• Superliga Cimed masculina: Sesi-SP despacha o Sesc-RJ e está mais uma vez na final

    Créditos: Amanda Demétrio/Fiesp

    Redação

    Na tarde deste sábado (14/04), o Sesi-SP esteve na Arena Carioca 1, no Rio de Janeiro, e, mesmo na casa do adversário, venceu o Sesc-RJ por 3 sets a 0 (25/22, 25/23 e 25/23). O resultado positivo classificou o time dirigido pelo técnico Rubinho à grande final da Superliga Cimed masculina de vôlei 2017/2018 ao vencer os três primeiros jogos da série melhor de cinco.

    Agora, o Sesi-SP espera para conhecer seu adversário na busca pelo título. Na outra série, o EMS Taubaté Funvic vence o Sada Cruzeiro por 2 jogos a 1. O quarto duelo entre as equipes será na próxima terça-feira (17.04), às 19h, no ginásio Abaeté, em Taubaté.

    O central Gustavão recebeu o maior número de votos no site da Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) e foi eleito o melhor jogador da partida. 

    Com a palavra:

    Gustavão, central do Sesi-SP:  “Conseguimos essa vaga com muito suor e muito trabalho. Foi assim o ano inteiro, trabalhando muito duro e árduo e fizemos tudo para estar nessa final. Jogamos na casa do adversário, a torcida do Sesc RJ fez o seu papel, mas conseguimos lidar com essa situação e o mais importante agora é que estamos na final”, disse o central, Gustavão. 

    O JOGO

    O jogo começou equilibrado. E seguiu assim até, (9 a 9). Gustavão soube explorar o bloqueio adversário, com cortadas potentes e com ótima visão de jogo. No primeiro set, o Sesi errou menos, foram quatro erros contra dez do Sesc-RJ e fechou em 25/22.

    O Sesi-SP começou melhor no segundo set e, abriu 4/1. Apesar do susto, o Sesc-RJ se refez e chegou a virar, 6/5. Mas a equipe carioca continuou errando muito. Foram dez erros da equipe carioca, contra seis da equipe paulista. O Sesi teve um bom aproveitamento nos saques, fazendo dois aces no segundo set e fechando com mais uma vitória, agora 25/23.

    O terceiro set começou equilibrado, bem parecido com o primeiro. O Sesi-SP só começou a se impor a partir do sétimo ponto, quando Lipe fez 7/5 após o maior rali do jogo. Precisando da vitória, o Sesc aparentava nervosismo e, com isso, errou muitos saques, facilitando para o Sesi. Gustavão voltava a se destacar, assim como Alan, Lipe, Douglas Souza, que trataram de fechar o set em 25 a 23, definindo a partida em 3 a 0. 

    EQUIPES:

    Sesc-RJ: Thiaguinho, Maurício Borges, Tiago Barth, Maurício Souza, João Rafael e PV. Líbero: Thiago Brandle. Entraram: Renan, Everaldo, Japa e Renatão. Técnico: Giovane Gávio.

    Sesi-SP: Lipe, Gustavão, William, Douglas Souza, Lucão e Alan. Líbero: Murilo. Entraram: Evandro, Franco e Piá. Técnico: Rubinho.

Autor:


Deixar um comentário

Deixe um comentário .

Algumas tags HTML são permitidas, são elas:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong> 

Total