• Circuito Mundial Vôlei de Praia – Feminino

    Fonte: CBV

    Desde o retorno da capixaba Larissa às areias, um confronto era bastante aguardado pelos amantes do vôlei de praia. E ele acontecerá neste domingo (23.08), quando as brasileiras Larissa e Talita (PA/AL) enfrentam a tricampeã olímpica Kerri Walsh e sua parceira April Ross na decisão do Grand Slam de Long Beach, nos Estados Unidos. A partida ocorre às 15h30 (de Brasília), com transmissão ao vivo do SporTV 3.

    Para alcançar a decisão, Larissa e Talita (PA/AL) conquistaram duas vitórias neste sábado (22.08), pelas quartas de final e semifinal. Na primeira partida do dia, superaram com tranquilidade as espanholas Elsa Baquerizo e Liliana Fernandez por 2 sets a 0 (21/15, 21/14), em35 minutos, e na sequência as australianas Louise Bawden e Taliqua Clancy por 2 sets a 0 (21/17, 21/18), em 42 minutos de partida.

    É a primeira final de Walsh e Ross na temporada, já que a tricampeã olímpica e mãe de três filhos sofreu com duas lesões no ombro neste ano. Já Larissa e Talita chegam pela quarta vez em uma final no Circuito Mundial 2015, tendo vencido as outras três, no Grand Slam de Moscou, Major Series de Porec e Major Series de Gstaad. Os dois times chegam com campanhas perfeitas à decisão, com seis vitórias e nenhuma derrota.

    O último encontro entre Larissa e Walsh ocorreu no Grand Slam de Moscou, em 2012, quando a brasileira atuava ao lado de Juliana, enquanto a norte-americana, que venceu aquele duelo pela semifinal, por 2 sets a 0, ainda jogava com Misty May-Treanor.

    O Jogo
    O último passo antes da final contra Walsh e Ross foi dado diante das australianas Louise Bawden e Taliqua Clancy. A parceria abriu 3/1 após ace de Larissa, e com Talita aparecendo bem no bloqueio. A vantagem foi ampliada para 7/3 após grande recuperação do time brasileiro e a capixaba aplicando uma largada rente à rede.

    O lance deu moral para o Brasil, que seguiu em vantagem no marcador. As atletas australianas buscavam na envergadura de Clancy e em bolas de segunda suas principais armas para encostarem no placar. E conseguiram diminuir a distância para um único ponto, com 13/12.

    Experientes, Larissa e Talita não se intimidaram e na categoria da sul-mato-grossense abriram 20/15 para fechar a parcial em 21/17, após erro não forçado australiano.

    O primeiro ponto do segundo set foi verde-amarelo, após grande rally fechado por Larissa. Só que, diferentemente da primeira etapa, as australianas não deixaram as brasileiras abrirem vantagem e empataram em 6/6. Apesar da pressão, em nenhum momento as adversárias conseguiram passar a frente do placar.

    Na casa dos 11 pontos, Larissa e Talita conseguiram quebrar o serviço australiano e se mantiveram em vantagem até o momento de definição. Um bloqueio de Talita abriu o caminho para a vitória, com 20/17. O ponto do jogo foi anotado por Larissa, com 21/18 em largada de personalidade de Larissa.

    Os times vencedores da etapa de Long Beach nos dois gêneros somam 800 pontos no ranking do Circuito Mundial e garantem um prêmio de 57 mil dólares. Ao todo, 400 mil dólares são distribuídos aos atletas em cada um dois gêneros. Após a etapa, o tour segue para o Grand Slam da Polônia, de 25 a 30 de agosto.

    Long Beach receberá uma etapa do tour mundial pelo terceiro ano consecutivo, todos disputados na Praia de Alamitos. Outras nove cidades já sediaram eventos nos Estados Unidos. O município fica no condado de Los Angeles, no sul da Califórnia, na costa do Pacífico. A população de Long Beach é de cerca de 475 mil pessoas.

  • Circuito Mundial Vôlei de Praia – Masculino

    Fonte: CBV

    Alison e Bruno Schmidt (ES/DF) continuam vivendo uma grande temporada em 2015. A dupla brasileira superou os holandeses Alexander Brouwer/Robert Meeuwsen por 2 sets a 0 neste sábado (22.08), na semifinal do Grand Slam de Long Beach, e avançou à quinta final nos últimos cinco torneios disputados. Na disputa do ouro no torneio norte-americano, neste domingo (23.08), eles encaram os vencedores do duelo entre os espanhóis Pablo Herrera e Adrián Gavira e Nick Lucena e Phil Dalhauser.

