• Superliga Cimed masculina 2018/2019: Vôlei Renata começa caminhada nos playoffs no próximo sábado (23)

    Créditos: Divulgação Vôlei Renata

    Redação

    A Superliga Cimed segue para o Vôlei Renata. O time campineiro vai encarar o EMS Taubaté Funvic nas quartas-de-final do torneio. A Confederação Brasileira de Vôlei (CBV) confirmou as datas dos duelos da série melhor de três. Os comandados do técnico Horácio Dileo iniciam a disputa pela vaga na semifinal no próximo sábado (23/03), às 11h30, fora de casa. 

    O time campineiro terá a oportunidade de jogar dentro de casa uma vez nas quartas-de-final. O duelo disputado no Ginásio do Taquaral será segundo jogo do confronto e está marcado para o próximo dia 27 (quarta-feira), às 19h15, no Ginásio do Taquaral. Se necessário, a terceira partida será no dia 29 (sexta-feira), novamente em Taubaté.

    Os dois times são velhos conhecidos da temporada, pois se enfrentaram seis vezes por três competições diferentes (Paulista, Copa Brasil e Superliga Cimed). Em duas das três vezes que recebeu Taubaté no Ginásio do Taquaral, o Vôlei Renata saiu vencedor, uma deles na primeira fase da Superliga Cimed. 

    O Vôlei Renata terminou a primeira fase da Superliga Cimed em sexto lugar, com 37 pontos, e entra embalado pela boa sequência final. Os comandados do técnico Horácio Dileo encerraram a fase com quatro vitórias nos últimos cinco jogos.

  • Superliga B feminina 2019: Começaram as quartas de final da competição

    Créditos: Divulgação/Flamengo

    Redação

    Vôlei Valinhos (SP), Flamengo (RJ), Maringá/Amavôlei (PR) e ADC Bradesco (SP) estão a uma vitória das semifinais da Superliga B feminina. Neste sábado (16/03), as quatro equipes largaram na frente no playoff melhor de três das quartas de final da competição.

    O Vôlei Valinhos (SP) superou o Marcelino Champagnat/FEL/Londrina (PR) por 3 sets a 0 (27/25, 25/17 e 25/18), no ginásio Darcy Cortez, em Londrina (PR).

    O Flamengo levou a melhor em um equilibrado confronto contra o Feac/AFV Franca (SP) por 3 sets a 2 (27/25, 24/26, 22/25, 25/14 e 15/12), no ginásio Champagnat, em Franca (SP). 

    O Maringá/Amavôlei (PR) foi até Marau (RS) e superou o Cefa (RS) por 3 sets a 1 (18/25, 25/18, 25/23 e 25/19), no ginásio Jatyr Francisco Foresti. Já o ADC Bradesco (SP) passou pelo São José dos Pinhais (PR) por 3 sets a 1 (23/25, 25/20, 25/17 e 25/22), no Bradesco Esportes, em Osasco (SP).

    A segunda rodada das quartas de final será realizada na próxima quinta-feira (21/03).

  • Superliga B masculina 2019: Começaram as quartas de final da competição

    Créditos: Divulgação Botafogo

    Redação

    O sábado (16/03) foi de muita emoção na Superliga B masculina. Botafogo (RJ), Apan Blumenau (SC), Anápolis Vôlei (GO) e Lavras Vôlei (MG) começaram com vitória.

    O Botafogo (RJ) superou o Apav Vôlei (RS) fora de casa por 3 sets a 0 (25/18, 25/18 e 25/10), no Poliesportivo La Salle, em Canoas (RS). 

    O Apan Blumenau (SC) conseguiu uma vitória de virada sobre o Upis (DF) por 3 sets a 2 (21/25, 20/25, 25/22, 25/22 e 15/6), no ginásio da AABB, em Brasília (DF).

    O Anápolis Vôlei (GO) foi até São José dos Campos (SP) e superou o São José Vôlei (SP) por 3 sets a 1 (20/25, 25/22, 25/18 e 25/19), no ginásio do Sesi, enquanto no duelo mineiro, o Lavras Vôlei (MG) passou pelo JF Vôlei (MG) por 3 sets a 1(25/19, 25/21, 14/25 e 25/22).

