• Superliga Banco do Brasil feminina 2019/2020: Osasco Audax/São Cristóvão Saúde recebe Fluminense pelo returno

    Luizomar orienta o time de Osasco
    (João Pires/Fotojump)

    Redação

    A quarta rodada do returno da Superliga Banco do Brasil 19/20 terá continuação nesta terça-feira (04.02) com mais cinco duelos. Entre as partidas, o Osasco Audax/São Cristóvão Saúde terá pela frente o Fluminense, às 21h30, no ginásio José Liberatti, em Osasco (SP). O SporTV 2 transmitirá ao vivo.

    Na classificação geral, o Osasco Audax/São Cristóvão Saúde aparece em quarto lugar, com 32 pontos (12 vitórias e duas derrotas). O Fluminense está na sexta colocação, com 19 pontos (sete resultados positivos e sete negativos). No primeiro turno, a equipe do treinador Luizomar de Moura levou a melhor contra o time das Laranjeiras por 3 sets a 2.

    Outros jogos

    Também nesta terça-feira acontecerão outros quatro jogos pela quarta rodada do returno da Superliga Banco do Brasil 19/20. O Sesc RJ terá pela frente o Flamengo, às 19h30, no ginásio do Tijuca, no Rio de Janeiro (RJ). O site Globoesporte.com transmitirá ao vivo. No mesmo horário, o São Paulo/Barueri enfrentará o Sesi Vôlei Bauru, no José Correa, em Barueri (SP). A partida será transmitida ao vivo pelo pay per view do Canal Vôlei Brasil. 

    As duas outras partidas serão realizadas, às 20h, com transmissão do pay per view do Canal Vôlei Brasil. O Curitiba Vôlei medirá forças com o Dentil/Praia Clube, no ginásio da Universidade Positivo, em Curitiba (PR), e o Pinheiros jogará com o Itambé/Minas, no ginásio Henrique Villaboim, em São Paulo (SP).

    O primeiro jogo da quarta rodada do turno aconteceu no último domingo (02/02) e o Valinhos superou o São Cristóvão Saúde/São Caetano por 3 sets a 1 (20/25, 25/18, 23/25 e 22/25), no ginásio Lauro Gomes, em São Caetano do Sul (SP).

  • Superliga Banco do Brasil 2019/2020: América Vôlei recebe o EMS Taubaté Funvic nesta terça-feira (04)

    Créditos: Divulgação

    Redação

    A Superliga Banco do Brasil masculina 19/20 volta à ação nesta semana. A quarta rodada do returno começa nesta terça-feira (04/02) com a partida isolada entre o América Vôlei e o EMS Taubaté Funvic, no Tancredo Neves, em Montes Claros (MG), às 20h. O duelo será transmitido ao vivo pelo Canal Vôlei Brasil.

    O América Vôlei chega para a partida em casa precisando vencer e somar pontos, já que está na 11ª posição na tabela. 

    Em segundo lugar, com 38 pontos e 13 vitórias, o EMS Taubaté Funvic, atual campeão da Superliga Banco do Brasil, vem embalado depois de quatro vitórias consecutivas. 

    Outros jogos

    A rodada segue com mais quatro jogos nesta quarta-feira (05/02). Em Itapetininga (SP), o Vôlei UM Itapetininga mede forças com o Sesi-SP, às 19h, no ginásio Ayrton Senna da Silva, com transmissão do SporTV 2. O Fiat/Minas entra em quadra contra a Apan Blumenau, na Arena Minas, em Belo Horizonte (MG), às 19h30. No  mesmo horário o Pacaembu/Ribeirão Preto enfrenta o Ponta Grossa Vôlei, na Cava do Bosque, em Ribeirão Preto (SP), ambas as partidas com transmissão do Canal Vôlei Brasil.

    Ainda na quarta-feira, com transmissão do GloboEsporte.com, o Vôlei Renata encontra o Sesc-RJ, às 20h, no Taquaral, em Campinas (SP). E, para completar a rodada, na quinta-feira (06/02), será a vez do duelo entre o Denk Academy Maringá Vôlei e o Sada Cruzeiro, às 20h, no Riacho, em Contagem (MG), com transmissão do Canal Vôlei Brasil.

  • Copa do Brasil feminina 2020: No duelo de mineiros, Itambé/Minas perde e se despede da competição

    Créditos: Hyago de Paula/MTC

    Redação

    A equipe Itambé/Minas está fora da decisão da Copa Brasil 2020. Na noite dessa sexta-feira, (31/01), na Arena Jaraguá, Jaraguá do Sul (SC), o time Minas cometeu alguns erros e acabou eliminado pelo Dentil/Praia Clube, por 3 sets a 1. As parciais do duelo, válido pela semifinal da competição nacional, foram: (25/19, 25/21, 25/27 e 25/20).

