Notícias

Copa do Brasil feminina: Sesi Vôlei Bauru receberá o Sesc RJ em Marília, nesta terça (22)

por: Pedro - Redação

0
Créditos: Divulgação Sesi Vôlei Bauru

Redação

O Sesi Vôlei Bauru vai enfrentar o Sesc RJ, nesta terça-feira, (22/01), às 19h30, no ginásio Neusa Galetti, em Marília (SP), em duelo válido pelas quartas de final da Copa Brasil 2019, competição que reuni as oito melhores equipes do primeiro turno da Superliga Cimed 2018/2019.

Por ter terminado a primeira fase na quarta colocação, com campanha de 21 pontos somados após sete vitórias e quatro derrotas, o Sesi Vôlei Bauru tem o direito de jogar em seus domínios a fase classificatória da Copa Brasil 2019.

Porém, o Sesi Vôlei Bauru não poderá mandar o confronto no Panela de Pressão, pois o ginásio  receberá, às 19h, o jogo do Bauru Basket contra o Brasília, pela décima-sétima rodada do NBB Caixa 2018/2019, que foi antecipado pela TV do dia 23 para o dia 22.

Por isso, a partida será realizada no ginásio mariliense, que já sediou outros dois jogos da equipe bauruense: um pela mesma Copa Brasil, em 2017, diante do Praia Clube, e, em 2018, contra o mesmo Sesc RJ pela temporada 2017/2018 da Superliga.

A levantadora Fabíola, do Sesi Vôlei  Bauru, espera um jogo difícil e equilibrado, mas mostra confiança no grupo bauruense.

“Enfrentaremos um adversário muito difícil, com um técnico campeão e que nos conhece muito bem. Sabemos o quão grande será o desafio e esperamos um jogo muito equilibrado e complicado que exigirá muito de nossa equipe. É muito difícil encará-las, mas não conseguimos essa vaga à Copa Brasil à toa e vamos entrar conscientes que é uma partida dura, equilibrada e diante de um time campeão e acostumado com esses desafios. Contamos com a força do nosso grupo e também com o ginásio cheio e que a torcida possa nos apoiar muito”, destacou a capitã do Sesi Vôlei Bauru.

No Sesc RJ, a oposta Monique falou sobre o fato de jogar fora de casa no duelo contra o Sesi Vôlei Bauru.

“Estamos há anos jogando essa fase em casa. Independentemente disso, entraremos muito focadas em continuar evoluindo, dando o nosso melhor. Jogar em casa tem suas vantagens, mas nossa preocupação agora é estar 100% concentradas em buscar a vitória. A cada jogo temos tido uma evolução, um aprendizado e vamos continuar com esse pensamento sem colocar nenhum peso em nossos ombros”, disse a oposta Monique.

Leave a comment