarisse, que volta ao Brasil depois de três anos no exterior.

    “Estamos nos preparando bastante desde o início da temporada para jogar bem em todos os campeonatos. Estou feliz de voltar ao Brasil e enfrentar grandes equipes como o Rexona-AdeS. Passei três anos fora do Brasil e é muito bom estar de volta a elite do vôlei. Tenho certeza que vamos evoluir bastante ao longo da temporada e temos tudo para fazer um bom duelo contra a equipe carioca”, finalizou Clarisse.

  • Funvic Taubaté tem desfalques para a Supercopa

    Fonte: Tuddo Comunicação

    Os atletas da Funvic/Taubaté participaram na tarde de ontem (05 de novembro), em Itapetininga/SP, de mais uma atividade visando o confronto de hoje (06), pela Supercopa. O Taubaté, campeão da Copa do Brasil, disputará o título da competição com o Sada Cruzeiro/MG, campeão da Superliga 14/15, às 18h30, no ginásio Ayrton Senna.

    Para essa partida, o técnico Cezar Douglas não poderá contar com o levantador Rapha, com o central Otávio e com o ponta Lipe, que se lesionaram durante o Campeonato Paulista.

    “Utilizamos esses dias para conversar sobre aspectos táticos e de comportamento da equipe. É um momento muito importante, pós título e pré estreia de Superliga. É um período para fortalecer o time como grupo. Podemos ainda aproveitar a oportunidade desse desafio contra o Sada Cruzeiro para consolidar a equipe. Ao mesmo tempo vamos nos preparar para a Superliga”, contou Cezar Douglas.

    Após o jogo a Funvic Taubaté fica em Itapetininga e viaja no sábado (07) para Montes Claros, local da estreia na Superliga no domingo (08). A primeira partida será contra o Montes Claros Vôlei, no ginásio Tancredo Neves, às 19 horas.

  • Dentil/Praia Clube visita hospital do câncer em Uberlândia

    Fonte: Cairo Silva – Assessoria de Imprensa

    A manhã desta quarta-feira, 4 de novembro, foi muito especial para a equipe Dentil/Praia Clube. Todas as atletas e comissão técnica fizeram uma visita ao Hospital do Câncer de Uberlândia, com o intuito de conhecer mais sobre este projeto tão bonito e especial à cidade de Uberlândia. A central do Dentil/Praia Clube, Walewska, ficou sensibilizada com a visita. “Todos deveriam vir conhecer este projeto tão sublime. É uma visita que faz bem à nossa vida. Volta e meia a gente se vê reclamando de alguma coisa. Acredito que tiramos lições para a nossa vida dentro e fora das quadras. Com certeza, a parte mais importante é saber que podemos ajudar de alguma forma. Estaremos sempre à disposição do Grupo Luta Pela Vida para disseminarmos ainda mais estas ações fabulosas realizadas aqui”, conta a capitã.
       O presidente do Grupo Luta Pela Vida, Renato Alves Pereira, contou o quanto a visita do time profissional de vôlei do Praia Clube foi importante. “O Grupo Luta Pela Vida, tem aqui no Hospital do Câncer, a oportunidade de um trabalho importante, no qual faz a ponte entre a sociedade e o paciente com câncer. Em 2015, comemoramos 15 anos da inauguração do Hospital do Câncer. Hoje, tivemos a oportunidade de mostrarmos ao time de vôlei do Praia, que é referência para a nossa Região. Enfim, é uma oportunidade única de nós termos ao nosso lado atletas de renome nacional e internacional. Elas são lideranças importantes, ficamos ainda mais admirados pelo que representam”, diz.        
       O técnico Ricardo Picinin também comentou sobre a visita ao Hospital do Câncer de Uberlândia. “Tenho certeza que foi uma experiência muito boa, a gente tem que parabenizar o Grupo Luta Pela Vida por aquilo que eles têm feito para a população de modo geral, atendendo mais de 60 cidades. Penso que mexeu com todos nós. Ademais, é um trabalho sério e a gente tem que valorizar muito essas pessoas, que fazem um trabalho voluntário e ajudam milhares de pacientes. Às vezes ficamos em casa reclamando, questionando várias coisas. Temos consciência que o poder público não tem como suprir todas as necessidades. No entanto, cabe a nós ajudarmos de alguma maneira. Em quadra, a gente luta por um ponto, por uma partida e aqui existem várias pessoas lutando pela vida. Imagino que seja fundamental jogarmos cada embate com esse sentimento. Vamos representar cada uma dessas crianças, jovens e senhores que estão aqui lutando pela vida”, finaliza.

