Supercopa Masculina

EMS Taubaté Funvic conquista o bicampeonato da Supercopa

por: Pedro - Redação

0

Redação

No jogo que reuniu os últimos campeões da Superliga e da Copa Brasil, o EMS Taubaté Funvic derrotou o rival Sada Cruzeiro (MG) por 3 sets a 2 (parciais de 19/25, 25/21, 30/28, 14/25 e 15/11) e celebrou sua segunda conquista da Supercopa. Foi também o segundo título da equipe na temporada 2020/2021, que já havia levantado o caneco do Super Vôlei na semana passada.

A equipe do Vale do Paraíba contou com boa atuação e, mesmo diante do forte adversário, foi superior. Contando com a força do grupo, o EMS Taubaté Funvic comemorou, no entanto, pela primeira vez diante de alguns torcedores, (saiu em Diário Oficial decreto que permite público em 30% da capacidade total do ginásio e, por maior segurança, a Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) permitiu a presença de apenas 10%).

Um dos destaques do campeão Taubaté foi o levantador Rapha, que substituiu o titular Bruninho na terceira parcial e foi fundamental para o título. Bruninho saiu com uma lesão na panturrilha.

Com a palavra:

Maurício Souza, central do EMS Taubaté Funvic: “Hoje vimos mais um ótimo jogo entre nós e o Sada, sem dúvidas são duas equipes fenomenais, com atletas de seleção, e sempre será um jogo tenso e equilibrado. As derrotas nas finais do Paulista foram dolorosas para nós, mas serviram para que a gente se unisse ainda mais, e nos fortalecesse para dar mais um passo adiante. Temos muito a crescer ainda, temos que corrigir muita coisa no time, mas hoje estão todos de parabéns pela vitória e pela conquista. Voltamos para casa com a sensação de dever cumprido e muito felizes ´para a sequência da temporada.”, comentou o central.

Marcelo Mendez, técnico do Sada Cruzeiro: “Foi uma partida decidida nos pequenos detalhes. Hoje jogamos muito melhor no ataque, de igual para igual no saque, e no bloqueio eles foram um pouquinho melhor. Mas acho que foram momentos que determinaram o resultado. No terceiro set, quando não fechamos quando deveríamos, e também quando cometemos alguns erros de ataque e saque em momentos cruciais. Mas agora é analisar e continuar olhando adiante. A batalha ainda é muito longa, já temos que pensar no próximo jogo para começar bem a Superliga. E trabalhar para, quando pudermos enfrentar Taubaté novamente, já termos solucionado os problemas que nos levaram a perder hoje”, analisou o treinador Marcelo Mendez.

Foto: Célio Messias/Inovafoto/CBV

Leave a comment