    A decisão do Grand Slam de Long Beach ocorre às 19h (de Brasília), com transmissão do SporTV2. Alison e Bruno Schmidt chegam à partida final embalados pela conquista do ouro no Campeonato Mundial, na Holanda, e nas etapas da Suíça e Japão do Circuito Mundial, todos em sequência. Além disso, ficaram com a prata na abertura do Circuito Brasileiro, em Brasília (DF), no último domingo. A parceria também venceu em 2015 o SuperPraia.

    No caminho até a decisão, os campeões mundiais venceram Alexander Brouwer e Robert Meeuwsen por 2 sets a 0 (21/18 e 21/17), em 39 minutos. A partida marcou o encontro de times que recentemente conheceram a sabor de serem campeões mundiais. Brouwer/Meeuwsen venceu a edição de 2013 na Polônia, enquanto Alison/Bruno Schmidt conquistou o torneio na Holanda, em julho.

    A semifinal começou equilibrada, com ambos os times confirmando seus serviços. Na casa dos cinco pontos, os brasileiros conseguiram uma quebra de vantagem e abriram 6/4. O time da Holanda, entretanto, igualou o marcador em 6/6. As duplas seguiram alternando bolas até 10/10, quando Bruno Schmidt, plenamente recuperado das fortes cãibras que sofreu no dia anterior, levou o Brasil em vantagem para a pausa técnica após belo ace. A partir daí, o bloqueio de Alison encaixou, parando Meeuwsen duas vezes na rede. Também no bloqueio, o capixaba fechou a primeira etapa em 21/18.

    Os holandeses voltaram melhor para o segundo set e abriram a maior diferença no jogo até então, com 10/5. Alison e Bruno Schmidt buscaram a reação e diminuíram o prejuízo para apenas um ponto, em novo bloqueio de Alison (14/13). Na sequência, após belo rally os campeões mundiais igualaram o placar 15/15. Anunciado com “o mágico” pelo sistema de som, Bruno Schmidt fez jus ao apelido na reta final. O brasiliense marcou em ataques, recepcionou bolas difíceis e levantou na medida para Alison fechar o set em 21/17 e o jogo em 2 sets a 0.

    Os times vencedores da etapa de Long Beach nos dois gêneros somam 800 pontos no ranking do Circuito Mundial e garantem um prêmio de 57 mil dólares. Ao todo, 400 mil dólares são distribuídos aos atletas em cada um dois gêneros. Após a etapa, o tour segue para o Grand Slam da Polônia, de 25 a 30 de agosto.

    Long Beach receberá uma etapa do tour mundial pelo terceiro ano consecutivo, todos disputados na Praia de Alamitos. Outras nove cidades já sediaram eventos nos Estados Unidos. O município fica no condado de Los Angeles, no sul da Califórnia, na costa do Pacífico. A população de Long Beach é de cerca de 475 mil pessoas.

  • Seleção Brasileira Infanto-Juvenil Masculina perde para a Argentina

    Fonte: CBV

    Após cinco vitórias seguidas a seleção brasileira infanto-juvenil (Sub-19) perdeu a invencibilidade e, com isso, a chance de seguir na disputa pelo título do Campeonato Mundial da categoria, que acontece na Argentina. O time verde e amarelo, comandado por Percy Oncken, foi superado justamente pelo selecionado da casa, que contou com a torcida de 3,9 mil pessoas no ginásio da cidade de Resistência.

    Os argentinos levaram a melhor por 3 sets a 1 (26/24, 21/25, 25/22 e 25/20), em 2h08 de partida. O Brasil esteve a frente no placar diversas vezes, mas o excesso de erros prejudicou o desempenho do time, ao todo, foram 38 pontos cedidos aos adversários. O ponto forte da seleção brasileira foi o serviço, que conquistou seis pontos, contra apenas um dos anfitriões. O oposto brasileiro Daniel Pinho teve destaque em quadra e marcou 19 vezes, tornando-se o maior pontuador do duelo.

    Na sequência do campeonato a Argentina enfrenta a Rússia em uma das semifinais, enquanto Irã e Polônia disputarão a outra vaga na decisão. Os brasileiros voltam à quadra para a disputa do 5º ao 8º lugar, neste sábado (22.08), contra os EUA, às 19h, no horário de Brasília.

    O Brasil tem sete medalhas em mundiais infanto-juvenis masculinos: seis de ouro (1989, 1991, 1993, 1995, 2001 e 2003) e uma prata (2005). Na última edição, em 2013, os brasileiros terminaram na quinta colocação.

