• Sul-Americano de clubes masculino: Sada Cruzeiro bate UPCN e é hexacampeão

    Créditos: Agência i7/Sada Cruzeiro

    Redação

    O Sada Cruzeiro (MG) é campeão do Campeonato Sul-Americano de Clubes masculino de vôlei pela sexta vez – sendo o quarto consecutivo. A equipe dirigida pelo técnico Marcelo Mendez representou o Brasil na decisão da competição e, em mais uma grande atuação e, na noite deste sábado (02/03), derrotou o UPCN, da Argentina. O grupo cruzeirense fez 3 sets a 1 (25/19, 25/18, 21/25 e 25/16), subiu no degrau mais alto do pódio na Arena Minas, em Belo Horizonte (MG), e está classificado para o Campeonato Mundial de Clubes pela oitava vez.

    Ao atingir seis títulos continentais e o tetracampeonato consecutivo, nas edições de 2012, 2014, 2016, 2017, 2018 e 2019, o Sada Cruzeiro superou os clubes Banespa e Paulistano, cada um com cinco títulos, conquistados nas décadas de 1970 e no início da de 1990. Para se ter uma ideia do feito alcançado pelo elenco da Raposa, tradicionais clubes no Brasil que já foram campeões da Superliga estão longe deste ranking Sul-Americano. O Minas Tênis Clube tem dois títulos, o Sesi-SP tem um e a extinta Cimed também um.

    Com a palavra:

    Evandro, oposto do Sada Cruzeiro:    “Sempre trabalhamos para ganhar e estamos bem felizes com isso. Sul-Americano é sempre difícil. A Argentina joga diferente do que estamos habituados, com volume de jogo maior do que nós, brasileiros. Mas, hoje entramos bem focados depois de passar uma dificuldade grande na primeira partida contra eles e ontem também contra o Obras. Nossa equipe está acostumada a disputar final e isso facilita um pouco mais. A vontade faz tudo e final é final”, disse Evandro.

    Isac, central do Sada Cruzeiro:    “Missão cumprida e atingimos essa grande marca na América do Sul. Foi um grande campeonato. Fizemos bons jogos, de paciência, é sempre difícil jogar contra time argentino. Conseguimos reverter dois placares em jogos que muitos times teriam desistido, mas nosso time soube lidar. E esse é o espírito de um time campeão. Do primeiro ao último ponto brigando e sempre acreditando. E hoje, numa final, entramos focados. Dentro de casa, com uma torcida dessa, saímos com o sentimento de dever cumprido!”, concluiu Isac.

Autor:


Deixar um comentário

Deixe um comentário .

Algumas tags HTML são permitidas, são elas:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong> 

Total