     

  • Liga dos Campeões – Asseco Resovia Rzeszow vence Dragons Lugano

    Redação

    Pela Liga dos Campeões masculina o Asseco Resovia Rzeszow, da Polônia, vence o Dragons Lugano, do levantador brasileiro Marcelinho, por 3 x 0 (25-16, 25-17, 25-19). O outro jogo desta primeira rodada do grupo G, entre Asse-Lennik, da Bélgica, e Tomis Constanta, da Romênia, será na quinta-feira, em Antuérpia.

     

    O maior pontuador do jogo foi o ponteiro búlgaro Nikolay Penchev, com 14 anotações. No Dragons, apenas o ponteiro bielorrusso Andrei Radziuk, com 13 anotações, se destacou na pontuação.

     

     

    Na próxima rodada da Liga dos Campeões, o Rzeszow vai à Romênia encarar o Tomis Constanta. O Dragons Lugano, em casa, tentará reabilitação contra o Asse-Lennik.

  • Rio do Sul/Equibrasil vence Blumenau e conquista o hexa do Catarinense

    foto: Divulgação Rio do Sul
    foto: Divulgação Rio do Sul

    Redação

    Em jogo disputado na noite desta quarta-feira (04/11), em Blumenau, o Rio do Sul/Equibrasil sagrou-se hexacampeão catarinense ao vencer as donas da casa pelo placar de 3 sets a 0 (16/25, 16/25 e 25/14), no ginásio Galegão. A capitã da equipe, Juliana Paz, recebeu o troféu das mãos do presidente da Federação Catarinense de Voleibol, Dante Klaser.

    A partida simbólica programada pelas duas equipes e pela Federação serviu para dar ritmo aos times que tem objetivos diferentes nesta temporada. Enquanto Rio do Sul/Equibrasil estreia na próxima terça-feira (10/11), na Superliga Feminina contra Vôlei Nestlé em Osasco (SP), Blumenau se concentra para a disputa dos Jogos Abertos de Santa Catarina em dezembro.

    O jogo desta noite teve caráter solidário, pois mesmo com portões abertos, a organização sugeriu a entrega de um quilo de alimento não perecível, que será doado para a cidade de Rio do Oeste. Esta, além de Rio do Sul e outras cidades do Alto Vale do Itajaí, foram atingidas por uma forte enchente.

    Para o técnico Spencer Lee, a dificuldade em realizar jogos preparatórios para a Superliga motivou muito o time para fazer uma boa partida diante de Blumenau. “Com o campeonato catarinense sem interessados, tivemos um aumento do nosso calendário de treinos. Bom para o time que pode se acertar, mas ruim para tirar aquela ansiedade por jogos de alto nível”.

    Mesmo assim, o treinador enfatizou que para a Superliga, o time está “afiado”. Já que as sessões de treino tem sido intensas. “Estamos aprendendo dia a dia e nos entrosando bem. O desafio da estreia no campeonato nacional nos empolga nesta reta final e queremos chegar nestes primeiros desafios com muita vontade e personalidade”, garantiu.

    Para a capitã da equipe Rio do Sul/Equibrasil, Juliana Paz, o time está cada vez mais sólido e focado. “A conquista do hexa é muito importante pois consolida um projeto que é duradouro em Rio do Sul. Precisávamos dar o nosso melhor para seguirmos adiante na nossa temporada”, observou a ponteira.

    Ingressos para o jogo da Superliga já estão disponíveis

    O primeiro jogo do time Rio do Sul/Equibrasil na Superliga é na terça-feira (10/11) em Osasco, mas a segunda partida já está marcada para o dia 13, em Rio do Sul, no ginásio Artenir Werner. Os ingressos para o confronto contra o Camponesa/Minas (MG) já estão à venda a partir desta quinta-feira (05/11) em locais espalhados pela cidade ao preço de R$ 15 antecipados. Na hora do jogo, a entrada custa R$ 20.

     

    Quem quiser aproveitar e comprar o pacote com todos os ingressos do turno e returno da competição em casa de Rio do Sul pode procurar também um dos locais de venda. Por R$ 165 é possível comprar os 11 ingressos de todos os jogos, garantindo assim comodidade para poder aproveitar todos os jogos da única equipe do Sul do Brasil na Superliga Feminina de Voleibol.