  • Circuito Mundial: Larissa e Talita avançam para as quartas

    Fonte: CBV

    O Brasil segue em busca do título do Grand Slam de Long Beach, nos Estados Unidos. As atuais campeãs brasileiras Larissa e Talita (PA/AL) venceram seu jogo pelas oitavas de final nesta sexta-feira (21.08) e encaram as espanholas Elsa Baquerizo e Liliana Fernandez na próxima fase do torneio, neste sábado (22.08). A semifinal também ocorre no mesmo dia, a partir das 20h, com transmissão ao vivo do canal SporTV 3.

    Larissa e Talita nunca perderam para o time espanhol em três confrontos realizados desde 2014, em etapas do Circuito Mundial. Curiosamente, as outras três vitórias foram na mesma fase do encontro deste sábado, pelas quartas de final. As brasileiras chegam invictas, com quatro vitórias, enquanto Baquerizo e Fernandez venceram quatro jogos, mas perderam um.

    “Os adversários sempre vão estar prontos, então também temos que estar. E se mantivermos o foco e a concentração, deixamos os jogos um pouco mais fáceis. E hoje foi o dia da Talita, ela bloqueou demais. Jogamos muito bem, conseguimos fechar em praticamente todas as bolas e isso tornou o jogo mais tranquilo”, analisou Larissa.

    Para chegar às quartas de final, Larissa e Talita superaram as norte-americanas Jennifer Fopma e Brittany Hochevar. A dupla dos Estados Unidos se juntou recentemente – já havia jogado juntas no tour mundial em 2011 – e disputavam juntas a primeira etapa em 2015. As brasileiras, porém, não sentiram a pressão da torcida local e não deram chances e venceram em dois sets diretos, com parciais de 21/16 e 21/11, em 35 minutos de duração.

    Os outros times do Brasil acabaram eliminados nesta sexta-feira (21.08). Ágatha/Bárbara (PR/RJ) e Juliana/Maria Elisa (CE/PE) foram superadas nas oitavas de final. Elas caíram respectivamente para Miller Pata e Linline Matauatu, de Vanuatu, por 2 sets a 1 (21/12, 19/21 e 15/13), em 49 minutos, e pelas alemãs Laura Ludwig/Kira Walkenhorst, por 2 sets a 0 (21/19 e 21/18), em 37 minutos.

    Já Maria Clara e Carol (RJ) caíram na repescagem com derrota para Julia Sude e Chantal Laboureur, da Alemanha, por 2 sets a 1 (17/21, 21/19 e 15/10), em 55 minutos de jogo. Lili e Carol Horta (ES/CE) deram adeus na fase de grupos.

    Os times vencedores da etapa de Long Beach nos dois gêneros somam 800 pontos no ranking do Circuito Mundial e garantem um prêmio de 57 mil dólares. Ao todo, 400 mil dólares são distribuídos aos atletas em cada um dois gêneros. Após a etapa, o tour segue para o Grand Slam da Polônia, de 25 a 30 de agosto.

    Long Beach receberá uma etapa do tour mundial pelo terceiro ano consecutivo, todos disputados na Praia de Alamitos. Outras nove cidades já sediaram eventos nos Estados Unidos. O município fica no condado de Los Angeles, no sul da Califórnia, na costa do Pacífico. A população de Long Beach é de cerca de 475 mil pessoas.

  • Circuito Mundial: Alison e Bruno Schmidt avançam

    Fonte: CBV

    Os campeões mundiais Alison e Bruno Schmidt (ES/DF) seguem em busca do ouro no Grand Slam de Long Beach, nos Estados Unidos. A dupla enfrentou e venceu três jogos nesta sexta-feira (21.08), pela repescagem, oitavas e quartas de final. No caminho, a parceria comandada pelo técnico Leandro Brachola eliminou outros dois times do Brasil – Guto/Saymon (RJ/MS) e Ricardo/Emanuel (BA/PR), e agora encara os holandeses Brouwer/Meeuwsen por um lugar na decisão.

    A partida será um confronto entre campeões mundiais. Alison e Bruno Schmidt (ES/DF) venceram o torneio justamente na Holanda, enquanto os adversários ficaram com o ouro na edição e 2013, na Polônia. Será o quinto encontro entre os dois times, com três vitórias para a dupla brasileira e uma do time holandês. A semifinal ocorre às 16h (de Brasília), com transmissão ao vivo da Band.