    A segunda rodada do playoff das quartas de final será disputada na próxima quinta-feira (21/03).

  • Superliga Cimed masculina 2018/2019: CBV divulga tabela das quartas de final

    Créditos: Divulgação/Sesi-SP

    Redação

    A Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) divulgou neste sábado (16/03), logo após o fim da fase classificatória, a tabela das quartas de final da Superliga Cimed masculina de vôlei 2018/2019. A primeira rodada será disputada no próximo sábado (23/03), com três partidas, e no domingo (24/03), com o último jogo.

    A segunda rodada da próxima fase será nos dias 27 e 28 deste mês, enquanto a terceira rodada, se necessário, será disputada nos dias 29 e 30.

    Os confrontos serão entre o primeiro colocado, Sesi-SP, contra o oitavo, Vôlei UM Itapetininga (SP); segundo, Sada Cruzeiro (MG), contra o sétimo, Copel Telecom Maringá Vôlei (PR), o terceiro, EMS Taubaté Funvic (SP) enfrentará o Vôlei Renata (SP), que terminou a fase classificatória em sexto, e entre Sesc RJ, quarto, contra o Fiat/Minas (MG), que ficou em quinto.

  • Sul-Americano de vôlei de praia: Ana Patrícia/Rebecca leva o ouro, e Adrielson/Renato fica com bronze

    Créditos: Divulgação/Odesur

    Redação

    As duplas brasileiras do vôlei de praia conquistaram na tarde deste sábado (16/03) medalhas de ouro, com Ana Patrícia/Rebecca (MG/CE), e bronze, com Adrielson/Renato (PR/PB) pela quarta edição dos Jogos Sul-Americanos de Praia. O triunfo ajuda o país a subir no quadro de medalhas do torneio realizado em Rosário (Argentina). 

    A campanha de Ana Patrícia e Rebecca foi perfeita, com seis vitórias em seis jogos e nenhum set perdido. Na decisão, calaram a arena ao superar as argentinas Ana Gallay e Pereyra por 2 sets a 0 (21/18 e 21/19). Horas antes, pela semifinal, haviam vencido as também argentinas Zonta e Churín por 2 a 0 (21/14 e 21/9).

    Rebecca conquista pela segunda vez a medalha de ouro, já que havia sido campeã também em 2011, quando atuou ao lado da alagoana Neide.

    No naipe masculino, os jovens Adrielson, de 21 anos, e Renato, de 19 anos, superaram os chilenos Lammel e Zavala por 2 sets a 0 (21/14 e 21/19) para assegurar a medalha de bronze. Antes, pelas semifinais, eles estiveram muito perto de superar os experientes argentinos Azaad e Capogrosso, mas acabaram perdendo por 2 sets a 1 (17/21, 23/21 e 15/7). 

    Os jovens, que são Campeões Mundiais Sub-21 de 2017, ganharam ‘rodagem’ internacional e por pouco não conseguiram subir ainda mais no pódio.

    Além do ouro com Neide/Rebecca (AL/CE) na edição de 2011, no Equador, o Brasil também foi campeão no naipe masculino, com Moisés e Vitor Felipe (BA/PB). Em 2009, o país levou o ouro com Lili/Elize Maia (ES), e prata com Álvaro/Vitor Felipe (PB). Em 2014, na Venezuela, o Brasil não participou com times no vôlei de praia.

  • CBS Sub 19 masculino divisão especial: São Paulo vence e fica com o título

    Créditos: Divulgação/CBV

    Redação

    O título de campeão do Campeonato Brasileiro de Seleções (CBS) Sub-19 masculino da Divisão Especial ficou com São Paulo. A competição, que teve início na última terça-feira (12/03), no Centro de Desenvolvimento de Voleibol (CDV), em Saquarema (RJ), tinha, até a rodada de sexta (15/03), o Paraná na liderança, sendo o único invicto, mas, neste sábado (16/03), a equipe que representa São Paulo venceu e assegurou o título.