     Locais de venda de ingressos e pacotes para a Superliga

    – Nikel Sports

    – Vida Ativa

    – Lourival Esportes

    – Açougue Scoz

    – Fundação Municipal de Desportos (apenas ingressos avulsos)

    – Raissa Sorvetes (apenas ingressos avulsos)

  • Presidente da CBV visita sede da FPV e é homenageado

    foto: Divulgação FPV
    foto: Divulgação FPV

    Fonte: FPV

    O presidente da Confederação Brasileira de Volleyball, Walter Pitombo Laranjeiras, o Toroca, esteve em São Paulo nesta quarta-feira e visitou a sede da Federação Paulista. O dirigente, que esteve ao lado seu filho Luiz Otaviano,  foi homenageado com o título de Benemérito do Voleibol Paulista, outorgado na última Assesmbléia da entidade regional. Toroca recebeu o título das mãos do presidente da FPV, Renato Pera.

     

  • Começa no Rio o Brasileiro de Seleções Feminino 2ª divisão

    foto: Antonio Carlos Azevedo/CBV
    foto: Antonio Carlos Azevedo/CBV

    Fonte: CBV

    Desde quarta-feira (04.11) o Centro de Desenvolvimento de Voleibol (CDV), em Saquarema (RJ) será a sede de mais uma edição do Campeonato Brasileiro de Seleções (CBS). Desta vez a categoria da disputa é o Infantojuvenil feminino da 2ª divisão que reúne quinze estados de quatro regiões brasileiras na busca do título e uma das três vagas para a elite da modalidade em 2016. Na primeira fase da competição os times serão divididos em três grupos com quatro seleções e um grupo com três. Os dois melhores avançam para os playoffs.

     

    A chave A, única com três integrantes, conta com o Distrito Federal, que folgou na rodada, Espirito Santo e Rondônia. E no duelo entre capixabas e rondonienses melhor para a equipe da região Sudeste, vitória por 3 sets a 0 (25/16, 27/25 e 25/10). Na próxima rodada, nesta quinta-feira (05.11), a equipe da Capital Federal enfrentará Rondônia às 17h30.

     

    Pela chave B, Sergipe superou o Acre por 3 sets a 0 (25/11, 25/13 e 25/16), enquanto Goiás bateu o Piauí também em três sets diretos (25/12, 25/11 e 25/7). Nesta quinta-feira as sergipanas farão um duelo regional contra as piauienses, às 16h. Um pouco mais tarde, às 17h, Goiás mede forças com o Acre.

     

    As amazonenses estraram com bom resultado na chave C ao passarem pelo Amapá por 3 sets a 0 (25/16, 25/17 e 25/18). A Paraíba também fez bonito na primeira rodada e venceu Pernambuco por 3 sets a 0 (25/20, 25/23 e 25/15). O próximo jogo das paraibanas será contra as amazonenses, às 15h30. Mais cedo, às 14h30, Amapá e Pernambuco jogam em busca da recuperação.

     

    Completando a rodada, pela chave D, Mato Grosso do Sul e Bahia levaram a melhor nos confrontos de estreia. A equipe do Centro-Oeste derrotou Roraima por 3 sets a o (25/10, 25/13 e 25/13). As baianas precisaram de cinco sets para triunfarem sobre as alagoanas (25/17, 18/25, 25/22, 19/25 e 15/11). Na sequência do torneio Bahia e Mato Grosso do Sul se enfrentam pela liderança da chave às 13h. Pouco depois, às 14h, será a vez de Alagoas e Roraima duelarem pela primeira vitória.

     

    CBS INFANTOJUVENIL FEMININO 2ª DIVISÃO

    CHAVE A – Distrito Federal, Espírito Santo e Rondônia

    CHAVE B – Goiás, Sergipe, Acre e Piauí

    CHAVE C – Amazonas, Pernambuco, Paraíba e Amapa

    CHVE D – Alagoas, Mato Grosso do Sul,   Roraima e Bahia

     

    TABELA

    1ª RODADA – 04.11 (QUARTA-FEIRA)

    Jogo 01 – Mato Grosso do Sul 3×0 Roraima (25/10, 25/13 e 25/13)

    Jogo 02 – Pernambuco 0x3 Paraíba (20/25, 23/25 e 15/25)

    Jogo 03 – Sergipe 3×0 Acre (25/11, 25/13 e 25/16)

    Jogo 04 – Espírito Santo 3×0 Rondônia (25/16, 27/25 e 25/10)