    Além dos times brasileiros eliminados por Alison/Bruno, Pedro Solberg e Evandro (RJ) também deram adeus ao torneio. Eles foram superados de virada, por 2 sets a 1 (19/21, 21/19 e 15/13), para os alemães Markus Bockermann /Lars Fluggen, em 56 minutos. Na fase seguinte, os algozes dos cariocas seriam eliminados justamente por Alison e Bruno.

    Abrindo o dia pela repescagem, Guto/Saymon (RJ/MS) e Alison e Bruno Schmidt (ES/DF) reeditaram a decisão da etapa de Brasília do Circuito Brasileiro de Vôlei de Praia Open – que abriu a temporada 2015/16 da competição. Mas, diferentemente do último encontro entre as parcerias, quem deu as cartas desta vez foram os campeões mundiais. Com a iniciativa do jogo, Alison e Bruno Schmidt abriram vantagem desde os primeiros minutos, fechando o set em 21/16 após bloqueio do “Mamute”.

    A desvantagem no placar não desestabilizou o acelerado jogo de Guto e Saymon, que buscaram o marcador em 21/18, após grande cortada de Guto. Só que a reação dos representantes da nova geração seria freada no tie-break. Alison e Bruno Schmidt abriram 11/3, viram Guto e Saymon, em uma reação impressionante, empatar em 14/14, mas fecharam o set em 16/14.

    Nas oitavas de final, mais um confronto contra brasileiros para os campeões mundiais. Sabendo do alto nível técnico do outro lado da quadra, tanto Alison/Bruno Schmidt, quanto Ricardo/Emanuel entraram com respeito absoluto. Isso se traduziu em igualdade no placar. No fim da primeira etapa, o capixaba e o brasiliense abriram vantagem e fecharam a parcial em 21/16, com um belo ace de Bruno Schmidt.

    O segundo set manteve o mesmo equilíbrio entre os times, com ataques e defesas que tiraram o fôlego dos presentes na quadra 1. Em um erro adversário, Ricardo e Emanuel devolveram a quebra em 21/16 e levaram o jogo para o terceiro set. As parcerias alternaram pontos até o momento de definição, quando brilhou a estrela de Bruno Schmidt. Eleito o melhor ataque do último mundial, o atleta virou duas bolas consecutivas e abriu o caminho para Alison fechar o jogo em 15/12.

    De olho em uma vaga nas semifinais, mesmo depois de dois jogos longos, o capixaba e o brasiliense imprimiram ritmo intenso diante dos alemães Böckermann e Flüggen, abrindo 10/6. O cansaço natural após duas batalhas nas rodadas anteriores entrou em cena na metade do set, mas a parceria se manteve firme e fechou em 21/17.

    Na raça, Alison e Bruno Schmidt mantiveram o controle do jogo, mesmo quando Bruno Schmidt não suportou as cãibras e foi ao chão. Alison levantou o companheiro, chamou a responsabilidade e fechou o set em 21/13, e o jogo em 2 sets a 0.

    Os times vencedores da etapa de Long Beach nos dois gêneros somam 800 pontos no ranking do Circuito Mundial e garantem um prêmio de 57 mil dólares. Ao todo, 400 mil dólares são distribuídos aos atletas em cada um dois gêneros. Após a etapa dos EUA, o tour segue para o Grand Slam da Polônia, de 25 a 30 de agosto.

    Long Beach receberá uma etapa do tour mundial pelo terceiro ano consecutivo, todos disputados na Praia de Alamitos. Outras nove cidades já sediaram eventos nos Estados Unidos. O município fica no condado de Los Angeles, no sul da Califórnia, na costa do Pacífico. A população de Long Beach é de cerca de 475 mil pessoas.

  • Copa Rio Internacional de Voleibol Feminino

    foto: Alexandre Arruda/CBV
    foto: Alexandre Arruda/CBV       

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

    Fonte: CBV

    A Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) informa que a venda de ingressos para os jogos da Copa Rio Internacional de Voleibol Feminino, a ser realizada no Rio de Janeiro (RJ), entre os dias 28 e 30 de agosto, terá início neste sábado (22.08), às 10h, através do site www.tudus.com.br. As entradas também estarão serão vendidas em pontos de venda e na bilheteria do ginásio do Maracanãzinho a partir das 10h da próxima segunda-feira (24.08).

    A seleção feminina enfrentará, respectivamente, Alemanha, Bulgária e Holanda, de 28 a 30 de agosto, no ginásio do Maracanãzinho que tem capacidade para 11.346 pessoas. Os ingressos custarão R$ 60 (inteira) e R$ 30 (meia) para arquibancada e R$ 80(inteira) e R$ 40 (meia) para pista. Cada torcedor poderá comprar até quatro ingressos.