    O primeiro jogo deu a Santa Catarina a vitória sobre o Rio Grande do Norte por 3 sets a 1, com parciais de (25/15, 17/25, 25/12 e 25/18). Na sequência da competição, Distrito Federal levou a melhor sobre Paraíba também por 3 a 1,  (25/18, 20/25, 25/22 e 25/13).

    Na derrota do Paraná para o Rio de Janeiro por 3 sets a 0, São Paulo se beneficiou e, após vencer Minas Gerais, também por 3 a 0, se sagrou campeão. A seleção carioca venceu a paranaense com parciais de (25/21, 25/23 e 25/16), enquanto São Paulo bateu os mineiros por (26/24, 25/18 e 25/13).

    Para chegar ao título, a seleção paulista teve uma campanha de seis vitórias e uma derrota. Na primeira rodada, a equipe venceu Santa Catarina, na segunda, bateu Rio Grande do Norte, depois levou a melhor sobre o Rio de Janeiro, venceu Distrito Federal, levou a melhor sobre a Paraíba, perdeu justamente para o Paraná, em uma partida equilibrada, decidida apenas no tie break, e, na rodada final, derrotou Minas Gerais.

    CLASSIFICAÇÃO FINAL

    1º – São Paulo

    2º – Paraná

    3º – Minas Gerais

    4º – Rio de Janeiro

    5º – Santa Catarina

    6º – Rio Grande do Norte

    7º – Distrito Federal

    8º – Paraíba

  • CBS Sub 19 masculino: Ceará é campeão

    Créditos: Divulgação/CBV

    Redação

    Ceará é o grande campeão do Campeonato Brasileiro de Seleções (CBS) sub-19 masculino da Primeira Divisão. A competição, que foi finalizada neste sábado (16/03), teve início na última terça-feira (12/03), e todos os jogos foram realizados no Centro de Desenvolvimento de Voleibol (CDV), em Saquarema (RJ). A seleção cearense terminou com a campanha de cinco vitórias e uma derrota, somando 15 pontos.

    Na manhã deste sábado, a equipe representante do Amazonas levou a melhor sobre a Bahia por 3 sets a 1, de virada, com parciais de (21/25, 25/18, 25/23 e 25/17). Pernambuco também conseguiu um resultado positivo ao vencer Mato Grosso do Sul por 3 sets a 0 (25/18, 25/20 e 26/24). E, sacramentando a conquista do título, Ceará superou Goiás por 3 a 1,  (25/20, 22/25, 25/12 e 25/20).

    Para chegar ao título, o Ceará venceu Pernambuco na primeira rodada, Mato Grosso do Sul na segunda, Mato Grosso na quarta, Bahia na quinta, foi superado por Amazonas na sexta rodada, e finalizou a campanha neste sábado ao derrotar Goiás.

    A classificação final do CBS sub-19 masculino da Primeira Divisão ficou com Ceará na primeira posição, com 15 pontos, Pernambuco em segundo, com 12, Mato Grosso foi o terceiro ao somar 11 pontos, Amazonas em quarto (10), Mato Grosso do Sul (oito), Bahia (cinco), e a seleção de Goiás terminou na sétima colocação, com dois pontos.

  • Superliga Cimed feminina 2018/2019: CBV divulga tabela das quartas de final

    Itambé/Minas terminou a primeira fase na liderança (Créditos: Orlando Bento/MTC)

    Redação

    Agora, é para valer! A fase eliminatória da Superliga Cimed Feminina começa nesta segunda-feira (18/03). Em uma série melhor de três jogos, a Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) divulgou, na madrugada deste sábado (16/03), a tabela das quartas de final, onde estarão os oito mais bem classificados da primeira etapa da competição.

    Nesta segunda, o Curitiba Vôlei (PR), oitavo colocado, jogará com o Itambé/Minas (MG), primeiro, às 19h, no ginásio da Univ. Positivo, em Curitiba (PR). Na sequência, às 21h30, o Dentil/Praia Clube (MG), segundo e atual campeão, mediará forças com o Fluminense (RJ), sétimo, no ginásio do Praia, em Uberlândia (MG). As duas partidas terão transmissão ao vivo do SporTV 2.