    Jogo 05 – Alagoas 2×3 Bahia (17/25, 25/18, 22/25, 25/19 e 11/15)

    Jogo 06 – Amazonas 3×0 Amapá (25/16, 25/17 e 25/18)

    Jogo 07 – Goiás 3×0 Piauí (25/12, 25/11 e 25/7)

     

    2ª RODADA – 05.11 (QUINTA-FEIRA)

    Jogo 08 – Mato Grosso do Sul x Bahia – 13h – quadra 01

    Jogo 09 – Pernambuco x Amapá – 14h30 – quadra 01

    Jogo 10 – Sergipe x Piauí – 16h – quadra 01

    Jogo 11 – Distrito Federal x Rondônia – 17h30 – quadra 01

    Jogo 12 – Alagoas x Roraima – 14h – quadra 02

    Jogo 13 – Amazonas x Paraíba – 15h30 – quadra 02

    Jogo 14 – Goiás x Acre – 17h – quadra 02

     

    3ª RODADA – 06.11 (SEXTA-FEIRA)

    Jogo 15 – Roraima x Bahia – 13h – quadra 01

    Jogo 16 – Paraíba x Amapá – 14h30 – quadra 01

    Jogo 17 – Acre x Piauí – 16h – quadra 01

    Jogo 18 – Distrito Federal x Espírito Santo – 17h30 – quadra 01

    Jogo 19 – Alagoas x Mato Grosso do Sul – 14h – quadra 02

    Jogo 20 – Amazonas x Pernambuco – 15h30 – quadra 02

    Jogo 21 – Goiás x Sergipe – 17h – quadra 02

     

    4ª RODADA – 07.11 (SÁBADO)

    Disputa de 13º lugar

    Jogo 22 – 4º lugar chave B x 4º lugar chave C – 14h – quadra 02

    Disputa de 9º a 11º

    Jogo 23 – 3º lugar chave A x 3º lugar chave D – 15h30 – quadra 02

    Jogo 24 – 3º lugar chave B x 3º lugar chave C – 17h – quara 02

    Disputa de 1º a 8º

    Jogo 25 – 1º lugar chave A x 2º lugar chave D – 13h – quadra 01

    Jogo 26 – 1º lugar chave B x 2º lugar chave C – 14h30 – quadra 01

    Jogo 27 – 1º lugar chave C x 2º lugar chave B – 16h – quadra 01

    Jogo 28 – 1º lugar chave D x 2º lugar chave A – 17h30 – quadra 01

     

    5ª RODADA – 08.11 (DOMINGO)

    Disputa de 13º lugar

    Jogo 29 – 4º lugar chave B x 4º lugar chave D – 14h – quadra 02

    Disputa de 9º e 11º lugares

    Jogo 30 – Perdedor jogo 23 x Perdedor jogo 24 – 15h30 – quadra 02

    Jogo 31 – Vencedor jogo 23 x Vencedor jogo 24 – 17h – quadra 02

    Disputa de 5º e 7º lugares

    Jogo 32 – Perdedor jogo 25 x Perdedor Jogo 27 – 13h30 – quadra 01

    Jogo 33 – Perdedor jogo 26 x Perdedor jogo 28 – 15h – quadra 01

    Semifinais

    Jogo 34 – Vencedor jogo 25 x Vencedor jogo 27 – 16h30 – quadra 01

    Jogo 35 – Vencedor jogo 26 x Vencedor jogo 28 – 18h – quadra 01

     

    6ª RODADA – 09.11 (SEGUNDA-FEIRA)

    Disputa de 13º lugar

    Jogo 36 – 4º lugar chave C x 4º lugar chave D – 09h – quadra 02

    Disputa de 7º lugar

    Jogo 37 – Perdedor jogo 32 x Perdedor jogo 33 – 10h30 – quadra 02

    Disputa 5º lugar

    Jogo 38 – Vencedor jogo 32 x Vencedor jogo 33 – 12h – quadra 02

    Disputa 3º lugar

    Jogo 39 – Perdedor jogo 34 x Perdedor jogo 35 – 13h – quadra 01

    Final

    Jogo 40 – Vencedor jogo 34 x Vencedor jogo 35 – 15h – quadra 01

     

    {gallery}dia04-sub17-feminino{/gallery}

  • Liga dos Campeões – Dínamo vence o Friedrichshafen

    Redação

    Nesta terça-feira, 03/11, na abertura da Liga dos Campeões, o Dínamo Moscou, venceu por 3×0 (25-16, 25-20, 25-16) o Friedrichshafen, da Alemanha.