    Os seguintes jogos ocorrerão no Ginásio do Maracanãzinho:

    Data: 28/08/2015
    Horário de abertura dos portões: 28/08/2015 às 14h
    Horário início da partida: 28/08/2015 – Bulgária x Holanda às 16h
    28/08/2015 – Brasil x Alemanha às 18h30

    Data: 29/08/2015
    Horário de abertura dos portões: 29/08/2015 às 13h45
    Horário início da partida: 29/08/2015 – Brasil x Bulgária às 15h45
    29/08/2015 – Holanda x Alemanha 18h

    Data: 30/08/2015
    Horário de abertura dos portões: 30/08/2015 às 7h
    Horário início da partida: 30/08/2015 – Bulgária x Alemanha às 9h
    30/08/2015 – Brasil x Holanda às 11h30

    Confira abaixo as informações de venda:

    Classificação etária: LIVRE
    *** Menores de 12 anos somente acompanhados dos pais ou responsável legal.
    *** Cada torcedor poderá comprar até quatro ingressos.
    *** Será indispensável a apresentação do ingresso de todos os torcedores para acessar o ginásio.
    *** Idosos entre 60 e 64 anos de idade, conforme Lei Federal número 10.741/03 ( Estatuto do Idoso), jovens de até 21 anos – Lei Estadual nº 3.364/00, Estudantes – Lei Estadual nº 2.519/96, jovens de até 29 (vinte e nove) anos pertencentes à famílias de baixa renda – Lei Federal n° 12.852/13 (Estatuto da Juventude), professores da rede pública municipal de ensino – Lei Municipal nº 3.424 terão direito à meia-entrada para os jogos da Copa Rio Internacional de Voleibol Feminino – Rio de Janeiro – RJ, que serão realizados nos dias 28, 29 e 30 de Agosto de 2015 no Ginásio Maracanãzinho. Será necessária, no ato da compra e na entrada do ginásio, a apresentação dos documentos de identificação comprobatórios da condição. Igualmente informamos que as pessoas com deficiências físicas que utilizem cadeira de roda terão um local reservado e apropriado.
    *** Menores de 12 (doze) anos que estejam acompanhados de responsável Lei Estadual nº 4.476/2004, idosos maiores de 65 (sessenta e cinco) anos Lei Estadual nº 1.833/1991, pessoas portadoras de deficiência Lei Estadual nº 2.051/1992 e acompanhantes necessários de pessoas com deficiência Lei Municipal nº 5.837/2015 terão direito à gratuidade para os jogos da Copa Rio Internacional de Voleibol Feminino – Rio de Janeiro – RJ, que serão realizados nos dias 28, 29 e 30 de Agosto de 2015, no Ginásio Maracanãzinho. Será necessária, no ato da compra e na entrada do ginásio, a apresentação dos documentos de identificação comprobatórios da condição. Igualmente informamos que as pessoas com deficiências físicas que utilizem cadeira de roda terão um local reservado e apropriado.

    Bilheteria oficial:

    Ginásio Gilberto Cardoso (Maracanãzinho) – Rua Professor Eurico Rabelo, s/nº, Rio de Janeiro – RJ
    Abertura de vendas internet, pontos de venda e bilheteria oficial (sujeito à cobrança de taxa de conveniência)

    Período: De Sábado (22.08), às 10h, até Sábado (29.08) às 23h59 (ou até os ingressos se esgotarem)
    Internet: www.tudus.com.br
    Pagamento somente com cartão de crédito (VISA, Mastercard, Diners Club e Elo)
    *** Sujeito a cobrança de taxa de conveniência
    *** Pagamentos realizados com cartão de crédito Ourocard Banco do Brasil terão 50% de desconto nas compras efetuadas no período entre Sábado (22.08), às 10h, até Sábado (29.08) às 23h59 (Sujeito à disponibilidade)
    *** Pagamentos realizados com cartão de crédito Ourocard Banco do Brasil – ELO terão 60% de desconto nas compras efetuadas no período entre Sábado (22.08), às 10h, até Sábado (29.08) às 23h59 (Sujeito à disponibilidade)
    *** Na compra do ingresso o torcedor poderá assistir aos dois jogos a serem realizados no mesmo dia, contanto que permaneça no ginásio. A reentrada não será permitida.
    *** OS INGRESSOS ADQUIRIDOS PELA INTERNET DEVERÃO SER RETIRADOS ATÉ UM DIA ANTES. Não haverá retirada para o jogo que ocorrerá no mesmo dia.

