Feminino

A China surpreendeu o Brasil em cinco sets dramáticos

por: Pedro - Redação

0

Redação

A seleção feminina da China não teve suas principais jogadoras para encarar o Brasil, nesta terça (08), pela Liga das Nações 2021. O time asiático resolveu fazer seu melhor jogo no torneio justamente contra o Brasil. Por isso, o duelo foi um jogaço. e a quipe brasileira foi superada por 3 sets a 2, parciais de (18-25, 25-22, 25-20, 14-25 e 15-12), em Rimini, na Itália.

Com sete vitórias em nove partidas, e 22 pontos somados, o Brasil ocupa a terceira colocação da competição feminina da Liga das Nações. Cada equipe disputa 15 jogos na fase classificatória e as quatro melhores passam para as semifinais.

Resumo dos pontos: Em ataques, o Brasil marcou 81 pontos contra 67 da China. Em bloqueios, o Brasil anotou 12 pontos contra 09 da China. Em saques, tudo igual, 02 pontos para cada lado. Em erros, o Brasil cedeu 17 pontos contra 09 cedidos pela China.

As maiores pontuadoras foram, a ponteira e capitã, Changning Zhang, da China com 36 pontos (maior pontuadora da partida) e no lado do Brasil, a oposta Tandara com 26 pontos.

Com a palavra:

Carol Gattaz, central do Brasil: “Foi um jogo bom, mas difícil. Hoje a Zhang voltou a fazer a diferença, mas também é bom para a nossa equipe, porque podemos aprender com os nossos erros e eliminá-los antes dos próximos jogos. É difícil perder uma partida, é difícil. Mas acho que agora temos que fazer o nosso melhor como equipe e melhorar aquilo que deu errado”, disse Carol.

Changning Zhang, ponta da China: “Estou muito empolgada com essa vitória sobre o Brasil. Apesar de algumas dificuldades, conseguimos fazer algo que queríamos. Toda a equipe trabalhou para essa vitória, é uma vitória da equipe. Em todas as jogadas – bloqueio, defesa, passe, saque – fizemos o nosso melhor para conquistar esta vitória”, disse Zhang a maior pontuadora da partida.

Foto: Divulgação FIVB