    A disputa das quartas de final seguirá na terça-feira (19/03) com mais dois duelos. O Hinode Barueri (SP), quarto, terá pela frente o Osasco-Audax (SP), quinto, às 19h, no José Correa, em Barueri (SP). Logo depois, às 21h30, o Sesi Vôlei Bauru (SP), sexto, enfrentará o Sesc RJ, terceiro, no ginásio Panela de Pressão, em Bauru (SP). Os dois confrontos também serão transmitidos ao vivo pelo SporTV 2. 

    A segunda rodada será disputada nos dias 21 e 22 de março e a terceira, para os confrontos necessários, em caso de empate nos dois primeiros duelos, terá jogos nos dias 25 e 26 de março.          

  • Sul-Americano masculino de clubes: Atletas do Sada Cruzeiro dominam seleção do campeonato

    Créditos: Agência i7/Sada Cruzeiro

    Redação

    O sexto título Sul-Americano conquistado pelo Sada Cruzeiro na noite deste sábado, 02/03, terminou com uma comemoração especial, além de volta olímpica ao lado da torcida que compareceu à Arena Minas. Além da vitória sobre o argentino UPCN por 3 a 1 e o hexacampeonato levantado, os cruzeirenses também dominaram a seleção do campeonato, que contou com três representantes da Raposa.

    Rodriguinho foi eleito o melhor ponteiro, Isac o destaque entre os centrais e o ponteiro americano Taylor Sander foi considerado o MVP, o melhor atleta da competição.

    Confira abaixo a  Seleção do Sul-Americano 2019

    Ponteiro: Rodriguinho (Sada Cruzeiro)

    Ponteiro: Melgarejo (Obras de San Juan)

    Central: Flávio (Fiat Minas)

    Central: Isac (Sada Cruzeiro)

    Líbero: Salvo (UPCN)

    Levantador: Cavanna (UPCN)

    Oposto: Herrera (Obras de San Juan)

    MVP – Melhor jogador: Taylor Sander (Sada Cruzeiro)

  • Vôlei de praia: Brasil leva medalha de ouro e prata na etapa de Lima, no Peru

    Créditos: Divulgação/CBV

    Redação

    O Brasil conquistou neste domingo (03/03) medalhas de ouro e prata na etapa de Lima (Peru) do Circuito Sul-Americano de vôlei de praia 2019. Josi e Neide (SC/AL) levaram o título da terceira parada, enquanto Eduardo Davi e Adrielson (PR) ficaram com a prata na arena montada na praia Água Doce, na capital do país. O próximo desafio pelo torneio intercontinental ocorre em Brasília (DF), de 5 a 7 de abril.

    A medalha de ouro de Josi e Neide veio ao superarem na decisão as argentinas Ana Gallay e Fernanda Pereyra por 2 sets a 0 (21/19, 21/15). Antes, também neste domingo, as brasileiras haviam superado na semifinal as venezuelanas Agudo e Gabi por 2 sets a 0 (21/14, 21/11).

    A vitória deixa o Brasil na liderança absoluta do ranking geral, com 600 pontos, tendo vencido as três etapas disputadas até aqui. A Argentina está na segunda posição, com 500 pontos.  Josi e Neide venceram os seis jogos que disputaram e não perderam nenhum set.

    No naipe masculino, Eduardo Davi e Adrielson foram superados em uma final muito equilibrada pelos uruguaios Vieyto e Cairus por 2 sets a 1 (18/21, 21/18, 13/15). Antes, pelas semifinais, os brasileiros haviam superado os chilenos Marco e Esteban Grimalt por 2 sets a 1 (19/21, 21/16, 13/15). Eduardo comentou a campanha em Lima.

    O resultado deixa o Brasil em terceiro na classificação geral, com 500 pontos, enquanto o Chile lidera com 540 e a Argentina aparece na segunda posição, com 520. As outras duas duplas que representaram o país na etapa de Lima ficaram em quinto lugar (Juliana e Andressa) e nono lugar (Averaldo/Bruno de Paula).