    Zaytsev foi o maior pontuador do jogo, com 18 pontos.  Outro destaque do Dínamo foi o central norte-americano Max Holt, com dez pontos anotados. Pelo lado alemão, o maior pontuador do time foi o oposto romeno Adrian Radu Gontariu, com 11 pontos.

    A primeira rodada deste grupo B termina hoje, quando Ankara e Paris Volley se enfrentarem, na Turquia.

  • Vôlei de Praia – Tiago/Gustavo e Marli/Aninha vencem em Santos

    Fonte: FPV

    As duplas Tiago/Gustavo e Marli /Aninha ficaram com o título da quarta etapa do II Circuito Paulista de Vôlei de Praia. A competição, organizada pela Federação Paulista de  Volleyball, com o apoio da prefeitura da Santos, reuniu 34 times na Praia do Gonzaga, em Santos, no litoral paulista, com elevado nível técnico. Tiago e Gustavo, que haviam vencido no torneio anterior, em Piracicaba, garantiram o topo do pódio ao baterem Moacyr e Isac, por 2 sets a 0, com parciais de 21/11 e 21/17, em 28 minutos. Pelo terceiro lugar Luccas Lima/Fábio venceu Guto/Georges por 21/0 e 21/0.

    No feminino, Marli e Aninha, líderes do ranking, confirmaram o favoritismo e a terceira conquista na temporada após ganharem de  Miriam e Kawane, também por 2 sets a 0, 21/13 e 21/19, em 38 minutos.  Na decisão de terceiro lugar, Débora/Camila Rodrigues venceu Lessiana/Valdirene, por 21/9 e 23/21.

    Em sua estreia na cidade de Santos, o Circuito Paulista de Vôlei de Praia repetiu o equilíbrio e emoção das etapas anteriores da segunda temporada.  Com 20 duplas no masculino e 14 no feminino, o torneio movimentou a Praia do Gonzaga. Nem mesmo a chuva de domingo atrapalhou e os atletas deram um show de técnica e garra na busca dos títulos.

    No masculino, Tiago e Gustavo mantiveram o bom desempenho do torneio anterior. Depois de vencerem, de virada, uma semifinal para lá de equilibrada diante de Luccas Lima/Fabio – 16/21, 23/21 e 17/15 – ele pegaram na final Moacyr e Isac, responsáveis pela eliminação de Guto e Georges – 22/20 e 21/17. Em mais um bom jogo, Tiago e Gustavo garantiram a segunda etapa seguida com 21/11 e  21/17.

    Entre as mulheres, Marli e Aninha também não deram chances às adversárias, vencendo todas as partida até a final sem perder um único set. Na semi, contra Lessiana/Valdirene, a dupla ganhou por 21/14 e 21/10, para na final derrotar Miriam/Kawane por 21/13 e 21/19. Elas, que já haviam vencido em Jacareí e Guaíra, seguem firmes rumo ao título do circuito.

    Resultados da quarta etapa – Santos

    Masculino

    Semifinais

    Moacyr/Isac 2 x 0 Guto/Georges
    Tiago/Gustavo 2 x 1 Luccas Lima/Fábio

    Decisão terceiro lugar

    Luccas Lima/Fábio 2 x 0 Guto/Georges

    Final

    Tiago/Gustavo 2 x 0 Moacyr/Ísac

    Feminino

    Semifinais

    Marli/Aninha 2 x 0 Lessiana/Valdirene
    Miriam/Kawane 2 x 1 Debora/Camila Rodrigues

    Decisão de terceiro lugar

    Débora/Camila Rodrigues 2 x 0 Lessiana Valdirene

    Final

    Marli/Aninha 2 x 0 Miriam/Kawane

    O II Circuito Paulista de Vôlei de Praia englobará a temporada 2015/2016, com seis etapas previstas. O evento tem organização e realização da Federação Paulista de Volleyball. Na quarta etapa o apoio é da Prefeitura de Santos, através da Secretaria Municipal de Esportes, Lazer e Recreação.

  • Vem aí a Superliga 2015/2016

    Fonte: CBV

    O saque inicial para a 22ª edição da Superliga de vôlei foi realizado nesta terça-feira (03.11), no Centro Cultural Banco do Brasil, no Rio de Janeiro. Com a presença de representantes das 24 equipes participantes da competição, sendo 12 em cada naipe, o lançamento reuniu grandes nomes do voleibol brasileiro. A qualidade dos times promete jogos de alto nível técnico e de entretenimento para a torcida brasileira.

