Superliga

Em ritmo lento, Osasco vence o São Caetano fora de casa

por: Pedro - Redação

0
Jaqueline ficou com o Troféu VivaVôlei. Créditos: Guilherme Becker

Redação

Sem dificuldades, o Osasco São Cristóvão Saúde venceu o São Caetano, por 3 sets a 0, com parciais de (25/14, 25/21 e 25/18), em partida disputada no Complexo Lauro Gomes, em São Caetano do Sul, neste sábado (19).

Com a vitória, o Osasco São Cristóvão Saúde volta ao topo da tabela com 27 pontos. O time está empatado com o Itambé/Minas na liderança. Até agora, soma nove vitórias em dez jogos. O São Caetano vive momento exatamente oposto. A equipe do ABC está em último, com dez derrotas em dez jogos e nenhum ponto marcado.

Ainda sem poder contar com Tandara, que ainda se recupera do coronavírus, a ponteira Tainara foi novamente improvisada na saída de rede e teve uma boa atuação. Tainara foi a maior pontuadora do confronto, com 18 pontos (01 de bloqueio e 17 em ataques). A ponteira Jaqueline também teve boa atuação, foi a mais votada e ficou com o Troféu VivaVôlei. Pelo lado do São Caetano, o destaque foi a ponteira Mariana Blum com 12 pontos (01 de bloqueio e 11 em ataques).

Com a palavra:

Camila Brait, líbero do Osasco São Cristóvão Saúde: “Jogar em São Caetano nunca é uma tarefa simples. Mesmo elas tendo um time jovem, lutaram até o final e valorizaram a nossa vitória, que foi muito importante. Conquistamos os três pontos e seguimos na luta pela liderança da Superliga. Foi bom também que jogadoras como a Amanda, Karyna e Ana Medina tenham tido a oportunidade de entrar em quadra e começar a ganhar ritmo de jogo. A nossa força é do grupo e é importante ter todas as atletas prontas para entrar e contribuir”, disse Camila Brait.

Foto Destacada: Osvaldo F./Contrapé