  • Seleção Masculina Sub23 estreia no Mundial

    Fonte: CBV

    Campeão na primeira edição do Campeonato Mundial Sub-23 masculino, em 2013, o Brasil tem a missão de manter o troféu em casa na competição que terá início na próxima segunda-feira (24.08), no Sheikh Rashid Maktoum Sports Hall, em Dubai, nos Emirados Árabes. A estreia da seleção brasileira, dirigida pelo técnico Rubinho, será neste mesmo dia, às 9h30 (Horário de Brasília), contra o Egito.

    A seleção brasileira fará sua estreia no Mundial uma semana após ser campeã invicta da Copa Pan-Americana. Com três jogadores premiados individualmente – o central Flávio, com o melhor bloqueio, o líbero Rogério, com o melhor passe, e o ponteiro Douglas, eleito o melhor jogador da competição – o Brasil chega como um dos favoritos.

    O líbero da seleção brasileira também elogiou o desempenho da equipe durante a Copa Pan. “O time está crescendo a cada dia e está muito forte como grupo, melhorando sempre mais taticamente. O título da Copa Pan-Americana foi muito importante e nos exigiu bastante. Foi um ótimo treinando e preparação para o Mundial. Estamos todos muito focados no objetivo principal da temporada, que é o título mundial”, garantiu Rogerinho.

    A expectativa é boa, mas o treinador brasileiro sabe do equilíbrio que o vôlei masculino apresenta também nas equipes sub-23. “Esperamos uma competição de nível forte, com, pele menos, um grupo de cinco ou seis equipes com condições de chegar ao título. Apesar de conhecermos pouco os times adversários, temos um parâmetro dos atletas que encontramos no circuito mundial e nas últimas competições da categoria Sub-21”, disse Rubinho.

    Para competir com o atual campeão, o treinador espera, ao menos, quatro fortes seleções. “Inicialmente, acredito na força das equipes da Rússia, Irã, Argentina e Itália, além do Brasil, como as principais candidatas as primeiras colocações. As demais, teremos uma dimensão somente na abertura do campeonato”, explicou Rubinho.

    A seleção brasileira seguiu direto dos Estados Unidos, onde disputou a Copa Pan-Americana, para os Emirados Árabes. Segundo o treinador do Brasil, essa foi a melhor opção para a preparação final do grupo.

     

  • Uniara na final dos Jogos Estaduais Universitários

    foto: Divulgação/Uniara
    foto: Divulgação/Uniara

    Fonte:  Uniara

    O time de vôlei da Uniara/Fundesport faz a final dos Jogos Estaduais Universitários contra a Unip de São Paulo neste sábado, dia 22 de agosto, às 17h, no Gigantão. A vaga foi conquistada pela equipe araraquarense ao vencer a USCS/IMMES – Faculdade de São Caetano, a própria Unip e a USP na fase anterior do torneio. O vencedor da competição representará o estado nos Jogos Brasileiros Universitários, que serão realizados em outubro, em Uberlândia, Minas Gerais.

    Celebrando o 198º aniversário de Araraquara neste dia 22, o Uniara jogará usando um uniforme comemorativo. A vestimenta segue o padrão das cores da cidade, e faz alusão à “Morada do Sol”, com raios de sol estilizados.

    Para a técnica do time de Araraquara, Sandra Mara Leão, o novo uniforme é uma forma de homenagear e agradecer o apoio da cidade e a torcida. A treinadora espera conquistar o título inédito para celebrar o aniversário do município em grande estilo.

    Os ingressos custam R$2,00 e poderão ser adquiridos na bilheteria do ginásio. Crianças até doze anos, alunos da Uniara com carteirinha atualizada e idosos não pagam.

    Após a final dos Jogos Estaduais Universitários, o Uniara se concentra no Campeonato Paulista – Divisão Especial, cuja estreia será contra Pinheiros no dia 27, às 19h30, na casa do adversário.

     

  • II Circuito Paulista de Vôlei de Praia tem terceira etapa em Piracicaba

    foto: Gipy Duarte/FPV
    foto: Gipy Duarte/FPV

    Fonte: FPV

    São Paulo (SP) – O melhor do vôlei de praia paulista estará reunido neste final de semana na cidade de Piracicaba. A razão para isso é a disputa da terceira etapa do II Circuito Paulista de Vôlei, programada para as quadras do Complexo Esportivo José Carlos Callado Hebling (Parque Prezotto), mesmo local que recebeu a competição no ano passado. Serão 39 duplas, recorde do Circuito, sendo 20 no masculino e 19 no feminino. A programação começa neste sábado, a partir das 8h, e prosseguirá durante todo o dia até a definição dos semifinalistas. A entrada será franca ao público nos dois dias de competição.