    Os atuais campeões, Sada Cruzeiro (MG) e Rexona-Ades (RJ), chegam mais uma vez como fortes candidatos, mas terão grandes adversários pela frente.

    No feminino, os times participantes são Rexona-Ades (RJ), Vôlei Nestlé (SP), Sesi-SP, Camponesa/Minas (MG), Dentil/Praia Clube (MG), E.C. Pinheiros (SP), Brasília Vôlei (DF), São Cristóvão Saúde/São Caetano (SP), Rio do Sul/Equibrasil (SC), São Bernardo Vôlei (SP), Concilig/Vôlei Bauru (SP) e Renata Valinhos/Country (SP).

    No masculino, estarão em ação as equipes do Sada Cruzeiro (MG), Sesi-SP, Funvic/Taubaté (SP), Minas Tênis Clube (MG), Brasil Kirin (SP), Copel Telecom Maringá Vôlei (PR), Lebes/Gedore/Canoas (RS), Juiz de Fora Vôlei (MG), Voleisul/Paquetá Esportes (RS), Bento Vôlei/Isabela (RS), São José dos Campos (SP) e Montes Claros (MG).

    O presidente da CBV, Walter Pitombo Laranjeiras, o Toroca, destacou a importância da Superliga para o vôlei brasileiro. “Esta competição é fundamental para que tenhamos sucesso na formação de nossos atletas e renovemos o esporte”, comentou o presidente da CBV.

    O diretor de Competições de Quadra da CBV, Radamés Lattari, afirmou que esta edição da Superliga será muito forte. “Temos em quadra vários campeões mundiais e olímpicos, o que nos garante um ótimo nível de competição. Certamente a Superliga será um espetáculo”, avaliou Radamés.

    O evento de lançamento também ficou marcado pelas homenagens a nomes de destaque na história do esporte como Fofão, Renan Dal Zotto e Bebeto de Freitas, que em 24 de outubro entraram para o Hall da Fama, em cerimônia realizada em Holyoke, pequena cidade do estado americano de Massachussetts, onde o vôlei foi criado em 1985. Especial homenagem também foi prestada ao empresário Antônio Carlos de Almeida Braga, o Braguinha, pelo trabalho incessante pelo desenvolvimento do esporte brasileiro, particularmente o voleibol.

    Repatriados e estrangeiros

    A 22ª edição da Superliga contará com a presença de pelo menos 19 atletas estrangeiros e 18 jogadores repatriados – é possível fazer inscrição até 22 de dezembro. Entre os atletas brasileiros que estão de volta ao país, aparecem como destaque o ponteiro da seleção brasileira, Lucas Lóh (Brasil Kirin), que estava na Polônia, o levantador Vinhedo e o ponteiro Thiago Alves (Sesi-SP), que jogavam em Portugal e no Japão, a ponteira Fofinha (Pinheiros), vindo da Turquia, a levantadora Ana Tiemi (Concilig/Bauru), que jogou na Romênia na última temporada, entre outros.

    Entre os estrangeiros nomes como o cubano Dennis, uma das estrelas do Lebes/Gedore/Canoas, o japonês Fukuzawa, que defende o Copel Telecom Maringá Vôlei, as americanas Klineman (Dentil/Praia Clube) e Thompson (Rexona-Ades), assim como a cubana Carcaces e a belga Lise Van Hecke (Vôlei Nestlé), prometem deixar sua marca nessa edição da Superliga.

    Medalhistas olímpicos

    Outro ponto de destaque desta edição da Superliga fica por conta dos medalhistas olímpicos. Serão 20 jogadores que já subiram em um pódio de Jogos Olímpicos pela seleção brasileira. Alguns deles são as bicampeãs olímpicas Fabi (Rexona-Ades), Thaisa (Vôlei Nestlé), Jaqueline e Fabiana (Sesi-SP), além da líbero Sassá (Terracap/Brasília Vôlei), o levantador Ricardinho (Copel Telecom/Maringá), o central Sidão (Sesi-SP), o ponteiro Samuel (Voleisul/Paquetá Esportes), entre outros.

