Feminino

Meninas do São Paulo/Barueri aprontam em Bauru

por: Pedro - Redação

0
Lorrayna leva o VivaVôlei.
Créditos: Fernando Fernandes

Redação

Em um jogo muito equilibrado, decidido apenas no tie-break, o São Paulo/Barueri levou a melhor contra o Sesi Vôlei Bauru na noite desta terça-feira (16), em Bauru (SP). No ginásio Panela de Pressão, o time comandado por José Roberto Guimarães ganhou por 3 sets a 2, parciais de (17/25, 25/18, 25/23, 23/25 e 15/13), em jogo atrasado da quarta rodada do returno da Superliga Banco do Brasil 2020/21 feminina. 

Com o resultado, o São Paulo/Barueri chegou a 31 pontos e 11 vitórias em 18 partidas. A equipe segue na sexta colocação.O Sesi Vôlei Bauru soma um ponto e chega a 35, agora com 12 vitórias e cinco derrotas em 17 jogos. A equipe do interior é a quinta colocada, um ponto a menos do que o quarto colocado Sesc RJ Flamengo, que tem 36.

Maior pontuadora do jogo com 21 pontos (todos em ataques), a oposta Lorrayna, do São Paulo/Barueri, foi eleita a melhor jogadora da partida e recebeu o Troféu VivaVôlei. Pelo Sesi Vôlei Bauru, a oposta Polina Rahimova, foi a maior pontuadora com 17 pontos (01 de bloqueio e 16 em ataques).

Com a palavra:

Lorrayna, oposta do São Paulo/Barueri: “Eu estou muito feliz. A gente trabalha muito, muito mesmo. Acho que o Troféu não é só meu, é de todo mundo, foi um trabalho em equipe. Estou muito feliz por essa conquista e por mais essa vitória que a gente vem construindo dia após dia. No jogo contra o Dentil/Praia Clube, a gente errou bastante. Esse agora a gente tentou minimizar os erros, ir para cima, ser mais agressivas”, disse a oposto Lorrayna. “Dá Licença”

O Sesi Vôlei Bauru volta a jogar na sexta-feira (19/02), às 19h, quando enfrenta o Sesc RJ Flamengo no ginásio Panela de Pressão, em Bauru (SP). No sábado (20/02), às 20h, o São Paulo/Barueri recebe o Brasília Vôlei no ginásio José Corrêa, em Barueri (SP). O SporTV 2 transmite as duas partidas.

TIFANNY

Tifanny sofreu contratura muscular na região lombar.
Créditos: Marcelo Ferrazoli / Sesi-SP

No final do quarto set, a ponteira Tifanny sofreu contratura muscular na região lombar e não teve mais condições de retornar ao jogo. Sentindo fortes dores, a atleta foi atendida ainda no local, pelo médico Carlos Eduardo Moraes Matos, do departamento médico do SESI Vôlei Bauru, e pelo fisioterapeuta Rogério Lourenço. Matos confirmou o diagnóstico de contratura na atleta e informou que aguardará a evolução do quadro clínico da ponteira que foi encaminhada ao hospital, para poder dar mais detalhes posteriormente sobre seu tratamento.

Fotos: Marcelo Ferrazoli/SESI-SP