Notícias

Circuito Mundial – Sete duplas brasileiras avançam no feminino

por: Pedro - Redação

0

Fonte: CBV

O Brasil segue forte na busca por medalhas no torneio feminino do Rio Open, etapa do Circuito Mundial 2015. Pelo encerramento da fase de grupos, nesta sexta-feira (04.09), sete dos dez times que iniciaram a disputa do torneio principal conseguiram vaga às oitavas de final da competição. Os jogos seguem neste sábado (05.09), com entrada franca à torcida na Praia de Copacabana, na altura da avenida Princesa Isabel.

Ágatha/Bárbara Seixas (PR/RJ), Juliana/Maria Elisa (CE/PE), Fernanda Berti/Taiana (RJ/CE) e Larissa/Talita (PA/AL) venceram seus dois jogos e seguem invictas na competição. Ângela/Rachel Nunes (DF/RJ) também venceu duas vezes, mas avançou em segundo lugar em seu grupo, enquanto Maria Clara/Carolina (RJ) e Duda/Elize Maia (ES/DF) tiveram tropeços, mas seguem na disputa como terceiros melhores times.

Neste sábado (05.09) a arena montada em Copacabana recebe as partidas válidas pelas oitavas e quartas de final, além das semifinais. Já a decisão do Rio Open acontece no domingo (06.09) pela manhã.

Em todas as etapas que disputaram no Circuito Mundial 2015, as campeãs mundiais Ágatha e Bárbara Seixas encerraram a fase de grupos na primeira colocação. No Rio Open, a dupla apresentou um voleibol consistente e o retrospecto foi mantido com o primeiro lugar no grupo B e vitória sobre as alemãs Teresa Mersmann/Isabel Schneider por 2 sets a 0 (21/19 e 21/13).

Horas depois, superaram em 36 minutos as chinesas Fan Wang/Yuan Yue, novamente em 2 sets diretos (21/14 e 21/19), em 37 minutos. Nas oitavas de final elas irão enfrentar Yuanyuan Ma e Xinyi Xia, da China, em jogo que também acontecerá pela primeira vez entre os times.

“Desde a etapa de Praga saímos em primeiro lugar na chave de todos os torneios que participamos e a gente sempre fica muito feliz. Valorizamos cada resultado, vocês podem ver nossa alegria ao fim de cada dia de disputa, pois não são jogos fáceis e estudamos muito os adversários. Jogamos contra a Alemanha, um time que não conhecíamos, e o segundo jogo foi mais complicado, contra a China. Estava ventando muito e elas imprimiram um saque muito bom, com poucos erros. Mas jogamos com inteligência e conseguimos fechar bem o jogo”, analisou Ágatha após a partida.

Para a carioca Bárbara Seixas, atuar na Cidade Maravilhosa com o apoio dos familiares tem sido uma ótima experiência.

“O tempo não está muito bom, mas é sempre positivo contar com a família e os amigos na arena. Lá no Campeonato Mundial meus pais estavam presentes e foi inesquecível. É ótimo, depois de 11 anos, ter uma etapa do Circuito Mundial no Rio de Janeiro, a energia aqui no Rio está muito boa”, disse Bárbara.

Cabeças de chave do grupo A, Larissa e Talita abriram o terceiro dia de disputa na Praia de Copacabana com uma vitória tranquila sobre as norte-americanas Heather McGuire e Amanda Dowdy por 2 sets a 0 (21/19 e 21/12), em 35 minutos.

Na sequência, as campeãs brasileiras confirmaram 100% de aproveitamento e vaga às oitavas de final sem entrarem em quadra, com a desistência das também norte-americanas Jennifer Fopma e Brittany Hochevar. Elas enfrentarão nas oitavas de final as alemãs Teresa Mersmann / Isabel Schneider, no primeiro duelo entre as duplas.

Também pelo grupo A, Ângela e Rachel Nunes iniciaram o dia vencendo Fopma/Hochevar por W.O., e se garantiram nas oitavas ao vencerem McGuire/Dowdy por 2 sets a 0 (21/13 e 21/17), em 37 minutos. Elas terão pela frente as espanholas Elsa Baquerizo/Liliana Fernandez em confronto inédito entre os times.

Quem também segue invicta na competição é a dupla Juliana/Maria Elisa. Pelo grupo C, as atuais campeãs do Circuito Mundial venceram as austríacas Stefanie Schwaiger/Bárbara Hansel por 2 sets a 0 (26/24 e 21/17), em 43 minutos, e Chantal Laboureur/Julia Sude, da Alemanha, novamente em sets diretos (21/10 e 21/19), em 37 minutos. O próximo duelo delas será contra as também brasileiras Duda/Elize Maia (SE/ES), pelas oitavas de final.

Fernanda Berti e Taiana (RJ/CE) carimbaram vaga às oitavas com o melhor desempenho entre os times do grupo E, após vencerem Duda/Elise Maia por 2 sets a 1 (21/19, 14/21 e 15/10), em 50 minutos, e as espanholas Liliana Fernández/Elsa Baquerizo, também por 2 sets a 1 (21/17, 18/21 e 15/10), em 47 minutos. Elas jogam contra as alemãs Laboureur/Sude, duelo que ocorreu uma vez, no Grand Slam de São Petersburgo, e foi vencido pelo time brasileiro.

Em um jogo eletrizante, Josi e Val venceram Duda Elize Maia por 2 sets a 1 (24/22, 19/21 e 23/21), em 56 minutos. Apesar da vitória, a catarinense e a carioca terminaram na quarta colocação do grupo E e deram adeus ao campeonato. Já a capixaba e a sergipana, mesmo levando a pior no confronto verde-amarelo, avançaram às oitavas como um dos melhores terceiros colocados, enfrentando agora Juliana e Maria Elisa.

Pelo grupo F, Maria Clara e Carolina foram derrotadas pelas italianas Giulia Momoli e Greta Cicolari por 2 sets a 1 (21/16, 15/21 e 15/12), em 53 minutos, e na sequência do dia por Kerry Walsh e April Ross por 2 sets a 0 (21/19 e 21/12), em 34 minutos. Apesar disso, as cariocas avançaram com o terceiro lugar da chave. Elas encaram nas oitavas as holandesas Madelein Meppelink e Marleen Van Iersel. Em quatro duelos, as estrangeiras venceram três vezes.

Ana Patrícia e Renata (MG/RJ) acumularam uma vitória e uma derrota nesta sexta-feira, e tiveram a chance de classificação às oitavas em partida eliminatória direta (lucky loser), mas foram derrotadas pelas chinesas Yuanyuan Ma e Xinyi Xia por 2 sets a 0 (21/16 e 21/19) e se despediram da competição.

O Rio Open serve como evento-teste para as Olimpíadas e é disputado na mesma faixa de areia dos Jogos do ano que vem. A última etapa realizada em Copacabana aconteceu em 2004, e o título ficou com as brasileiras Ana Paula e Sandra Pires. Serão distribuídos 150 mil dólares em premiações na competição para ambos os naipes.

O formato também é olímpico, com o torneio principal composto por 24 duplas femininas, divididas em seis grupos de quatro times cada. Avançam à segunda fase os dois primeiros colocados e os dois melhores terceiros colocados. Os outros dois terceiros disputam uma partida eliminatória para definir as 16 equipes classificadas às oitavas de final.

Leave a comment