Feminino

Osasco vence o Brasília e se mantém na vice-liderança

por: Pedro - Redação

0
A líbero Camila Brait faturou o Troféu VivaVôlei.
Créditos: Nadine Oliver/Brasília Vôlei

Redação

O Osasco São Cristóvão Saúde derrotou o Brasília Vôlei por 3 sets a 0, com parciais de (25/16, 25/17, 25/23), na noite desta segunda-feira (22), no ginásio do Sesi Taguatinga, (DF). Após duas vitórias em casa (São José dos Pinhais/Aiel e Dentil/Praia Clube), as osasquenses garantiram mais três pontos fora de casa, consolidando a vice-liderança da Superliga Banco do Brasil 2020/21 feminina de vôlei.

O técnico Luizomar de Moura não comandou o Osasco nesta segunda-feira. Mesmo recuperado do coronavírus, o técnico foi orientado pelos médicos a não viajar para Brasília. Por isso, o time foi dirigido pelo auxiliar Jefferson Arosti.

O resultado manteve a equipe paulista na vice-liderança da competição, com 47 pontos, atrás do Itambé/Minas, que tem 54 e enfrenta o Sesc RJ Flamengo nesta terça-feira (23), no Rio. O Brasília Vôlei é o sétimo, com 24 pontos em 20 jogos, mas pode cair para oitavo, porque que o Curitiba Vôlei, oitavo na tabela, com 22 pontos, tem três partidas a menos. O Dentil/Praia Clube é o terceiro, com 41 pontos, e enfrenta o Sesi Vôlei Bauru quarto colocado, nesta terça.

A líbero Camila Brait foi eleita a melhor em quadra e ficou com o Troféu VivaVôlei. Tandara foi a maior pontuadora do jogo, com 11 pontos (02 de bloqueios e 09 em ataques). Do lado do Brasília Vôlei, a oposta Ariane foi o destaque mais uma vez com 09 pontos (01 de saque, 01 de bloqueio e 07 em ataques).

Com a palavra:

Camila Brait, líbero do Osasco São Cristóvão Saúde: “Nós perdemos para elas no primeiro turno e sabíamos que era preciso jogar bem, forçando o saque, ajustando a relação bloqueio e defesa e aproveitando os contra-ataques, para vencer. Fizemos dois bons sets e deixamos cair um pouco no terceiro, o que não pode acontecer, não podemos perder o foco. Foi uma vitória importante, porque estamos trabalhando muito para chegar bem nos playoffs”, disse a líbero.

Ariane, oposta do Brasília Vôlei: “Hoje nosso time jogou bem abaixo do que vem apresentando. Tivemos muitos erros de saque, ataque e isso fez a diferença no jogo. Agora, precisamos concentrar, diminuir os erros porque temos um jogo difícil na sexta-feira”, disse Ariane.

Fotos: Nadine Oliver/Brasília Vôlei