    O Circuito Paulista de Vôlei de Praia retorna a Piracicaba em uma situação bem diferente. Afinal, após um ano, o evento se consolidou e  terá quase o limite de duplas do regulamento,além de mais de 20 cidades representadas. Mais do que isso, o nível técnico também evoluiu e já começam a aparecer revelações.  A etapa contará com as estrelas do Circuito neste ano, como Guto e Luccas Lima, primeiro e terceiro do ranking masculino, e Miriam, Karine, Barbara e Lessiana, as mais bem colocadas no feminino. Com isso, é de esperar uma etapa bem equilibrada.

    Os times inscritos no masculino na etapa  piracicabana são as seguintes: Adriano/Rido (Piracicaba), Luis Gustavo/Basílio (São Carlos), Manuel Jr./Wellington (São Paulo), Guto/Georges (São Paulo/Ubatuba), Gustavo/ Tiago Castilhos (Jacareí/Sorocaba), Williasmar/Gabriel Correia (Louveira), Moacyr/Alberto (Aguaí/Itu), Diego Ricieri/Elzo (Boituva/ Sorocaba), Leonardo/Tiago José  (Iperó), Rafael Zanutto/ Ariel (Paulínia), Willian/Luiz Justo (Campinas), Matheus Brito/ Alexandre Cunha (Campinas), Luis Guilherme/Vitor (Campinas), Antonio Carlos/ Ricardo (Paulínia), Thiago Gean/Leandro (Paulínia), Bruno Malta/Maxuel (Guaíra), Marcos Estevam/William Souza (Piracicaba), Sérgio / Gabriel Mariano (Piracicaba), Luis Elias/Wadson (Piracicaba), Fábio Fonseca/ Luccas Lima (Campinas/São Joaquim da Barra).

    As duplas que estarão na chave feminina são estas: Kedma/Samantha (São Paulo), Vanessa/Cleonice (Paulínia), Lucília/Shirlei (Caraguatatuba),Flávia/Lenker (São Paulo), Val /Lessiana (São José dos Campos/ Guaíra), Fabiana Lopes/Camila Rodrigues (Piracicaba), Jéssica/Elessandra (Campinas/Vinhedo), Viviane Silva/ Camila Paixão (Santos/Vinhedo), Marli/Aninha (Jacareí), Larissa/Letícia(Piracicaba), Natália/Jaqueline (Piracicaba), Grendha/ Débora (Piracicaba), Barbara/Karine (Piracicaba), Thaina Moreno/Thaina Francine (Piracicaba), Fran/Mi  (Tatuí),  Ariele/Miriam (Santa Bárbara D’Oeste/Sorocaba), Kawane/Thais Delfino (Caraguatatuba), Débora Lisa/ Luana Pilon (São Paulo) e  Mimi/Amanda (São Bernardo do Campo/Cruzeiro).

    Os líderes do ranking, após duas etapas, são  Carlão e Guto, atuais campeões, ambos com 980 pontos. A terceira colocação é da Luccas Lima, com 740, seguido por Matheus Maçoneto e Tiago Castilhos, ambos com 620. Já no feminino, Miriam aparece na frente, com 740 pontos, seguida por Karine, Barbara e Lessiana, todas com 720. Ariele aparece em quinto lugar, com 700.   

    O II Circuito Paulista de Vôlei de Praia englobará a temporada 2015/2016, com seis etapas previstas. O evento tem organização e realização da Federação Paulista de Volleyball. Na terceira etapa o apoio é da Prefeitura de Piracicaba.

    Mais informações no site oficial, www.fpv.com.br.

     

  • Circuito Mundial Vôlei de Praia – Masculino

    Fonte: CBV

    Brasil e Estados Unidos são os países com mais representantes na fase eliminatória do Grand Slam de Long Beach, na Califórnia. Nesta quinta-feira (20.08), Evandro/Pedro Solberg (RJ) e Ricardo/Emanuel (BA/PR) venceram seus jogos, ficaram em primeiro no grupo e garantiram vaga nas oitavas de final do torneio. Já Alison/Bruno Schmidt (ES/DF) e Guto/Saymon (RJ/MS) repetem a final da primeira etapa do Circuito Brasileiro e se enfrentam na repescagem.

