Feminino

Brasil dá um fim na sequência de vitórias da Bélgica

por: Pedro - Redação

0

Redação

Mostrando cada vez mais entrosamento e organização tática, a Seleção Brasileira Feminina de Vôlei derrotou, nesta segunda-feira (07), a Bélgica por 3 sets a 0, parciais de (25-18, 25-16 e 25-17), em Rimini, na Itália. O Brasil deu um fim à sequência de vitórias da Bélgica e com o resultado, as brasileiras somam 21 pontos (sete vitórias e uma derrota). Os Estados Unidos, invictos, lideram a competição, com 24 pontos e oito resultados positivos.

Resumo dos pontos: Em ataques, o Brasil marcou 47 pontos contra 33 da Bélgica. Em bloqueios, foram 06 do Brasil contra 05 da Bélgica. Em saques, tudo igual, 02 pontos para cada lado. Em erros, a Bélgica cedeu 20 pontos, enquanto o Brasil cedeu 11 pontos.

As maiores pontuadoras foram, a oposta Tandara, com 17 pontos (maior pontuadora da partida) e do lado da Bélgica, a ponteira Britt Herbots, com 12 pontos.

Com a palavra:

Britt Rampelberg, líbero da Bélgica: “Foi um jogo difícil. Sabíamos que o Brasil tem uma equipe muito forte e boa. Hoje elas estavam sacando muito bem e tudo deu certo para elas, então foi muito difícil, mas amanhã é outro dia e uma partida importante para nós, então vamos para a próxima [contra a Sérvia]. Em alguns momentos nos dois primeiros sets tudo correu bem, mas foi uma boa experiência jogar contra elas e temos que aprender com esse jogo e levar as coisas boas para o próximo”, disse a líbero.

Gabi Guimarães, ponta do Brasil: “Estou muito feliz com essa vitória – mais três pontos para nós. Antes da partida estávamos preocupadas principalmente com a Britt Herbots, porque ela esta jogando muito bem, marcando mais de 30 pontos em cada partida, então estávamos focadas nela e também nas bloqueadoras que jogam muito bem e no resto do time, porque elas jogaram em sua maioria (3 sets a 2) – acho que em seis jogos elas fizeram cinco tie-break e venceram. Mas estou muito orgulhosa do meu time, como começamos hoje, porque elas começaram a nos forçar com o saque. Tivemos alguns problemas na nossa recepção no início do jogo, mas conseguimos administrar a tempo e isso é muito importante. E então, corrigimos o nosso problema na recepção e todas os jogadoras atuaram em um nível muito alto, forçar o nosso saque e jogar bem na defesa e no bloqueio. Amanhã é mais um jogo importante contra a China. Precisamos descansar e tentar fazer o nosso melhor”, afirmou Gabi.

Foto: Divulgação FIVB