Notícias

Rio Open – Brasil no feminino começa bem

por: Pedro - Redação

0

Fonte: CBV

O Brasil teve uma ótima largada no torneio feminino do Rio Open, etapa brasileira do Circuito Mundial 2015. Os times que representam o país conseguiram seis vitórias pela fase de grupos nesta quinta-feira (03.09), com quatro derrotas justamente em duelos caseiros. As partidas da fase de grupos seguem nesta sexta-feira (04.09), quando cada equipe disputará ao menos mais dois jogos pela chave.

No mesmo dia também ocorrem as partidas que definem os terceiros colocados classificados à fase eliminatória (lucky loser). Os jogos começam às 8h (de Brasília) e seguem até 23h, com entrada franca ao público na Praia de Copacabana, exatamente no mesmo local onde a arena dos Jogos Olímpicos será montada em 2016.

A partida de abertura ficou por conta de Larissa/Talita (PA/AL), primeiro time classificado aos Jogos Olímpicos do Rio e que venceu Ângela e Rachel Nunes por 2 sets a 0 (21/8 e 21/8), em 27 minutos. Quem também se deu bem foram as campeãs mundiais Ágatha e Bárbara Seixas (PR/RJ), que conseguiram superar Pauline e Paula Hoffmann (RJ) e aplicaram 2 sets a 0 (21/11 e 21/9), em 32 minutos.

“Muito boa essa responsabilidade de abrir o torneio, estrear e estrear bem. Jogamos muito bem contra um time que já conhecíamos. É diferente. Lá fora você enfrenta mais times estrangeiros e aqui a maioria dos jogos são caseiros. Mas importante iniciar com o pé direito esse evento preparatório, principalmente na preparação mental”, afirmou Talita.

De acordo com Larissa, atleta com maior número de títulos em etapas do Circuito Mundial, com 55 conquistas, a forte presença de duplas brasileiras no Rio Open é um atrativo para a competição, que é um evento-teste para 2016.

“Foi nosso primeiro jogo já classificadas para as Olimpíadas, foi muito bacana. Os times brasileiros são fortes e se credenciaram para estar aqui. Independente do país adversário, estamos focadas em fazer um bom torneio para que no ano que vem a gente tenha boas lembranças sobre jogar em casa”, completou a atleta.

Em outro confronto verde-amarelo do dia, Juliana e Maria Elisa superaram Ana Patrícia e Renata (MG/RJ) por 2 sets a 0 (21/16 e 21/12), em 31 minutos. Vice-campeãs do mundo, Fernanda Berti e Taiana (RJ/CE) precisaram de 38 minutos para vencer Josi/Val por 2 sets a 0, em parciais de 21/18 e 21/17.

Nos confrontos reservados para o período da noite, mais duas vitórias para o Brasil. Elize Maia e Duda (ES/SE) levantaram o público presente na arena central em Copacabana e travaram um duelo de alto nível diante das espanholas Liliana Fernández e Elsa Baquerizo, vencendo de virada, por 2 sets a 1 (19/21, 21/19 e 15/12), em 51 minutos.

“Muito bom estrear com vitória, ainda mais quando falamos de um torneio especial como o Rio Open. Deu para sentir um pouco da energia olímpica e estou muito feliz com esse resultado, vamos com força total para amanhã”, comemorou Elize Maia.

Atuando praticamente em casa, as irmãs cariocas Maria Clara e Carolina (RJ) venceram Katharina Schützenhöfer e Lena Plesiutschnig por 2 sets a 0 (21/15 e 21/10), em 34 minutos.

“Estávamos muito focadas para essa primeira partida do campeonato, a gente adora jogar em Copacabana. É um momento do ano difícil, a gente vem de etapas complicadas do Circuito Mundial, mas estamos com muita energia para o Rio Open, querendo muito os resultados. Saímos satisfeitas pelo primeiro dia, mas sabendo que temos que melhorar a cada jogo”, afirmou Maria Clara após a partida na arena central.

O Rio Open servirá como evento-teste para as Olimpíadas e será disputado na mesma faixa de areia dos Jogos do ano que vem. A última etapa realizada em Copacabana aconteceu em 2004, e o título ficou com as brasileiras Ana Paula e Sandra Pires. Serão distribuídos 150 mil dólares em premiações na competição para ambos os naipes.

O formato também é olímpico, com o torneio principal composto por 24 duplas femininas, divididas em seis grupos de quatro times cada. Avançam à segunda fase os dois primeiros colocados e os dois melhores terceiros colocados. Os outros dois terceiros disputam uma partida eliminatória para definir as 16 equipes classificadas às oitavas de final.

Leave a comment