Feminino

Bélgica supera a China em mais um tie-break na competição

por: Pedro - Redação

0

Redação

Neste domingo (06), em Rimini, na Itália, a Bélgica derrotou a China no tie-break, de virada, 3 sets a 2, com parciais de (17-25, 27-25, 23-25, 25-21 e 15-8). É o quarto tie-break do time europeu e o quinto no geral em sete partidas na Liga das Nações 2021.

Resumo dos pontos: Em ataques, a China marcou 80 pontos contra 55 da Bélgica. Em bloqueios, a Bélgica foi um paredão com 17 pontos contra 06 da China. Em saques, foram 09 pontos da Bélgica contra nenhum da China. Em erros, a China cedeu 26 pontos contra 18 cedidos pela Bélgica.

As maiores pontuadoras foram, a ponteira/oposta Changning Zhang, da China com 37 pontos (maior pontuadora da partida) e na Bélgica tivemos a ponteira Britt Herbots, com 28 pontos.

Com a palavra:

Changning Zhang, ponta/oposta da China: “Tenho que agradecer a todos os meus companheiros, porque me deram muita força e me incentivaram. Foi um jogo difícil, mas nunca desistimos, lutamos até o fim. Brigamos um pouco na recepção e o nosso bloqueio também podia ser melhor. Temos que treinar para melhorar o nosso jogo antes do próximo jogo”, disse Zhang.

Ilka Van de Vyver, levantadora da Bélgica: “Foi incrível, é muito bom conquistar essa vitória. Sabíamos que tínhamos que pressionar muito com nosso saque e conseguimos. Melhoramos nosso bloqueio-defesa muito hoje, ousamos jogar mais do que antes, eu acho. Continuamos lutando e isso é uma coisa que sempre temos que fazer. Hoje funcionou nos cinco sets, então parece que amamos cinco sets – é apenas uma maneira de ficar mais longe possível do hotel”, [risos], disse Vyver.

Foto: Divulgação FIVB