Superliga

Após três derrotas, Praia reencontra o caminho da vitória

por: Pedro - Redação

0
A holandesa Anne Buijs ganhou o Troféu VivaVôlei.
Créditos: Marcelo Ferrazoli/SESI-SP

Redação

Nesta terça (29), em duelo válido pela 9ª rodada da Superliga Banco do Brasil 2020/21, no Ginásio Panela de Pressão, em Bauru (SP), a equipe do Dentil/Praia Clube enfrentou o Sesi Vôlei Bauru, que contou com a volta do técnico Rubinho. Fora de casa, o grupo comandado pelo técnico Paulo Coco se impôs do primeiro ao último ponto e venceu as paulistas por venceu por 3 sets a 0 (25/17, 25/18 e 25/19), e não deixou os líderes se distanciarem muito.

Com a vitória em Bauru, o Dentil/Praia Clube chegou a 25 pontos e se manteve na terceira colocação, cinco pontos atrás do Itambé/Minas e Osasco São Cristóvão Saúde. Com 20 pontos, o Sesi Vôlei Bauru caiu para o quinto lugar, ultrapassado pelo Sesc RJ Flamengo, que também chegou a 20 pontos, mas leva vantagem nos critérios de desempate e tem um jogo a menos que a equipe paulista.

O destaque fica por conta do tabu. Com a vitória, o Dentil/Praia Clube ainda não perdeu uma partida pra o Sesi Vôlei Bauru. São 16 confrontos e 16 vitórias da equipe de Uberlândia. 

Apesar da derrota do time da casa, a oposta, Polina Rahimova foi a maior pontuadora do confronto, com 15 pontos, (01 de saque, 01 de bloqueio e 13 em ataques). Eleita a melhor em quadra, a holandesa Anne Buijs ganhou o Troféu VivaVôlei pela equipe de Uberlândia. E a maior pontuadora do time mineiro foi a oposta Brayelin Martinez com 13 pontos, (02 de saques, 01 de bloqueio e 10 em ataques).

Com a palavra:

Claudinha, levantadora do Dentil/Praia Clube: “Foi muito importante para continuar nosso crescimento e retomar a fase boa que a gente estava. Conseguimos colocar em prática o que havia sido traçado, que era um saque muito bom e um sistema defensivo muito forte, porque sabíamos do poder do ataque delas. Porém, mais do que pensar no adversário, é pensar no nosso crescimento. O time jogou como equipe mais uma vez, é esse que está sendo nosso diferencial e é isso que temos que colocar como meta daqui pra frente”, disse a levantadora.

Paulo Coco, técnico do Dentil/Praia Clube:  “Foi importante a atuação da equipe como um todo, principalmente o equilíbrio dos sistemas. Essa consistência nos dois sistemas fez com que a gente fizesse uma boa partida, talvez a melhor desse início de Superliga. No entanto, ainda há muita coisa para ajustar e evoluir, e vamos pensar nesse crescimento para o segundo turno”, afirmou o técnico.

Rubinho, técnico do Sesi Vôlei Bauru: “Entregamos muitos pontos ao Praia, que ainda teve um volume defensivo bem acima do que vinha apresentando ultimamente. Faltou linearidade ao time”, analisou o treinador.

Fotos: Marcelo Ferrazoli/Sesi-SP