    A oposto Sheilla foi o destaque minastenista, com 18 pontos. O time de Uberlândia vai enfrentar o Sesc RJ, que derrotou, na outra semifinal, o Sesi Vôlei Bauru, por 3 sets a 0. A decisão será neste sábado (01/02), às 21h30, na Arena Jaraguá. A final será transmitida pelo Sportv2.

    O técnico Nicola Negro não pode contar com a ponteia Kasiely, que não se recuperou totalmente de uma pequena lesão abdominal e ficou fora. Lana a substituiu e fez um bom jogo. A ponteira búlgara Dobriana Rabadzhieva também não pode jogar por não ter sido inscrita na competição.

    Com a palavra:

    Sheilla, oposta do Itambé/Minas:   “Acho que o Praia foi superior a nós. Em algumas passagens, a gente errou e isso pesou nos momentos finais. O nosso time sabia que seria difícil, porque não estávamos com o elenco completo. Fiquei feliz pela Lana que conseguiu soltar o jogo que a gente sabe que ela tem. Agora, é isso. É pensar na Superliga e Sul-Americano”, comentou a oposta.

    Fernanda Garay, ponta do Dentil/Praia Clube:   “Mesmo caindo de produção no terceiro set e começo do quarto acreditamos na vitória a todo momento. Superamos as dificuldades, lutamos o tempo inteiro e no final conseguimos a vitória”, declarou Fernanda Garay.

  • Copa do Brasil feminina 2020: Sesi Vôlei Bauru é atropelado pelo Sesc RJ e fica na semifinal

    Créditos: Lucas Pavin/Avante! Esportes

    Redação

    A Arena Jaraguá, em Jaraguá do Sul (SC), estava cheia. Afinal, os catarinenses esperavam ver um duelo pegado entre Sesc RJ e Sesi Vôlei Bauru. Uma rivalidade aflorada desde a temporada passada, com os encontros das equipes nos Playoffs da Superliga e na Copa Brasil.

    Nesta edição do torneio de meio de temporada, o líder da Superliga Banco do Brasil 2019/2020, encarava o Vôlei Bauru em ascensão após a virada de ano. Tendência de um jogão, mas expectativa quebrada logo cedo, assim como o passe bauruense. Com ampla vantagem, o Rio atropelou o Sesi por 3 sets a 0, com parciais de (25/16, 25/14 e 25/21).

    Com a palavra:

    Fabíola, levantadora do Sesc RJ:   “Dentro de quadra não tem favoritismo. A gente nem lembra disso. O que vale é o dia de hoje mesmo. E estamos muito felizes com o nosso desempenho. Funcionamos taticamente, principalmente o nosso saque. Vamos com tudo para essa final, venha que vier do outro lado”, disse a levantadora.

    Dani Lins, levantadora do Sesi Vôlei Bauru:   “Foi um jogo muito abaixo do que a gente vem mostrando desde o começo do ano. Nenhum fundamento nosso funcionou. Saque, passe, contra ataque… A gente fez um jogo muito abaixo do que vinha fazendo. Eu saio daqui triste, porque poderíamos ter feito uma partida melhor. Sabíamos que o Sesc tem jogadoras experientes, mas não podemos fazer um jogo como esse. O primeiro e o segundo sets foram feios, a ponto de eu não saber o que fazer pra ajudar o time. No terceiro, foi o melhor set que a gente fez, mas agora precisamos esquecer, entre aspas, porque na sexta-feira que vem enfrentamos elas novamente, em casa, mas antes um confronto importante contra Barueri. Agora é bola pra frente, não deixar que esse jogo, por ter sido tão ruim, abale a gente. É cabeça no lugar, ver o que fizemos de ruim pra não fazer de novo”, lamentou Dani Lins.

  • Superliga Banco do Brasil masculina 2020: Na TV Cultura, Apan Blumenau recebe Ponta Grossa Vôlei

    Créditos: Giovani Vitória/Apan Blumenau

    Redação

    Após a importante vitória sobre o Vôlei Renata, que colocou o time entre os oito melhores da Superliga Masculina, a Apan Blumenau enfrentará, na noite deste sábado (01/02), o Ponta Grossa Vôlei, em jogo que poderá consolidar a sua permanência no G-8 e aproximá-lo ainda mais da vaga para as quartas de final. O confronto está agendado para as 19 horas, no Ginásio Galegão.

