Notícias

Liga das Nações masculina: Em ritmo lento, Brasil é superado pela Argentina

por: Pedro - Redação

0
Bruno Lima foi um dos destaques da Seleção Argentina
(Créditos: Divulgação/FIVB)

Redação

O Brasil enfrentou a Argentina pela última rodada da Liga das Nações de vôlei masculino e acabou derrotado por 3 a 0, parciais de (23/25, 22/25 e 21/25), na Hisense Arena, em Melbourne, na Austrália, neste domingo (24/06). A derrota refletiu o pouco tempo de descanso que a seleção brasileira teve, uma vez pouco mais de 12 horas antes, havia enfrentando a Polônia. A derrota, contudo, não altera em nada, pois a equipe  já estava classificada para a próxima fase.

Agora, a delegação brasileira segue ainda neste domingo para o Brasil, onde ficará na próxima semana. A seleção se apresenta ao Centro de Desenvolvimento de Voleibol (CDV), em Saquarema (RJ), na quarta-feira (27/06) e viaja no sábado (30/06) para Lille, na França, onde será disputada a Fase Final da Liga das Nações, entre os dias 4 e 8 de julho.

Com a palavra:

Julio Velasco, técnico da Argentina:  “Estou muito feliz em terminar a Liga das Nações de Voleibol com duas vitórias. Ganhar do Brasil é muito importante. É uma das melhores equipes do mundo e uma vitória nesse derby, é importante para nosso crescimento e confiança antes do Campeonato Mundial. Viajamos muito, mas os nossos jogadores tiveram uma condição mental muito boa. Eles nunca reclamaram e não mostraram que estavam cansados. Continuaram lutando mesmo em situações difíceis. Tentaram o melhor e isso foi o mais importante ”, concluiu Velasco.

Renan Dal Zotto, técnico do Brasil:   “Foi um dia ruim, infelizmente. Nós jogamos bem abaixo das expectativas. Num torneio difícil como este, que envolve muitas viagens, tivemos que poupar alguns jogadores principais, já que esta etapa estava prestes a terminar. Pensamos em evitar lesões e deixar todos em condições para a fase final”, finalizou Renan.

O JOGO

A Argentina começou melhor, mas logo o Brasil empatou, (3/3). Embora em ritmo lento, a equipe brasileira conseguia se manter à frente do placar, chegando a ter quatro pontos de vantagem, 19/15. O técnico argentino resolveu mexer na equipe e o Brasil viu a Argentina crescer, virar o jogo e fechar o primeiro set em 25 a 23.

O segundo set começou equilibrado. Embora a equipe brasileira se destacava com dois pontos a frente, logo ficou igual em (12/12), mas os brasileiros abriram dois em 14/12 e, depois, em 15/13. A equipe brasileira porém, abusava dos erros e aproveitando-se disso, a Argentina fechou o set em 25 a 22.

No terceiro set, a equipe brasileira chegou na primeira parada técnica com três pontos a frente, 8/5. Até a metade da parcial, a equipe brasileira conseguia se manter na frente, 15/12. Mas, a desatenção brasileira fez com que na reta final do set, a Argentina crescesse, e conseguisse fechar em 25 a 20.

Leave a comment