    Além da repescagem e oitavas, as partidas das quartas de final também ocorrem nesta sexta-feira (21.08). Ricardo e Emanuel (BA/PR), que disputam o 100º torneio internacional de suas carreiras, enfrentam nas oitavas justamente o vencedor do confronto brasileiro entre Alison/Bruno Schmidt (ES/DF) e Guto/Saymon (RJ/MS), garantindo um time do país nas quartas de final.

    Já Evandro/Pedro Solberg (RJ) encara o vencedor do duelo entre os alemãs Böckermann/Flüggen e os norte-americanos Sean Rosenthal/Theo Brunner. Álvaro Filho e Vitor Felipe (PB) foram derrotados pelos alemães Markus Böckermann e Lars Flüggen por 2 sets a 1 (15/21, 21/13 e 15/9), ainda na fase de grupos, e se despediram do campeonato.

    As semifinais do torneio masculino serão no sábado (22.08). A final e a disputa de bronze ocorrem no domingo (23.08). Os canais SporTV e Band transmitem o torneio a partir do sábado.

    Ricardo e Emanuel venceram os australianos Isaac Kapa e Christopher McHugh no primeiro compromisso desta quinta-feira, de virada, por 2 sets a 1 (17/21, 21/12 e 15/9), em 51 minutos. No segundo jogo, os adversários foram os espanhóis Pablo Herrera e Adrián Gavira. Mas, assim como na partida anterior, a experiência falou mais alto e a parceria aplicou 2 sets a 0 (21/12 e 21/15). O destaque da partida foi o baiano Ricardo, que brilhou na rede com ótimos bloqueios.

    Os cariocas Pedro Solberg e Evandro (RJ) começaram o dia superando os poloneses Michal Kadziola e Jakub Szalankiewicz por 2 sets a 0 (25/23 e 21/19), em 42 minutos. Já classificados à próxima fase, eles decidiram a primeira colocação do grupo D diante do time número um da Polônia e confirmaram o bom momento, vencendo com autoridade Fijalek/Prudel, por 2 sets a 0 (21/13 e 21/15), em 33 minutos.

    Guto e Saymon (RJ/MS), vindos do qualificatório, foram superados por Josh Binstock e Sam Schachter, do Canadá, por 2 sets a 0 (21/19 e 21/16), em 38 minutos. Horas depois, no confronto decisivo do grupo A, o time foi novamente derrotado, desta vez pelos russos Semenov/Krasilnikov: 2 sets a 1 (21/12, 20/22 e 15/13), em 50 minutos. Mesmo assim garantiram vaga na repescagem graças a vitória sobre na estreia sobre os norte-americanos Gibb e Patterson, que foram eliminados na primeira fase.

    Pelo encerramento da primeira fase, Alison e Bruno Schmidt (ES/DF) venceram os primos chilenos Marco e Esteban Grimalt – que são treinados pelo técnico brasileiro Eduardo Garrido – por 2 sets a 1 (21/18, 18/21 e 15/12), em 49 minutos. Mas na rodada anterior, abrindo o dia, o time havia sucumbido aos norte-americanos Hyden e Bourne: 2 sets a 1, com parciais de 21/13, 15/21 e 15/9, em 52 minutos, e terminaram em segundo lugar no grupo B.

    Pelo grupo E, Álvaro Filho e Vitor Felipe foram derrotados por Markus Böckermann e Lars Flüggen por 2 sets a 1 (15/21, 21/13 e 15/9), em 47 minutos. A última rodada da fase de grupos nem chegou a acontecer para os paraibanos, que mesmo que vencessem Alexander Brouwer e Robert Meeuwsen, da Holanda, não conseguiriam a classificação para a próxima fase. O time holandês alegou lesão e se poupou para a fase eliminatória.

    Os times vencedores da etapa de Long Beach nos dois gêneros somam 800 pontos no ranking do Circuito Mundial e garantem um prêmio de 57 mil dólares. Ao todo, 400 mil dólares são distribuídos aos atletas em cada um dois gêneros. Após a etapa, o tour segue para o Grand Slam da Polônia, de 25 a 30 de agosto.

    Long Beach receberá uma etapa do tour mundial pelo terceiro ano consecutivo, todos disputados na Praia de Alamitos. Outras nove cidades já sediaram eventos nos Estados Unidos. O município fica no condado de Los Angeles, no sul da Califórnia, na costa do Pacífico. A população de Long Beach é de cerca de 475 mil pessoas.