    Do lado de fora

    No comando das equipes, também estão nomes de peso do voleibol brasileiro. Entre os técnicos que estarão em atividade na Superliga 15/16 estão Bernardinho, medalhista de prata em Los Angeles 1984, treinador do Rexona-Ades, e William Carvalho, que esteve nesta mesma conquista e hoje dirige o São Bernardo Vôlei. Paulão, campeão em Barcelona 1992, comanda o Bento Vôlei, e seu companheiro naquele título, Talmo, é o técnico do Sesi-SP.

    Há, ainda, aqueles que mudaram de função e deixaram de brilhar nas quadras para atuar fora delas. Depois da troca de atleta para supervisor do Vôlei Brasil Kirin, o campeão olímpico André Heller incentivou o companheiro na conquista do ouro em Atenas 2004 e, nesta temporada, quem faz o mesmo caminho é o ex-central Gustavo Endres, que se tornou supervisor do Lebes/Gedore/Canoas. O ponteiro Dentinho também pendurou as joelheiras e agora é o diretor-executivo do Bento Vôlei/Isabela.

    E a Superliga mostra, ainda, que nem é necessário abrir mão da bola para desempenhar outro papel no time. Prova disso é o campeão olímpico Ricardinho, que é levantador, capitão e presidente do time de Maringá.

    Logística

    Na parte de logística, em um modelo inédito, a Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) viabilizará financeiramente, para as equipes masculinas, as viagens dos times visitantes, incluindo passagens aéreas, hospedagem e traslados terrestre, além de custear alimentação, arbitragem e fornecer bolas. Na superliga feminina, ficou acertado que a CBV também arcará com hospedagem, além dos custos com passagens aéreas, arbitragem e bolas.

    Jogos de abertura

    Vôlei Brasil Kirin (SP) e Copel Telecom/Maringá (PR), no masculino, e Terracap/Brasília Vôlei (DF) e Renata Valinhos/Country (SP), no feminino, serão as atrações dos jogos de abertura da Superliga 15/16. O primeiro confronto da competição reunirá os campineiros e os paranaenses e vai acontecer no próximo sábado (07.11), às 13h, em Campinas (SP). Depois, no dia 9 de novembro, o time candango receberá o do interior de São Paulo às 20h, no Sesi Taguatinga, em Brasília.

    GALERIA DE FOTOS:
    ATLETAS ESTRANGEIROS NA SUPERLIGA 14/15

    Feminino

    Rexona-Ades (RJ) – Courtney Thompson (EUA) – Levantadora
    Vôlei Nestlé (SP) – Kenia Carcaces Opon (Cuba) – Ponteira; e Lisa Van Hecke (Bélgica) – Oposto
    Rio do Sul/Equibrasil (SC) – Mimi Sosa (Argentina) – Central; e Tatiana Rizzo (Argentina) – Líbero
    Dentil/Praia Clube (MG) – Daymi Ramirez (Cuba) – Oposto; e Alexandra Rose Klineman (EUA) – Ponteira

    Masculino

    Lebes/Gedore/Canoas (RS) – Angel Dennis (Cuba) – Oposto
    Copel Telecom/Maringá Vôlei (PR) – Tatsuya Fukuzawa (Japão) – Ponteiro
    Bento Vôlei/Isabela (RS) – Lucas Ocampo (Argentina) – Ponteiro
    Montes Claros Vôlei (MG) – Milan Celic (Sérvia) – Central
    Vôlei Brasil Kirin (SP) – Bogdan Olteanu (Romênia) – Ponteiro; e Demián Gonzalez (Argentina) – Levantador
    Sada Cruzeiro Vôlei (MG) – Leal (Cuba) – Ponteiro; e Winters (Canadá) – Ponteiro
    Minas Tênis Clube (MG) – Escobar (Cuba) – Oposto; e Raidel Delgado (Cuba) – Ponteiro
    Juiz de Fora Vôlei (MG) – Marl Plotyczer – Dupla nacionalidade – (Brasil/Grã Bretanha) – Ponteiro; e Philip Fuchs (EUA/Brasil) – Ponteiro
    Funvic/Taubaté (SP) – Sanchez (Cuba) – Oposto

    ATLETAS REPATRIADOS NA SUPERLIGA 14/15

    Feminino

    São Cristóvão Saúde/São Caetano (SP) – Andressa Picussa – (Azerbaijão) – Central
    São Bernardo Vôlei (SP) – Yslany Kelly de Paula (Suíça) – Levantadora
    Pinheiros (SP) – Clarisse Peixoto (Noruega) – Ponteira; e Fofinha (Turquia) – Ponteira
    Dentil/Praia Clube (MG) – Ednéia Anjos de Souza Lima – (Indonésia) – Central
    Concilig/Vôlei Bauru (SP) – Ana Tiemi Takagui (Romênia) – Levantadora; Mari Helen Mendes (França) – Ponteira; e Nayara Felix (Romênia) – Ponteira