    Com a palavra:

    André Donegá, técnico da Apan Blumenau:   “A equipe do Ponta Grossa tem um bom saque e um sistema defensivo eficiente. Isso exige concentração total”, resumiu  técnico.

    Fábio Sampaio, técnico do Ponta Grossa Vôlei:   “Nosso campeonato vai realmente começar agora. A nossa missão é de permanecer na elite da Superliga. A partir desta rodada temos adversários diretos na briga. E se as coisas deram certo, temos chances de alcançar nossos objetivos, concluiu o treinador. 

  • Superliga Banco do Brasil masculina 2020: Sada Cruzeiro recebe o Vôlei UM Itapetininga

    Sada Cruzeiro e Vôlei Um Itapetininga duelaram no Ginásio do Riacho no último dia 15
    Créditos: Agencia i7 / Sada Cruzeiro

    Redação

    Depois de conquistar o pentacampeonato da Copa Brasil, o Sada Cruzeiro vira a chave novamente e volta a jogar pela Superliga Banco do Brasil. O time recebe o Vôlei Um Itapetininga neste sábado, (01/02), às 19h, no Ginásio do Riacho, em Contagem, com transmissão do SporTV 2. E a equipe estrelada aproveitará o confronto para promover uma ação solidária em prol dos atingidos pelas fortes chuvas na região metropolitana de Belo Horizonte.

    O torcedor que doar 1kg de alimento não perecível (exceto sal), terá direito à meia-entrada na partida, ao custo de R$ 5. Além disso, o Riachão será um ponto de coleta de doações dos artigos necessários para ajudar aqueles que sofrem com os efeitos da tragédia dos últimos dias. Serão recebidos materiais de limpeza, itens de higiene pessoal, fraldas descartáveis, colchões, cobertores, água mineral e roupas de cama.

    O Vôlei UM Itapetininga terá a possibilidade de voltar a contar com o oposto Gabriel Cândido. Recuperado de uma lesão na região abdominal, o atacante estará à disposição do técnico Pedro Uehara, Peu.

    Sada Cruzeiro e Vôlei Um Itapetininga se encontraram há cerca de duas semanas pelas quartas de final da Copa Brasil. Também em Contagem, o embate terminou com vitória da Raposa por 3 sets a 0. Antes disso, pelo primeiro turno do Brasileiro, um confronto mais equilibrado: triunfo dos cruzeirenses por 3 a 2 em Itapetininga-SP.

    Ingressos

    A venda de ingressos pela internet está aberta em centraldoseventos.com.br. Os bilhetes custam R$10, com meia-entrada a R$5 para quem doar 1kg de alimento não perecível (exceto sal), além dos beneficiários garantidos por lei. Neste sábado, dia do jogo, as bilheterias do Ginásio do Riacho iniciam a venda física às 17h. Os alimentos e demais doações deverão ser entregues na entrada do Riachão.

  • Superliga Banco do Brasil masculina 2020: Em casa, EMS Taubaté Funvic supera Pacaembu/Ribeirão Preto

    Créditos: Renato Antunes/Maxx Sports Brasil

    Redação

    O EMS Taubaté Funvic levou a melhor sobre o Pacaembu/Ribeirão Preto, na noite desta sexta-feira (31/01) no confronto isolado pela terceira rodada do returno da Superliga Banco do Brasil masculina de vôlei 2019/2020. A equipe dirigida pelo técnico Renan jogou em casa, no ginásio do Abaeté, em Taubaté (SP), contou com o apoio da torcida e venceu por 3 sets a 0, com parciais de (25/14, 29/27 e 25/14).

    O oposto Mohamed, do time taubateano, teve noite inspirada e colaborou bem para o resultado positivo pela terceira rodada. O marroquino marcou 16 pontos, sendo 13 de ataque e três de saque, e foi quem mais pontuou na partida. Após boa atuação, Mohamed ainda foi eleito, pela comissão técnica do seu time, o melhor jogador em quadra e foi premiado com o Troféu VivaVôlei.

    Outro destaque da noite ficou por conta do confronto entre Lipe e Serginho. O ponteiro do EMS Taubaté Funvic e o líbero do Pacaembu/Ribeirão Preto foram campeões olímpicos juntos na Rio-2016 e hoje em dia seguem com uma ligação, já que Lipe é presidente do time de Ribeirão Preto.