    Masculino

    Sesi-SP – Vinhedo (Portugal) – Levantador e Thiago Alves (Japão) – Ponteiro
    Voleisul Paquetá Esportes (RS) – André Lukianetz (Qatar) – Ponteiro
    Copel Telecom Maringá Vôlei (PR) – Arthur Maia El Zayek (Líbano) – Ponteiro
    Copel Telecom Maringá Vôlei – Ualas Martins (Argentina) – Central
    Bento Vôlei – Marlon (Rússia) – Levantador, Bruno Temponi (Itália) e Dante Trevisan (Suíça)
    Brasil Kirin Vôlei – Lucas Loh (Polônia) – Ponteiro
    UFJF – Diego Almeida (Espanha) – Central

    MEDALHISTAS OLÍMPICOS NA SUPERLIGA 15/16

    Feminino

    Rexona-Ades – Fabi (bicampeã olímpica em 2008/12), Natália (campeã olímpica em 2012) e Thompson (vice-campeã olímpica em 2012).
    Vôlei Nestlé – Thaísa (bicampeã olímpica em 2008/12), Adenízia (campeã olímpica em 2012) e Dani Lins (campeã olímpica em 2012)
    Sesi-SP – Jaqueline (bicampeã olímpica em 2008/12) e Fabiana (bicampeã olímpica em 2008/12)
    Camponesa/Minas – Tandara (campeã olímpica em 2012)
    Dentil/Praia Clube – Walewska (campeã olímpica em 2008 e bronze em 2000) e Daymi Ramirez (bronze em 2004)
    Terracap/Brasília Vôlei – Sassá (campeã olímpica em 2008) e Paula Pequeno (bicampeã olímpica em 2008/12)

    Masculino

    Copel Telecom/Maringá – Ricardinho (ouro em 2004 e prata em 2012)
    Montes Claros Vôlei – André Nascimento (ouro em2004 e prata em 2008)
    Voleisul/Paquetá Esportes – Samuel (prata em 2008)
    Sada Cruzeiro Vôlei – Wallace (prata em 2012)
    Sesi-SP – Murilo (prata em 2008 e 2012), Thiago Alves (prata em 2012), Serginho (ouro em 2004, prata em 2008 e 2012) e Sidão (prata em 12).

    TODOS OS CAMPEÕES

    Feminino

    94/95 Leite Moça (SP)
    95/96 Leite Moça (SP)
    96/97 Leites Nestlé (SP)
    97/98 Rexona (PR)
    98/99 Uniban/São Bernardo (SP)
    99/00 Rexona (PR)
    00/01 Flamengo (RJ)
    01/02 MRV/Minas (MG)
    02/03 BCN/Osasco (SP)
    03/04 Finasa/Osasco (SP)
    04/05 Finasa/Osasco (SP)
    05/06 Rexona-Ades (RJ)
    06/07 Rexona-Ades (RJ)
    07/08 Rexona-Ades (RJ)
    08/09 Rexona-Ades (RJ)
    09/10 Sollys/Osasco (SP)
    10/11 Unilever (RJ)
    11/12 Sollys/Nestlé (SP)
    12/13 Unilever (RJ)
    13/14 Unilever (RJ)
    14/15 Rexona-Ades (RJ)

    Masculino

    94/95 Frangosul/Ginástica (RS)
    95/96 Olympikus/Telesp (SP)
    96/97 Report/Suzano (SP)
    97/98 Ulbra/Diadora (RS)
    98/99 Ulbra/Pepsi (RS)
    99/00 Telemig Celular/Minas (MG)
    00/01 Telemig Celular/Minas (MG)
    01/02 Telemig Celular/Minas (MG)
    02/03 Ulbra (RS)
    03/04 Unisul (SC)
    04/05 Banespa/Mastercard (SP)
    05/06 Cimed (SC)
    06/07 Telemig Celular/Minas (MG)
    07/08 Cimed (SC)
    08/09 Cimed (SC)
    09/10 Cimed/Malwee (SC)
    10/11 Sesi (SP)
    11/12 Sada Cruzeiro (MG)
    12/13 RJX (RJ)
    13/14 Sada Cruzeiro (MG)
    14/15 Sada Cruzeiro (MG)