    Com a palavra:

    Lucarelli, ponta do EMS Taubaté Funvic:   “O primeiro e terceiro sets nós tornamos fáceis porque conseguimos impor uma pressão muito forte desde o início. Foi o que não aconteceu no segundo set, nós vacilamos em algumas rotações e eles conseguiram abrir vantagem. No segundo set, nosso mérito foi em ter a tranquilidade de ir buscar a diferença, tirando ponto a ponto, e conseguir vencer. O saque hoje foi uma arma importante, nosso time tem essa característica bem agressiva, e temos é que alinhar essa agressividade com minimizar os erros, temos trabalhado bastante isso nos treinamentos. Acho que temos que continuar nessa pegada de treinar bastante saque, pois temos condições de manter esse estilo de jogo agressivo”, comentou o ponteiro.

    Serginho, líbero do Pacaembu/Ribeirão Preto:   “Fico feliz pela oportunidade que o Lipe me deu de estar junto com essa molecada, estou muito feliz em Ribeirão, onde temos um projeto de altíssimo nível. Lá temos o voleibol em alto nível e, além disso, uma grande causa social, que ajuda muitas pessoas”, destacou Serginho.

  • Superliga B feminina 2020: Visitantes levam a melhor na noite desta sexta-feira (31)

    Créditos: Letícia Sechini/Chapecó

    Redação

    A segunda rodada da Superliga B feminina 2020 teve início na noite desta sexta-feira (31/01) com duas partidas. E nos dois confrontos realizados os times visitantes levaram a melhor. Brasília Vôlei e Bradesco Esportes mantiveram a invencibilidade e assumem as primeiras posições na tabela de classificação, com a equipe candanga na liderança.

    O Brasília Vôlei viajou até Chapecó (SC) e passou pelo ACV/PMC/Chape/Uno por 3 sets a 0, com parciais de (25/14, 25/22 e 25/15), no Ivo da Silveira. O resultado deixa o time da Capital Federal em primeiro lugar na classificação, com seis pontos e duas vitórias. O destaque da partida ficou por conta da levantadora Letícia, do Brasília, que foi eleita a melhor em quadra e garantiu o Troféu VivaVôlei.

    No outro duelo da noite aconteceu a vitória do Bradesco Esporte por 3 sets a 2 sobre o São José dos Pinhais, com parciais de, (25/16, 18/25, 22/25, 25/16 e 15/7), no ginásio Ney Braga, em São José dos Pinhais (PR).

    Esta foi a segunda vitória seguida do time paulista, que agora soma cinco pontos e está em segundo na tabela. A ponteira Ana Clara ficou com o Troféu VivaVôlei.

  • Superliga B feminina 2020: Segunda rodada continua neste sábado (01), com mais dois jogos

    Créditos: Divulgação Sport Recife

    Redação

    A disputa da fase classificatória da Superliga B feminina 2020 terá dois jogos da segunda rodada realizados no início da noite deste sábado (01/02). Em ambas partidas os times anfitriões buscam a recuperação após a estreia com revés. No Recife (PE) o Sport Recife recebe o Bluvôlei/Furb/SME, às 18h, no Milton Bivar.

    A disputa coloca frente a frente dois clubes que querem conquistar a primeira vitória na competição e estão na parte debaixo na tabela.

    O outro jogo deste sábado será em Franca (SP), onde o time da casa, o Feac/AFV Franca recebe o Itajaí Vôlei. O duelo será às 19h30, no Champagnat.

  • Superliga B masculina 2020: Anápolis recebe o Uberlândia/Start Química/Gabarito neste sábado (01)

    Créditos: Fernando Farias

    Redação

    Na sequência da nona temporada da Superliga B masculina, a segunda rodada da fase classificatória acontece neste sábado (01/02) com quatro jogos movimentando os oito clubes participantes da competição. Em destaque está a partida entre dois times que estrearam com vitória. O Anápolis Vôlei recebe o Uberlândia/Start Química/Gabarito, às 17h, no Newton de Farias, em Anápolis (GO). O jogo contará com transmissão do Canal Vôlei Brasil.

    Outros jogos

    A rodada deste sábado terá ainda mais três duelos. Em Brasília (DF), o Brasília Vôlei/Upis enfrenta o São José Vôlei, às 17h, no Sesi Taguatinga. O Vedaci Vôlei Guarulhos busca a segunda vitória na competição e jogará contra o Lavras Vôlei, às 18h, no Sesc Guarulhos, em Guarulhos (SP). O APAV Vôlei recebe o JF Vôlei, no Poliesportivo La Salle, em Canoas (RS), às 19h.